Menu
2019-10-10T15:15:38-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
breve mudança

Gol vai remanejar malha após inspeção da frota

Medida anunciada nesta quarta-feira, 9, ocorre após conclusão de inspeção de frota e vai afetar 3% dos clientes

10 de outubro de 2019
15:15
Avião da Gol
Imagem: Dilvugação

A Gol informou que terá de fazer um remanejamento de malha aérea que afeta cerca de 3% dos clientes até dia 15 de dezembro.

A medida ocorre após conclusão de inspeção de frota, na quarta-feira, 9, com a retirada de operação de aeronaves Boeing nas quais foram encontrados indícios da necessidade de substituição de um componente, que estava fora dos padrões.

"A GOL lamenta pelos eventuais transtornos causados e reforça que tem trabalhado intensamente para minimizar os potenciais efeitos aos seus Clientes, aos quais desde já agradece pela compreensão", informa, em nota à imprensa.

Não foi revelado o número de aeronaves, apenas que permanecerão inoperantes até o cumprimento da manutenção, que conforme diretrizes da Federal Aviation Administration (FAA), autoridade de aviação americana responsável pela certificação primária das aeronaves modelo Boeing 737 NG.

Por volta das 15h, as ações (GOLL4) caíam 1,6%, sendo negociadas a R$ 32,56. No ano os papeis tem valorização da ordem de 40%. Acompanhe nossa cobertura de mercados. 

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Expansão

Rede D’Or assina memorando para aquisição de hospital na Paraíba

Documento prevê que Rede detenha 51% do capital social do Hospital Nossa Senhora das Neves

Após investigação

China multa Alibaba em US$ 2,8 bilhões por prática de monopólio

Foco foi prática que força comerciantes a escolherem uma plataforma, em vez de poderem trabalhar com mais.

Efeitos da Covid

Grupo Educação Metodista se prepara para pedir recuperação judicial

Com dívidas de cerca de R$ 500 milhões e em dificuldades desde 2015, o grupo viu sua situação se deteriorar em meio à pandemia

Cessão onerosa

Petrobras: Conselho aprova acordo sobre excedentes em Sépia e Atapu

Para a área de Atapu, a participação da estatal na cessão onerosa fica em 39,5% e em Sépia de 31,3%.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies