Menu
2019-08-21T16:15:16-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Vídeo

O que são fundos de fundos, também conhecidos como FoF

Conheça as vantagens dos fundos que investem em outros fundos

23 de agosto de 2019
5:30 - atualizado às 16:15

Você já ouviu falar de FoF? O nome é engraçadinho, mas, por incrível que pareça, estou falando de um produto financeiro. No vídeo a seguir, você vai entender o que é um FoF, um fundo de fundos, e quais as vantagens desse tipo de investimento:

Veja a seguir a transcrição do texto do vídeo sobre os fundos de fundos (FoF)

Os fundos de investimento são veículos excelentes para o investidor pessoa física, porque permitem investir em carteiras diversificadas de ativos escolhidos por um gestor profissional, que tem muito mais condição de acompanhar o mercado no dia a dia e no detalhe. O problema é que mesmo o universo dos fundos de investimento é muito variado, com uma infinidade de produtos e classificações que podem confundir a cabeça do investidor e deixá-lo bastante indeciso na hora de escolher. Mas e se você tivesse um gestor pra selecionar os fundos pra você? No vídeo de hoje, eu vou falar de um veículo que faz exatamente isso: os fundos de fundos, mais conhecidos como FoF.

FoF é uma sigla que vem do inglês: fund of funds ou, literalmente, fundo de fundos. Soa engraçado em português, mas não tem como esquecer. Um fundo de fundos é exatamente o que o nome indica, um fundo que investe em outros fundos. Eles também são conhecidos como fundos multigestores, porque os fundos que compõem as suas carteiras normalmente são comandados por gestores diferentes.

Um FoF tem algumas vantagens bastante claras, como a existência de um gestor profissional para escolher os fundos, uma diversificação ampla e a isenção de imposto de renda quando o gestor resgata ou vende cotas de um fundo da carteira pra investir em outro.

Mas os fundos de fundos têm outras duas vantagens menos óbvias: uma delas é o acesso a fundos que exigem grande aporte inicial ou que são restritos pra investidores profissionais ou institucionais, nos quais você não conseguiria investir como pessoa física; a outra é a possibilidade de investir em fundos que estão fechados pra aportes do público em geral.

Alguns FoF investem apenas em fundos de um mesmo tipo - por exemplo, fundos imobiliários -, mas outros podem investir em fundos de diversas classificações, como renda fixa, multimercados, cambiais e ações. Ou seja, investir em um fundo desses mais variado equivale a comprar, de uma só vez, uma carteira completa de fundos gerida profissionalmente.

Gostou do vídeo? Então não se esquece de se inscrever no canal do Seu Dinheiro no YouTube e clicar no sininho pra receber as notificações. E pode deixar dúvidas e sugestões para outros vídeos nos comentários.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

SE PROTEJA

Títulos de renda fixa atrelados ao IPCA viram opção

Alta da inflação em outubro faz investidores e gestores avaliarem novas formas de proteção de patrimônio

SELEÇÃO DE NOTÍCIAS

BDR, bitcoin, shopping: o melhor do Seu Dinheiro na semana

O fim de semana chegou com uma notícia bastante esperada pelos investidores: a volta do Ibovespa ao patamar de 100 mil pontos. O principal índice da B3 foi impulsionado esta semana por dois acontecimentos. O primeiro deles foi o alívio das preocupações em torno do risco fiscal brasileiro, com políticos e governo demonstrando compromisso com a manutenção do teto de gastos. Outro tema foi a esperança de aprovação de um pacote de estímulos […]

TRIBUTAÇÃO

É ilegal tributar doação fora do país, diz Toffoli

Ministro votou pela inconstitucionalidade da cobrança de ITCMD quando patrimônio herdado ou doado está no exterior

Prévia do terceiro trimestre

Grandes bancos começam a olhar crise pelo retrovisor, mas com lucro ainda em queda

Lucro combinado de Itaú, Banco do Brasil, Bradesco e Santander deve aumentar em relação ao trimestre anterior, mas ainda ficará bem abaixo dos patamares de 2019

Coluna do Mioto

Vinte conselhos não óbvios de carreira

Estes são conselhos de carreira para jovens profissionais que tenham a ambição de serem promovidos e terem relevância dentro das suas empresas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies