Menu
2019-04-29T11:55:56-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
quase na mesma

Alta do PIB de 2019 passa de 1,71% para 1,70%, diz Boletim Focus do BC

A expectativa sobre 2020 permanece em 2,50%, segundo Relatório de Mercado Focus

29 de abril de 2019
8:37 - atualizado às 11:55
paulo-guedes
O ministro da Economia, Paulo Guedes. - Imagem: Valter Campanato/Agência Brasil

Segundo o Relatório de Mercado Focus, divulgado hoje pelo Banco Central, a expectativa de alta para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2019 passou de 1,71% para 1,70%. Quatro semanas atrás a estimativa de crescimento era de 1,98%. A expectativa sobre 2020 permanece em 2,50%.

Os economistas do mercado financeiro mantiveram suas projeções para Selic (taxa básica de juros) no fim de 2019 e 2020. A mediana das previsões para a Selic este ano seguiu em 6,50% ano ano. Um mês atrás, estava no mesmo patamar. Também seguiu a mesma projeção de um mês atrás os números em relação a 2020: 7,50%.

Em março, o Comitê de Política Monetária (Copom) anunciou a manutenção, pela oitava vez consecutiva da Selic em 6,50% ao ano. O BC também indicou que o balanço de riscos para a inflação tornou-se simétrico em seu relatório básico — ou seja, o risco de uma inflação mais baixa tem o mesmo peso o risco de uma inflação mais alta.

IPCA permanece em 4,01% em 2019

A mediana para o IPCA neste ano, segundo o relatório, seguiu com alta de 4,01% — há um mês estava em 3,75%. Para 2020, seguiu em 4,00%, mesmo nível de quatro semanas atrás.

A projeção dos economistas está abaixo do centro da meta de 2019, que é de 4,25% — a margem de tolerância é de 1,5%. Para 2020, a meta é de 4%, com a mesma margem.

Já a moeda americana também mostrou estabilidade. Os economistas seguem apontando câmbio de R$ 3,75, ante R$3,70 de quatro semanas atrás. O próximo ano tem projeção de R$ 3,79, ante R$ 3,75 de um mês atrás.

Previsão de superávit comercial segue em US$ 50 bi em 2019

Os economistas do mercado financeiro mantiveram a projeção para a balança comercial em 2019, de superávit comercial de US$ 50,00 bilhões. Um mês atrás, a previsão era de US$ 50,25 bilhões. Para 2020, a estimativa de superávit seguiu em US$ 46,00, ante US$ 46,65 bilhões de um mês antes.

Na estimativa mais recente do BC, o saldo positivo de 2019 ficará em US$ 40,00 bilhões. Esta projeção foi atualizada no Relatório Trimestral de Inflação (RTI) de março.

No caso da conta corrente, a previsão contida no Focus para 2019 passou de déficit de US$ 26,00 bilhões para déficit de US$ 25,29 bilhões, ante US$ 26,25 bilhões de um mês antes. Para 2020, a projeção de rombo seguiu em US$ 36,35 bilhões. Um mês atrás, o rombo projetado era de US$ 36,00 bilhões.

O BC projeta déficit em conta de US$ 30,8 bilhões em 2019. Para os analistas consultados semanalmente pelo BC, o ingresso de Investimento Direto no País (IDP) será mais do que suficiente para cobrir o resultado deficitário nos próximos anos.

A mediana das previsões para o IDP em 2019 foi de US$ 81,89 bilhões para US$ 82,00 bilhões, ante US$ 81,89 bilhões de um mês atrás.

Para 2020, a expectativa passou de US$ 83,38 bilhões para US$ 84,68 bilhões, ante US$ 83,38 bilhões de um mês antes. O BC projeta IDP de US$ 90,0 bilhões em 2019.

*Com Estadão Conteúdo  

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

após marco legal

Estatais de saneamento pressionam governo por crédito

Empresas querem que o CMN retire os financiamentos às estatais de saneamento do cálculo do limite de exposição dos bancos ao setor público

'CALCINHA BEGE' DA ALOCAÇÃO DE ATIVOS

Conheça o método 60/40, uma estratégia simples e eficiente para montar seu plano de aposentadoria

Estratégia perfeita exatamente para quem sabe que precisa investir, mas não têm muito saco para fazê-lo.

Decisão cautelar

TCU proíbe governo Bolsonaro de anunciar em sites que exerçam atividades ilegais

Indícios de irregularidades na veiculação de propagandas do governo federal levaram o TCU a tomar a decisão cautelar, concedida pelo ministro Vital do Rêgo

PGR

Aras recomenda a Guedes mais transparência em gastos no combate à pandemia

A pedido de procuradores do MPF-PE, o procurador-geral da República, Augusto Aras, enviou recomendações para Guedes dar transparência aos gastos federais

Setor em destaque

Estatais de saneamento querem flexibilizar regras para contratar empréstimos

Com regras mais fáceis para a entrada do setor privado, as estatais de saneamento querem que a concessão de empréstimos ao segmento seja menos rigorosa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements