🔴 DÓLAR A R$5,38 E PODE SUBIR MAIS – VEJA COMO PROTEGER O SEU PATRIMÔNIO

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
A SEMANA EM GRÁFICOS

Covid-19 pressiona aéreas, turismo, Ibovespa e bitcoin, mas inflação avança no mundo: entenda a última semana com estes gráficos

As companhias aéreas sofreram perdas significativas na bolsa esta semana e nem o bitcoin (BTC) conseguiu se salvar

Renan Sousa
Renan Sousa
27 de novembro de 2021
12:22
gráfico de sobe e desce
Perdeu alguma coisa? Confira a nossa semana em gráficosImagem: Pixabay

A piora da covid-19 no mundo chamou a atenção dos investidores e pressionou o mercado como um todo no último pregão da semana. Enquanto o mercado já precificava uma retomada das atividades, a variante ômicron injetou novos temores de que os países devem iniciar lockdowns locais. Com isso, a pressão sobre a oferta e a demanda das commodities voltou a crescer, e o barril de petróleo caiu mais de 13% só na sexta-feira (26). O feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos trouxe uma menor liquidez para o mercado, e o pregão mais curto em Wall Street de ontem  limitou as perdas.

Nesse cenário, confira os principais dados da semana em gráficos:

Ibovespa: tombo de quase 4%

A bolsa brasileira encerrou a semana em queda de 3,93%, aos 102.068 pontos, após três pregões seguidos de alta. 

A maior preocupação da semana girava em torno da PEC dos precatórios e da Medida Provisória (MP) que instaura o Auxílio Brasil, o substituto do Bolsa Família. A votação de ambas as propostas ficou para a semana que vem, o que retirou a pressão sobre os investidores nesses dias.

Mas na Black Friday, os temores envolvendo a nova variante elevaram a cautela e a fuga dos investidores de ativos de risco chegou até o bitcoin (BTC) e o mercado de criptomoedas.

Bitcoin (BTC): um urso na sala

O bitcoin (BTC) chegou a recuar mais de 8% só na última sexta-feira (26). 

A maior criptomoeda do mercado chegou a recuar mais de 8% na última sexta-feira. A cautela com o avanço da covid-19 no mundo mostrou para os investidores que o bitcoin (BTC) ainda se apega ao mercado tradicional para se movimentar. Mas não apenas isso aconteceu esta semana.

Desde as máximas históricas aos US$ 68.680,11 no início de novembro, o bitcoin já caiu cerca de 20,9% — e, desta forma, entra no chamado “bear market” (mercado do urso, que indica queda).  A correção acontece depois da alta de 40% em outubro. No acumulado do ano, a maior criptomoeda do mercado sobe 87,2% em dólar.

Neste sábado (27), com um mercado que não para nunca, o bitcoin avança 0,54%, cotado a US$ 54.867,26 (R$ 307.321,18).

Sem viagens?

As ações das principais empresas aéreas e do setor de turismo também sentiram a pressão da covid-19 na sexta-feira. Os shoppings centers, outra categoria que sofreu com os efeitos das medidas de distanciamento social e restrições ao comércio, também amargam duras perdas com a incerteza no ar. 

PCE dos EUA: sobe (de elevador)

Os dados inflacionários dos Estados Unidos também vieram acima do esperado esta semana. O feriado do Dia de Ação de Graças manteve as bolsas fechadas na quinta-feira (25) e as negociações aconteceram apenas metade do tempo na sexta-feira (26)

Dessa forma, as negociações tiveram liquidez limitada e o impacto do avanço da inflação deve começar a ter efeito nas bolsas a partir de segunda-feira (29). 

Mas isso não é tudo. Com a escalada dos preços nos Estados Unidos (medido pelo PCE, sigla em inglês para preços ao consumidor), o Federal Reserve pode antecipar os planos de aumento dos juros ainda no primeiro semestre de 2022 e acelerar a retirada de estímulos da economia americana. 

IPCA-15: sobe (de foguete)

O investidor local viu a prévia da inflação oficial, medida pelo IPCA-15, registrar alta de 1,17% em novembro, acima da mediana das projeções dos especialistas ouvidos pelo Broadcast de 1,14%. No acumulado do ano, a alta é de 9,57% enquanto o índice sobe 10,73% em 12 meses.

Com isso, o IPCA-15 para o mês é o maior desde 2002, quando a alta foi de 2,08%. No acumulado do mês, o IPCA-15 bateu as maiores altas desde novembro de 2015 (9,42%) e novembro de 2003 (9,36%).

De acordo com a última pesquisa do Boletim Focus, que traz as projeções do mercado para a economia, o IPCA deve encerrar 2021 na casa dos 10,12%, com a Selic em 9,25% até o final do ano.

Com a alta da inflação, o Banco Central brasileiro pode acelerar a alta da Selic até o final do ano. Para a próxima reunião, está contratada uma alta de 150 pontos-base, mas, com o novo dado do IPCA, o mercado espera uma posição mais forte do BC. 

Compartilhe

ACABOU A BRIGA

Prefeitura de SP levou a melhor? Saiba quanto custou o acerto contábil sobre posse do Campo de Marte para a União

22 de agosto de 2022 - 15:18

A operação representou um pagamento à prefeitura de São Paulo de um precatório; o total do acordo foi de R$ 23,912 bilhões

COMBUSTÍVEIS EM ALTA

Latam, Gol e Azul vão aumentar o preço das passagens — chegar no aeroporto também vai ficar mais caro; saiba o porquê

11 de março de 2022 - 19:14

“Essa matemática é bastante impactante para o setor aéreo, em especial para as empresas brasileiras, que têm diversos custos em dólar e um dos combustíveis mais caros do mundo”, destaca a Azul

BOA NOTÍCIA

Depois da turbulência: Itapemirim firma compromisso com Procon-SP para reembolsar consumidores que reclamarem

28 de dezembro de 2021 - 18:28

Penalidade pode chegar a R$ 5 milhões com descumprimento de termo assinado hoje. Suspensão temporária das operações da ITA, o recém inaugurado braço aéreo do grupo, aconteceu no dia 17 e levou caos aos aeroportos.

Novas concessões

Anac aprova edital da 7ª rodada de leilões de aeroportos, que inclui Congonhas e Santos Dumont

21 de dezembro de 2021 - 15:00

A documentação, agora, será analisada pelo TCU; o governo espera que os novos leilões de aeroportos sejam feitos no 1º semestre de 2021

Dou-lhe uma, dou-lhe duas...

Governo de São Paulo concede 22 aeroportos regionais em leilão

15 de julho de 2021 - 18:47

Estava prevista a participação do governador João Doria no leilão, mas, com teste positivo para covid-19, ele cancelou a agenda presencial e informou que está cumprindo os compromissos oficiais de forma virtual

De São Roque para o mundo

Aeroporto da JHSF recebe autorização para operar voos internacionais

24 de junho de 2021 - 13:04

Com aval das autoridades, São Paulo Catarina se tornará o primeiro aeroporto internacional exclusivamente dedicado à aviação executiva no país

Novos ares

Governo de SP faz encontro de investidores para concessão de 22 aeroportos

16 de junho de 2021 - 6:56

Projeto será dividido em dois blocos com ativos da região Nordeste e Sudeste do Estado, e leilão está previsto para o dia 15 de julho

Turbulência

Latam reduz prejuízo em 79% e anota perda de US$ 430,8 milhões no 1º trimestre

7 de maio de 2021 - 12:47

A receita operacional total da aérea foi de US$ 913,1 milhões no primeiro trimestre, queda de 61,2% sobre o mesmo período de 2020

prejuízo

Boeing registra prejuízo de US$ 561 milhões e vê queda pelo sexto trimestre consecutivo

28 de abril de 2021 - 11:18

A empresa revelou também que teve queda de 10% na receita na mesma base comparativa, a US$ 15,22 bilhões, comparado com consenso de US$ 15,24 bilhões do mercado

sucesso

CCR e Vinci são os grandes vencedores do leilão de aeroportos

7 de abril de 2021 - 12:56

Governo federal arrecada R$ 3,3 bilhões no primeiro certame da bateria de leilões de projetos e ativos de infraestrutura desta semana

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar