Menu
Angela Bittencourt
Blog da Angela
Angela Bittencourt
é jornalista e editora da Empiricus
2019-05-13T11:17:56-03:00
Blog da Angela

Bolsonaro deixa Moro e Guedes em ‘saia justa’

Moro inicia a semana sob inesperada pressão que pode comprometer seriamente sua imagem. O presidente, com sua declaração, sugere que Moro firmou com ele um acordo quando ainda era a figura central da Operação Lava Jato

13 de maio de 2019
10:01 - atualizado às 11:17
O presidente Jair Bolsonaro ao lado do ministro da Justiça Sergio Moro
O presidente Jair Bolsonaro ao lado do ministro da Justiça Sergio Moro - Imagem: Alan Santos/PR/Fotos Públicas

O presidente Jair Bolsonaro fez duas declarações impactantes no domingo, em entrevista à Rádio Bandeirantes, e, deliberadamente ou não, botou os dois ministros mais destacados do seu governo - Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública) e Paulo Guedes (Economia) - numa saia justa.

Sobre Sérgio Moro, o presidente declarou, pela primeira vez, que assumiu com o ministro da Justiça o compromisso de indicá-lo para a próxima vaga disponível no Supremo Tribunal Federal (STF). A próxima vaga, pela ordem natural de substituições, será a do ministro Celso de Mello que se aposenta em novembro de 2020.

Sobre Paulo Guedes, Bolsonaro afirmou que já orientou o ministro a corrigir pela inflação a tabela do Imposto de Renda, pelo menos a de 2020, conforme noticiado no fim de semana.

Moro inicia a semana sob inesperada pressão que pode comprometer seriamente sua imagem. O presidente, com sua declaração, sugere que Moro firmou com ele um acordo quando ainda era a figura central da Operação Lava Jato.

Essa condição pode enfraquecer o ministro em negociações com o Congresso sobre o pacote de medidas anticrime. Afinal, o presidente da República praticamente deu um “dead line” para o seu papel de titular da Justiça ao afirmar que será indicado para a vaga do STF que será aberta em um ano e meio.

Quanto ao ministro da Economia, o presidente parece ter antecipado uma decisão que será vista como populista ou imprevidente por parlamentares por estar sinalizando uma redução de receita futura.

As declarações de Bolsonaro podem até não ter maiores consequências, mas não são indolores aos dois principais ministros do seu governo e coincidiram com uma piora global dos mercados em função de novas provocações de Donald Trump contra a China.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

O melhor do seu dinheiro

Alguém chame os bombeiros

Hoje tivemos mais um dia de grande volatilidade nos mercados brasileiros, que entraram em parafuso com o temor de que o teto de gastos poderia vir a ser furado. Os investidores aguardam com grande ansiedade a votação da PEC Emergencial, aquela que permitirá o retorno do auxílio emergencial. E rumores de que ela seria desidratada […]

FECHAMENTO

Em dia de alta volatilidade, Lira salva Ibovespa de um fiasco e segura o dólar em R$ 5,66

A volatilidade reinou absoluta nesta quarta-feira (03) e mais uma vez Brasília foi responsável por movimentar os negócios no Brasil. Lá fora, o dia foi de cautela com a alta dos juros futuros

Luz no fim do túnel?

Ministério da Saúde avança em negociações com laboratórios para comprar vacinas

A declaração do MS foi dada pelo titular da pasta, Eduardo Pazuello, em reunião com a Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Crypto News

Bitcoin para leigos e descrentes também

Descrever algo tão complexo como o Bitcoin exige repertório, dedicação e um pouco de sedução de quem apresenta.

Ruim, mas nem tanto?

“É um dos países que menos caíram no mundo”, afirma Bolsonaro, sobre queda de 4% no PIB

Para Bolsonaro a queda do PIB só não foi maior devido a movimentação da economia gerada pelo auxílio emergencial.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies