Menu
2019-07-30T15:39:32-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Tropeço mensal

Faturamento da indústria de máquinas e equipamentos cai 6,1% em junho

Na comparação com junho do ano passado, o faturamento recuou 12,1% e no acumulado dos primeiros seis meses do ano teve um crescimento de 3,6%

30 de julho de 2019
15:05 - atualizado às 15:39
industria-brasil
Imagem: Shutterstock

O faturamento da indústria de máquinas e equipamentos em junho caiu 6,1% em relação a maio, segundo divulgou a Abimaq, entidade que congrega as empresas do setor.

Na comparação com junho do ano passado, o faturamento recuou 12,1% e no acumulado dos primeiros seis meses do ano teve um crescimento de 3,6%.

O consumo aparente da indústria de máquinas e equipamentos, que considera o consumo interno de parte da produção do setor mais as importações, recuou 5% em junho ante maio.

Na leitura de junho contra o mesmo mês do ano passado houve uma alta de 8,4%. No acumulado de seis meses a Abimaq registrou crescimento de 11,6%.

Exportações também caem

As exportações de máquinas, equipamentos e componentes recuaram em junho 8% ante maio, de acordo com a Abimaq, entidade que congrega as empresas do setor. Na comparação com junho do ano passado houve uma queda de 22,5%. No acumulado do ano até junho a queda foi de 7,1%.

Em valores, as exportações em junho somaram US$ 681,94 milhões. No ano, até junho, as exportações somaram US$ 4,432 bilhões

As importações também caíram em junho. A queda foi de 2,9% ante maio. Na comparação de junho com junho de 2018 houve um crescimento de 20,5% e no acumulado do ano, avanço de 9,1%. Em valores, as importações somaram em junho US$ 1,507 bilhão. E no ano, US$ 7,780 bilhões.

O saldo entre exportações e importações em junho foi deficitário em US$ 825,57 milhões e no ano, de US$ 3,347 bilhões.

Nível de emprego

O nível de emprego na indústria de máquinas e equipamentos recuou 0,4% em junho ante maio, de acordo com a Abimaq. Com isso, o quadro de empregados diretos no setor em junho era de 307.526 trabalhadores.

Na comparação com junho do mesmo mês do ano passado, o número de empregados no setor cresceu 3,7%. No acumulado do ano até junho houve um crescimento de 4,2% no nível de emprego do setor.

Na media do ano, o quadro de empregados no setor de máquinas e equipamentos é de 306.433.

Capacidade instalada

Já o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) da indústria de máquinas e equipamentos cresceu 0,5 ponto porcentual em relação a maio para 76%.

De acordo com a Abimaq, o Nuci de junho está 0,3 ponto porcentual acima da marca observada em junho do ano passado.

Segundo a entidade, apesar da melhora relativa do nível de utilização da capacidade instalada, a carteira de pedidos da indústria de máquinas e equipamentos recuou um pouco, sinalizando que as atividades produtivas deverão manter um ritmo fraco nos próximos meses.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Matéria-prima salgada

Commodities vão inflacionar o mercado de carros, diz presidente de consórcio que reúne Fiat, Jeep, Peugeot e Citroën

Além da pandemia e da falta de chips, o executivo vê com preocupação o movimento inflacionário das commodities usadas pelo setor

MERCADOS HOJE

Dólar fica abaixo dos R$ 5 pela primeira vez em um ano; confira as razões para a queda da moeda

Entrada de fluxo estrangeiro no país é acompanhada de alguns critérios técnicos e uma melhora na percepção de risco.

Ampliando investimentos

GM amplia em 75% investimentos em carros elétricos e automáticos até 2025

A projeção da empresa é de que seu Ebit fique entre US$ 8,5 bilhões e US$ 9,5 bilhões na primeira metade do ano

Análise do presidente

Para Bolsonaro, derrubada ou perda da validade da MP da Eletrobras provocará caos

A MP não tem consenso entre líderes e corre o risco de ser derrubada ou ter a votação adiada

Banco mais verde

Itaú anuncia investimento de R$ 400 bilhões em iniciativas ESG até 2025

O Itaú destaca no comunicado que esses títulos têm sido bastante demandados pelo mercado e fazem parte de um segmento em que o Itaú se tornou referência em 2021

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies