Menu
2019-04-05T10:22:50-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Repercussão negativa

Após Bolsonaro flexibilizar posse de armas, papéis da Taurus despencam mais de 20%

Empresa é a única da área listada na B3; entre as mudanças com a flexbilização estão o prazo de validade do registro de armas para 10 anos, tanto para civis como para militares

15 de janeiro de 2019
14:07 - atualizado às 10:22
Loja de armas
Imagem: shutterstock

Apesar do presidente Jair Bolsonaro assinar o decreto flexibilizando a posse de armas no Brasil nesta terça-feira, 15, a ação da Taurus despencou na B3.

Após começar o dia em alta de 10%, por volta das 13h50, os papéis da companhia recuavam mais de 24%, a R$ 6,95.

As ações da fabricante brasileira de armas são alvo de forte volatilidade desde que Bolsonaro despontou como favorito para vencer as eleições presidenciais.

A justificativa é que a vitória do capitão levaria a um aumento na comercialização de armas no país e ampliaria as receitas da Taurus. Mas é muito difícil separar o que é fundamento da mera especulação.

De janeiro a setembro de 2018, a empresa teve prejuízo de R$ 44,6 milhões, um pouco melhor do que o resultado negativo de R$ 50,4 milhões do mesmo período do ano anterior.

Novas regras

Entre as mudanças estão o prazo de validade do registro de armas para 10 anos, tanto para civis como para militares.

Além disso, houve a flexibilização no requisito legal de o interessado comprovar da “necessidade efetiva” para a obtenção da posse.

Com as novas regras, o interessado poderá justificar a posse apenas por morar em uma cidade violenta, em área rural ou por ser agente de segurança.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

agenda de privatizações

Capitalização será retomada no 2º semestre e venda em 2021, diz Eletrobras

Apesar da crise na economia trazida pela pandemia do covid-19, o presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Jr, disse confiar que o processo de capitalização da estatal será retomado no Congresso Nacional ainda neste segundo semestre

US$ 2 bilhões em 12 dias

Warren Buffett compra mais de US$ 300 milhões em ações do Bank of America e passa a deter 12% do banco

Conglomerado do bilionário continua aumentando sua posição no BofA. Em menos de 15 dias, a fatia já cresceu 9%

SD Premium

Mapa dos balanços: veja as datas de divulgação das empresas do Ibovespa

É a primeira vez que os balanços compreendem um período totalmente impactado pela pandemia; números ajudam a calibrar tomada de decisão dos investidores

Quem te viu, quem te vê

Ações da Petrobras e PetroRio disparam na B3 com rali do petróleo

Ambas as empresas se beneficiam das cotações internacionais do petróleo, em meio a um movimento de valorização generalizada das commodities

sinal verde

Cade aprova aquisição do controle da Tempest pela Embraer

Embraer já tinha participação indireta na empresa desde 2016

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements