Menu
2019-04-05T15:45:37-03:00
Estadão Conteúdo
Assuntos essenciais

Com foco na reforma da Previdência, CNI apresenta pauta legislativa para o setor industrial

Entre os temas a serem propostos estão a reforma tributária, o marco legal das Agências Reguladoras, normas de licenciamento ambiental e uma lei sobre créditos tributários

2 de abril de 2019
14:57 - atualizado às 15:45
industria-brasil
Imagem: Shutterstock

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) apresentou ao Congresso nesta terça-feira, 2, uma agenda mínima com 14 projetos considerados essenciais e urgentes para melhorar o ambiente de negócios no País, sendo a mais importante, a reforma da Previdência.

Além dela, estão também: a reforma tributária, o marco legal das Agências Reguladoras, normas para o licenciamento ambiental e uma nova lei para a compensação de créditos tributários, entre outras.

"A recuperação plena da economia exige uma ação coordenada do Executivo, do Congresso e da sociedade para aprovar as reformas que criarão as condições para o crescimento sustentado da economia", afirmou Paulo Afonso Ferreira, presidente em exercício da CNI, durante o lançamento da agenda, realizado em uma sessão solene no Congresso.

Sobre a reforma da Previdência, Ferreira afirmou que o sistema previdenciário atual "é inviável do ponto de vista financeiro, injusto do ponto de vista social e desalinhado com o crescimento da expectativa de vida da população". Ele destacou ainda que a reforma poderá ajudar na retomada do crescimento econômico do Brasil.

Ferreira defendeu ainda que a reforma tributária deve ser analisada logo após a previdenciária. "Sem mudanças estruturais no sistema tributário, não conseguiremos eliminar as fontes de insegurança jurídica e de excesso de obrigações que se transformam em um verdadeiro pesadelo tributário para os empreendedores", disse.

Durante o evento, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) afirmou que o Congresso "não pode se dissociar dos interesses desse setor importantíssimo". "O debate e o diálogo têm que ser uma constante em nossas vidas. ... Entre os principais temas, desde a reforma da Previdência até o licenciamento ambiental e os marcos legais das agendas reguladoras, do saneamento, o que garante e simplifica o processo de 27 países. Cabe a nós, ao Congresso, às duas Casas, legislar sobre esses temas", comentou.

No total, a agenda reúne 123 propostas que estão em tramitação na Câmara ou no Senado. Elas são consideradas pela CNI como estratégicas para a indústria brasileira. Esta foi a primeira vez, em 24 anos, que a confederação fez a cerimônia de apresentação da pauta legislativa em uma sessão solene no Congresso.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

depois do fundo do poço

Na bolsa, Gol, Azul e CVC recuperam parte das perdas com pandemia

Avanço das vacinas empolgou o mercado todo, mas não basta para explicar o desempenho dos papéis ligadas ao setor de aviação

após atrasos

Petrobras vai concluir venda de oito refinarias em 2021, diz CEO

De acordo com o diretor de Comercialização e Logística, estatal poderá aumentar as exportações de petróleo bruto, mas a tendência é de que os novos donos das unidades adquiram a commodity no mercado interno

volta ao normal?

Aneel aprova retomada do sistema de bandeiras tarifárias a partir desta terça

Mecanismo havia sido suspenso em maio devido à pandemia do novo coronavírus, e a agência havia acionado a bandeira verde, sem cobrança de taxa extra, até o fim deste ano

seu dinheiro na sua noite

O doce novembro da bolsa

O que você considera uma boa rentabilidade mensal para os seus investimentos? Um retorno equivalente a oito vezes o que a renda fixa paga em um ano inteiro está de bom tamanho? Pois foi esse o ganho de quem investiu em novembro na bolsa — imaginando aqui a compra do BOVV11, um dos fundos que […]

Balanço do mês

Após disparada, bolsa é um dos melhores investimentos de novembro; dólar foi o pior

Bitcoin lidera o ranking, seguido do Ibovespa, que subiu mais de 15%; piores desempenhos ficaram por conta do dólar e do ouro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies