O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2019-08-23T19:14:16-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Nova cartada

Trump contra-ataca e anuncia um aumento nas tarifas sobre importações chineses

O presidente dos Estados Unidos anunciou a elevação das tarifas de importação sobre produtos da China, elevando a tensão no front da guerra comercial

23 de agosto de 2019
19:14
Donald Trump
Imagem: Shutterstock

A guerra comercial entre Estados Unidos e China ganhou mais um desdobramento no início da noite desta sexta-feira (23): conforme prometido, o presidente americano, Donald Trump, anunciou medidas para revidar a ofensiva feita por Pequim nesta manhã.

Como de costume, Trump usou o Twitter para contar as novidades — e, também como de costume, não poupou palavras para se referir ao governo de Pequim. Após tecer uma série de críticas ao gigante asiático, o republicano anunciou uma elevação nas tarifas incidentes sobre US$ 250 bilhões em importações chinesas, de 25% para 30%, com início em 1º de outubro.

Além disso, o presidente americano afirmou que um segundo grupo de produtos importados da China, de US$ 300 bilhões, que começaria a sofrer com taxas de 10% a partir de 1º de setembro, agora será sobretaxado em 15%.

Guerra de tarifas

A nova cartada de Trump ocorre em resposta à adoção, pelo governo chinês, de alíquotas de 5% a 10% sobre US$ 75 bilhões em importações americanas — a medida, anunciada mais cedo, será implantada em duas fases: uma em 1º de setembro e outra em 15 de dezembro.

E, vale lembrar, essa ofensiva de Pequim ocorreu como forma de revidar a imposição de novas sobretaxas às importações chinesas por parte do governo americano, anunciadas no início de agosto.

Além de anunciar as novas medidas, o presidente americano aproveitou para criticar o governo chinês e as administrações passadas dos Estados Unidos. "Durante muitos anos, a China e outros países têm se aproveitado dos EUA no comércio, roubo de propriedade intelectual e muito mais", escreveu Trump.

Segundo o republicano, os Estados Unidos tem perdido bilhões de dólares por ano para o gigante asiático. "Lamentavelmente, as administrações passadas permitiram que a China tivesse uma vantagem comercial tão grande que ela se tornou um fardo para o contribuinte americano".

Tensões elevadas

Com China e Estados Unidos atacando e contra-atacando no front da guerra comercial, os mercados financeiros tiveram uma sessão de cautela intensa nesta sexta-feira: o Ibovespa e as bolsas americanas fecharam a sessão de hoje em baixa de mais de 2%. Você pode conferir a cobertura completa dos mercados nesta matéria.

No fim desta manhã, Trump foi ao Twitter para comentar a ofensiva chinesa e assumiu um tom bastante agressivo em suas mensagens, classificando o presidente do país asiático, Xi Jinping, como inimigo e afirmando que as empresas americanas deveriam "buscar alternativas" à China.

Analistas e operadores destacam que o tom mais acirrado das disputas entre Washington e Pequim desencadearam uma onda de aversão ao risco nos mercados. A percepção é a de que, com a guerra comercial atingindo um estágio mais crítico, a economia global pode sofrer com um movimento mais intenso de desaceleração.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

NOITE CRIPTO

Assombrado pela falha no protocolo Terra (LUNA), bitcoin (BTC) opera sob pressão e cai 3%; confira a reação de outras criptomoedas

A queda da Terra (LUNA) gerou uma reação em cadeia e um efeito em toda a Terra Network, a rede que engloba essa criptomoeda e a stablecoin TerraUSD (UST); entenda a história

BALANÇO

Magazine Luiza (MGLU3) deixa lucro para trás e registra prejuízo líquido de R$ 161,3 milhões no primeiro trimestre; confira o que derrubou o Magalu

Última das grandes varejistas da B3 a divulgar os resultados do primeiro trimestre, o Magazine Luiza (MGLU3) reforçou nesta segunda-feira (16) como o cenário macroecônimo atrapalha a vida das gigantes do comércio físico e eletrônico. A companhia registrou prejuízo líquido de R$ 161,3 milhões entre janeiro e março, contra lucro de R$ 258,6 milhões no […]

Reino Unido ameaça revisão em termos do Brexit e alimenta temores de guerra comercial; fique por dentro da visita de Boris Johnson à Irlanda do Norte

Divergências entre diferentes unionistas e nacionalistas na Irlanda do Norte pode acabar afetando relação entre Reino Unido e União Europeia

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa na contramão de NY, Gol troca comandante e Tesla em apuros; confira os destaques do dia

Mesmo com o dia ruim em NY, o Ibovespa conseguiu ter um dia de ganhos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies