Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-01T15:06:04-03:00
Estadão Conteúdo
Recuperação

Condições de negócios melhoraram para a indústria brasileira em março, diz IHS Markit

Empresas pesquisadas mencionaram um nível de consumo mais elevado, conquistas de novos clientes e uma demanda interna mais forte

1 de abril de 2019
15:06
industria-brasil
Imagem: Shutterstock

Apesar de o Índice dos gerentes de compras (PMI) da indústria brasileira ter recuado em março em relação a fevereiro - queda de 53,4 para 52,8 pontos -, a IHS Markit observou uma lenta, mas sólida melhora nas condições de negócios em todo o setor. Mesmo com a baixa do índice, o setor como um todo se manteve no terreno positivo. Isso porque o PMI segue uma escada de zero a 100 pontos, sendo que marcas acima de 50 pontos indicam crescimento.

"Algumas empresas contrataram pessoal adicional devido ao crescimento da demanda e de uma necessidade mais elevada de mão de obra especializada, outras companhias cortaram suas contratações em meio a tentativas contínuas de redução de custos", ponderam os analistas da Markit, em nota.

Apesar de ter se atenuado, o crescimento do volume de novos pedidos foi sólido e mais forte do que o observado, em média, em 2018. Isso porque, de acordo com a Markit, as empresas pesquisadas mencionaram um nível de consumo mais elevado, conquistas de novos clientes e uma demanda interna mais forte. Por outro lado, a quantidade de vendas para exportação diminuiu pelo quarto mês consecutivo.

Contudo, a desaceleração foi apenas marginal, com as empresas que obtiveram novos trabalhos - beneficiando-se do enfraquecimento do real - tendo contrabalançado parcialmente a contração observada naquelas que citaram uma demanda global contida.

O nível de produção do setor industrial brasileiro cresceu pelo nono mês consecutivo em março e ao ritmo mais rápido em um ano. Segundo os entrevistados, a recuperação refletiu uma entrada mais elevada de novos trabalhos, tentativas de aumento dos estoques e projeções otimistas de crescimento. Parte dos bens produzidos em março foi estocada.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

O futuro está no céu

A acirrada corrida pelo ‘carro voador’

Além de chamar a atenção no mercado de capitais, as startups de “carros voadores” estão atraindo talentos e parceiros de setores mais tradicionais da economia

XP anuncia investimento na edtech Resilia

A Resilia é uma edtech que combina tecnologias que potencializam o aprendizado individualizado e em comunidade com um método de ensino que capacita potenciais talentos de uma forma mais rápida para o mercado digital

Análise

Investir em ações de banco ainda é uma boa? Veja 3 motivos que deixam a XP Investimentos cautelosa

Se no ano passado a postura era otimista, agora os analistas do setor financeiro da XP estão mais cautelosos, já que o cenário é de preços elevados dos ativos e uma concorrência e intervenções regulatórias preocupantes.

REFORMA TRIBUTÁRIA

PIB pode crescer 1,6% com redução de IR para empresas, indica estudo

O cálculo de 20% teve como base comportamento das empresas depois de um dos maiores aumentos na alíquota do imposto sobre dividendos no mundo – na França, em 2013, de 15,5% para 46%

ESG

‘Equidade racial se tornou prioridade dentro da Vivo’, diz presidente

Dentro da extensa agenda ESG, que concentra ações ambientais, sociais e de governança, a Vivo aposta na equidade racial

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies