2019-04-04T13:50:53-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Novo governo

‘Amigo particular’ de Bolsonaro é indicado para gerência da Petrobras

Indicação de Carlos Vitor Guerra Nagem gerou repercussão negativa de internautas nas redes sociais; presidente defendeu nomeação e publicou currículo de Nagem

11 de janeiro de 2019
10:53 - atualizado às 13:50
Presidente Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro - Imagem: Igo Estrela/Estadão Conteúdo

Um capitão-tenente da reserva da Marinha classificado como “amigo particular” do presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi indicado nessa quinta-feira, 10, para assumir a gerência executiva de Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobras. Carlos Victor Guerra Nagem é funcionário da estatal há 11 anos e atualmente trabalha em Curitiba.

Desde que ingressou na Petrobras, Nagem se licenciou em duas ocasiões, para disputar as eleições de 2002 e de 2016, usando a alcunha de Capitão Victor e filiado ao PSC (partido que Bolsonaro integrou e pelo qual foi eleito deputado federal em 2014).

Na primeira vez, Capitão Victor tentou se eleger deputado federal pelo Paraná; na segunda, disputou uma cadeira de vereador em Curitiba. Nas duas foi derrotado.

Em 2016, Bolsonaro gravou um vídeo em que pede votos para o candidato que classificou como “meu amigo particular”: “É um homem, um cidadão que conheço há quase 30 anos. Um homem de respeito, que vai estar à disposição de vocês na Câmara lutando pelos valores familiares. E quem sabe no futuro tendo mais uma opção para nos acompanhar até Brasília”, afirma o atual presidente no vídeo de 2016.

“Todos nós ganharemos”, continua Bolsonaro. Na campanha, um dos slogans do Capitão Victor afirma que “Bolsonaro (o) indicou”.

Experiência

Em nota, a Petrobras confirmou a indicação e afirmou que o nome de Nagem ainda “será submetido aos procedimentos internos de governança corporativa”.

Segundo a estatal, ele é graduado em Administração pela Escola Naval e há seis anos atua na área de Segurança Corporativa da Petrobras. A empresa afirma ainda que o indicado possui mestrado em Administração pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e tem dez anos de experiência como professor no ensino superior.

Nessa quinta-feira, 10, Bolsonaro divulgou no Twitter a indicação.

De acordo com o site O Antagonista, o anúncio foi feito por videoconferência para os funcionários ontem. O salário dele na empresa, segundo o site, passará de R$ 15 mil mensais para mais de R$ 50 mil.

Nagem vai substituir Regina de Luca, indicada pelo ex-presidente da Petrobras Pedro Parente.

Reação negativa

Nas redes sociais, a nomeação gerou reações negativas pelos internautas. Em novo tweet, Bolsonaro destacou o currículo de Nagem:

*Com Estadão Conteúdo 
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

EXCLUSIVO

É possível ganhar mais de R$ 3 mil investindo nesta oportunidade da renda fixa turbinada

Títulos exclusivos e turbinados são enviados diariamente pela Vitreo e alguns deles podem até dobrar seu patrimônio do médio ao longo prazo

ELEIÇÕES 2022

Até Simone Tebet venceria Jair Bolsonaro no segundo turno; nova pesquisa explica por que o presidente não conseguiria se reeleger se a votação fosse hoje

Alta rejeição à candidatura de Bolsonaro à reeleição faria com que ele perdesse em todos os cenários estudados na mais recente pesquisa BTG/FSB

GASOLINA E DIESEL EM FOCO

Governador de SP anuncia corte do ICMS sobre combustíveis para 18%; arrecadação deve cair em R$ 4,4 bilhões no ano e afetar transportes no estado

A redução da alíquota será de 25% para 18%, o que deve gerar uma queda de R$ 0,48 do valor do litro da gasolina nos postos

ESTÁGIO E TRAINEE

Vale encerra inscrições para estágio nesta semana; confira as principais vagas para estudantes e recém-formados com bolsas-auxílio de até 7 mil

Eleita uma das empresas dos sonhos dos jovens brasileiros, a mineradora está com o processo seletivo para estágio até amanhã (28)

SEGURO AGRO É POP?

Banco do Brasil (BBAS3) e BB Mapfre criam plataforma digital para o agronegócio

A Broto será focada na cadeia produtiva do setor, aproveitando a proximidade do Banco do Brasil (BBAS3) com o segmento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies