Menu
2019-04-29T11:55:56-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
quase na mesma

Alta do PIB de 2019 passa de 1,71% para 1,70%, diz Boletim Focus do BC

A expectativa sobre 2020 permanece em 2,50%, segundo Relatório de Mercado Focus

29 de abril de 2019
8:37 - atualizado às 11:55
paulo-guedes
O ministro da Economia, Paulo Guedes. - Imagem: Valter Campanato/Agência Brasil

Segundo o Relatório de Mercado Focus, divulgado hoje pelo Banco Central, a expectativa de alta para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2019 passou de 1,71% para 1,70%. Quatro semanas atrás a estimativa de crescimento era de 1,98%. A expectativa sobre 2020 permanece em 2,50%.

Os economistas do mercado financeiro mantiveram suas projeções para Selic (taxa básica de juros) no fim de 2019 e 2020. A mediana das previsões para a Selic este ano seguiu em 6,50% ano ano. Um mês atrás, estava no mesmo patamar. Também seguiu a mesma projeção de um mês atrás os números em relação a 2020: 7,50%.

Em março, o Comitê de Política Monetária (Copom) anunciou a manutenção, pela oitava vez consecutiva da Selic em 6,50% ao ano. O BC também indicou que o balanço de riscos para a inflação tornou-se simétrico em seu relatório básico — ou seja, o risco de uma inflação mais baixa tem o mesmo peso o risco de uma inflação mais alta.

IPCA permanece em 4,01% em 2019

A mediana para o IPCA neste ano, segundo o relatório, seguiu com alta de 4,01% — há um mês estava em 3,75%. Para 2020, seguiu em 4,00%, mesmo nível de quatro semanas atrás.

A projeção dos economistas está abaixo do centro da meta de 2019, que é de 4,25% — a margem de tolerância é de 1,5%. Para 2020, a meta é de 4%, com a mesma margem.

Já a moeda americana também mostrou estabilidade. Os economistas seguem apontando câmbio de R$ 3,75, ante R$3,70 de quatro semanas atrás. O próximo ano tem projeção de R$ 3,79, ante R$ 3,75 de um mês atrás.

Previsão de superávit comercial segue em US$ 50 bi em 2019

Os economistas do mercado financeiro mantiveram a projeção para a balança comercial em 2019, de superávit comercial de US$ 50,00 bilhões. Um mês atrás, a previsão era de US$ 50,25 bilhões. Para 2020, a estimativa de superávit seguiu em US$ 46,00, ante US$ 46,65 bilhões de um mês antes.

Na estimativa mais recente do BC, o saldo positivo de 2019 ficará em US$ 40,00 bilhões. Esta projeção foi atualizada no Relatório Trimestral de Inflação (RTI) de março.

No caso da conta corrente, a previsão contida no Focus para 2019 passou de déficit de US$ 26,00 bilhões para déficit de US$ 25,29 bilhões, ante US$ 26,25 bilhões de um mês antes. Para 2020, a projeção de rombo seguiu em US$ 36,35 bilhões. Um mês atrás, o rombo projetado era de US$ 36,00 bilhões.

O BC projeta déficit em conta de US$ 30,8 bilhões em 2019. Para os analistas consultados semanalmente pelo BC, o ingresso de Investimento Direto no País (IDP) será mais do que suficiente para cobrir o resultado deficitário nos próximos anos.

A mediana das previsões para o IDP em 2019 foi de US$ 81,89 bilhões para US$ 82,00 bilhões, ante US$ 81,89 bilhões de um mês atrás.

Para 2020, a expectativa passou de US$ 83,38 bilhões para US$ 84,68 bilhões, ante US$ 83,38 bilhões de um mês antes. O BC projeta IDP de US$ 90,0 bilhões em 2019.

*Com Estadão Conteúdo  

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Oferta de ações

Caixa Seguridade (CXSE3): reservas para o IPO terminam no dia 26; veja os detalhes e se vale a pena investir

Banco público pretende captar até R$ 6,5 bilhões com a venda de parte de suas ações na empresa que reúne suas participações em seguros

Fechando o bolso

Republicanos contrariam Biden e propõem pacote alternativo de US$ 568 bilhões para infraestrutura

O valor defendido pela oposição é muito inferior aos mais de US$ 2 trilhões propostos pelo presidente democrata

Aceno a Biden

Na Cúpula do Clima, Bolsonaro promete zerar emissões de gases de efeito estufa até 2050

No encontro, organizado por Joe Biden, o presidente do Brasil também se comprometeu a zerar o desmatamento ilegal até 2030

Nem o agro se salva

Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) engrossa a lista de IPOs adiados em 2021

A empresa, que já havia interrompido a oferta por alguns dias em janeiro, citou a “deterioração” do mercado em seu segundo adiamento

perspectivas

Temporada de balanços 1º tri: quem deve ir bem e quem ainda está mal, segundo o BofA

Empresas começam a divulgar resultados de um período marcado por lockdowns e alta dos preços das commodities; veja o que esperar

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies