Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-12-07T17:07:57-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
OTIMISMO TOTAL

‘É a confiança do mercado’: Bolsonaro defende Guedes em encontro de empresários

Em evento organizado pela CNI, Paulo Guedes e Jair Bolsonaro garantem que o PIB crescerá em 2022 apesar do mau humor do mercado

7 de dezembro de 2021
16:20 - atualizado às 17:07
Jair Bolsonaro e Paulo Guedes
Paulo Guedes acusa analistas estrangeiros de exagerarem no pessimismo. - Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock / Fotos Públicas

Paulo Guedes e Jair Bolsonaro estiveram, nesta terça-feira, 7, em encontro de empresários promovido pela Confederação Nacional da Indústria. O presidente ressaltou que o ministro da Economia é "a confiança no mercado".

Apesar de ter sido fiador da candidatura de Bolsonaro junto a investidores, o ministro vem perdendo apoio e tem alfinetado analistas.

Paulo Guedes argumentou que o Brasil não deve entrar em uma nova recessão a despeito da alta de juros para combater a inflação.

"A inflação está subindo no mundo todo e o Banco Central está subindo os juros. Isso desacelera crescimento, mas não causa recessão, sobretudo porque a taxa de investimento do Brasil está chegando a 20% do PIB, que é o pico desde 2014", afirmou.

Mais uma vez, o ministro garantiu que a economia brasileira crescerá em 2022. "Quando olho para o futuro, não consigo ver o Brasil não crescer. Evidentemente há dificuldades pela frente, não somos ufanistas ou irreais. Mas temos que resistir e reagir ao ceticismo dos perdedores das eleições anteriores que atolaram o Brasil em crescimento um zero", completou.

Guedes reclamou que os analistas estrangeiros olham para o governo com o olhar "dos derrotados nas últimas eleições". 

"Previram que íamos ficar em depressão e voltamos em V. Diziam que o V era de virtual, que eu estava imaginando. Agora dizem que estou imaginando um Brasil que não existe para 2022. O ceticismo vai sendo rolado ano após ano", afirmou.

Para Guedes, rejeitar a taxação de dividendos é sinal de "pouca inteligência"

O ministro disse que enviou as propostas de reformas para o Congresso, citando a administrativa e a tributária - que não têm previsão de serem votadas.

Repetiu também a avaliação de que não aprovar a proposta de taxação de 15% sobre os dividendos é um sinal de "pouca inteligência". "É neste momento que tínhamos que acenar com impostos mais baixos para as empresas, para trazer o dinheiro do mundo inteiro nas nossas novas fronteiras de investimentos: petróleo, gás natural, cabotagem, saneamento, energia, aeroportos, ferrovias e rodovias", completou.

Jair Bolsonaro, por sua vez, corroborou a avaliação do ministro ao afirmar que o Brasil "mais do que recuperou" a credibilidade no exterior.

“Brasil é uma certeza. E obviamente nós temos que estar confiantes aqui também", disse o presidente. "Não tem por que não sermos otimistas, estamos muito bem nas relações internacionais", acrescentou. "No futuro, vamos dar graças a Deus à forma como o Brasil está se comportando."

*Com informações de Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

SEM ESPAÇO NO ORÇAMENTO

Servidores iniciam manifestação e prometem greve para fevereiro, mas Mourão diz que não há espaço para reajustes

Na peça aprovada no Congresso em Dezembro foi incluída uma previsão de R$ 1,7 bilhão para reajustes de salários do funcionalismo, contudo, a a categoria que seria beneficiada não foi especificada

NA CORRIDA PELA MINERAÇÃO

Intel planeja entrar no lucrativo ramo de mineração de criptomoedas e competir com Nvidia, a próxima empresa de US$ 1 trilhão

A escassez de condutores e semicondutores pode atrapalhar os planos da empresa, que divulgará o novo chip em fevereiro deste ano

TECHS SOFREM

Por que a alta dos juros nos EUA derruba as ações de Locaweb (LWSA3) e Inter (BIDI11) na B3?

O movimento com as ações ligadas ao setor de tecnologia na B3 ocorre desde o início do ano. Os papéis da Locaweb, por exemplo, acumulam queda de 40% apenas nos primeiros dias de 2022

FOLLOW ON

BRF definirá dia 1º preço da ação no follow on, que pode girar cerca de R$ 8 bi

A operação pode abrir o caminho para a Marfrig assumir o controle da BRF

Fatia maior

Gestora Alaska aumenta participação na Cogna (COGN3) para mais de 15%, e ação dispara

Papel tem uma das maiores altas do Ibovespa depois que gestora de Henrique Bredda e Luiz Alves Paes de Barros informou ter adquirido mais ações na companhia de educação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies