Menu
2019-09-06T17:40:42-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Mais leve no bolso

Taxa de administração de fundos de varejo caiu mais de 40% nos últimos 14 anos

Custo dos fundos vem caindo desde 2005, mostra levantamento da ferramenta de informações financeiras Comdinheiro

6 de setembro de 2019
17:36 - atualizado às 17:40
Imagem mostra moedas ao fundo e gráfico que aponta tendência de quedas de uma taxa
Nos últimos anos, fundos foram obrigados a reduzir a taxa de administração com a queda dos juros e o aumento da concorrência. Imagem: Shutterstock

A taxa de administração dos fundos de investimento de varejo caiu 42% de agosto de 2005 a agosto de 2019, segundo um levantamento feito pela ferramenta Comdinheiro, fornecedora de informações macroeconômicas e financeiras.

Há 14 anos, a taxa de administração média dos fundos acessíveis aos investidores em geral e distribuídos nas instituições financeiras voltadas para os clientes de varejo era de 2,54% ao ano. Hoje, ela é de 1,47% ao ano.

Gráfico mostra queda da taxa de administração dos fundos de varejo de agosto de 2005 a agosto de 2019

Foram consideradas as taxas de administração vigentes nos fundos ativos no último dia útil de cada mês de agosto desde 2005. O Comdinheiro considerou, como fundos de varejo, aqueles que tinham mais de 20 mil cotistas em cada data analisada.

A taxa de administração média em cada data foi ponderada pelo peso do patrimônio líquido do fundo na ocasião.

Segundo o Comdinheiro, o patrimônio dos fundos estados era de R$ 119 bilhões em 31 de agosto de 2005, passando para R$ 598 bilhões em 27 de agosto de 2019.

Queda de juros e aumento da concorrência

Nos últimos anos, a queda na taxa básica de juros (Selic) e o aumento da concorrência com a proliferação de novos fundos e a popularização de plataformas independentes de investimento obrigaram os fundos mais caros a reduzirem suas taxas, que comiam parte significativa do retorno da aplicação.

Embora a taxa de administração média atual ainda possa ser considerada alta para um cenário de Selic a 6,0% ao ano, a redução foi significativa, e hoje em dia já existe até fundo de varejo que não cobra qualquer taxa.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

fique de olho

Itaú anuncia pagamento de juros sobre capital próprio

Serão R$ 0,05648 por ação, com retenção de 15% de imposto de renda na fonte; pagamento é uma antecipação aos aos dividendos e JPC do resultado de 2021

mudanças na estatal

Conselheiro recém-eleito da Petrobras renuncia

Marcelo Gasparino da Silva foi eleito no último dia 12; executivo indica medida como “irrevogável”

seu dinheiro na sua noite

B3 Fashion Week

A semana de moda da bolsa brasileira está pegando fogo! Flashes por todos os lados, comentários entusiasmados, queixos caídos a cada novo desfile. As grandes marcas não pouparam esforços para a coleção outono/inverno — e, como era de se esperar, um intenso burburinho toma conta dos bastidores. Essa sexta-feira foi particularmente animada, com a Renner […]

Moradia classe A

Pandemia, juros baixos e dólar caro: combo impulsiona o mercado de imóveis de luxo

Uma combinação que prejudicou boa parte das empresas brasileiras acabou beneficiando o segmento imobiliário de alto padrão

fechamento da semana

Brasília impede Ibovespa de decolar, mas saldo da semana ainda é positivo; dólar vai a R$ 5,58

No Brasil, o que garantiu um bom desempenho do Ibovespa foi a alta das commodities e a recuperação econômica de Estados Unidos e China.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies