Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
É CEO do Seu Dinheiro
2019-04-05T14:22:21-03:00
TUDO QUE VAI MEXER NO SEU DINHEIRO HOJE

Marie Kondo ‘ajuda’ Paulo Guedes: só fique com o que te traz alegria

14 de fevereiro de 2019
10:17 - atualizado às 14:22
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Tire tudo do armário e coloque em cima da cama. Separe o que te traz alegria e despache o restante. Esse é um resumo do método da japonesa Marie Kondo, que virou uma espécie de guru da arrumação e protagonista de um reality show na Netflix. Fico impressionada com o que ela faz naquelas casas americanas enormes e cheias de tralhas.

A Marie Kondo e o ministro da Economia, Paulo Guedes, têm muito em comum. Guedes também está incomodado com a quantidade de tranqueira escondida no armário do governo. O Brasil realmente precisa de tantas estatais? Todas elas trazem alegria ao país? Guedes acha que não e adaptou o método da japa. Escolheu apenas 3 empresas públicas para guardar na gaveta e colocou todo resto numa sacola para vender no brechó. Ou seja, na fila da privatização.

A repórter Bruna Furlani conseguiu a relação oficial do que o governo pretende vender. São 131 estatais, a maior parte delas dos setores de energia, óleo e gás e financeiro.

A dúvida agora é se Paulo Guedes vai conseguir despachar de vez essas empresas. Ainda podem surgir pressões para tirar alguma estatal da “sacolinha do brechó”. É bom você acompanhar o tema de perto. As privatizações são importantes para colocar as contas do país em dia e colocar o Brasil de novo na rota de crescimento. O mercado está de olho!

Melhor que a encomenda

O Banco do Brasil seguiu a toada de Bradesco e Santander e mandou bem no balanço financeiro do último trimestre de 2018. O lucro cresceu 20% e saiu melhor que a encomenda - R$ 3,845 bilhões. No fim, o BB fechou 2018 com um lucro de R$ 13,5 bilhões. O Vinícius Pinheiro analisou os números e te conta quais os destaques aqui.

Agora vai?

Após quase 20 dias internado, Bolsonaro finalmente saiu do hospital e tenta retomar a agenda política. O próprio presidente afirmou que vai bater o martelo hoje sobre a proposta final de reforma da Previdência.

Ele já adiantou que, por ele, “não faria reforma nenhuma”, mas é obrigado a mudar a regra das aposentadorias para evitar que o país quebre. Um dos maiores impasses ainda é a definição da idade mínima das aposentadorias. Saiba mais.

Bandeira hasteada

Se você acompanhou o Seu Dinheiro nesta semana, já aprendeu algumas lições sobre análise técnica de ações na nova coluna “De olho no gráfico”. No último vídeo, Fausto Botelho explica algumas figuras que aparecem nos gráficos de ações e podem sinalizar tendências de alta ou queda de preços. São as tais das bandeiras. Saiba como identificá-las neste vídeo.

DR pendente

Bolsonaro tem um assunto pendente com um dos seus ministros para lidar. Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência, disse que falou 3 vezes com Bolsonaro enquanto ele estava no hospital, mas foi desmentido publicamente pelo presidente e por seu filho, Carlos. Ele é alvo de acusações de colocar laranjas como candidatos em Pernambuco para desviar recursos do fundo eleitoral no ano passado. Bebbiano diz que não pretende se demitir. Leia mais.

A Bula do mercado: reforma e crise política dividem atenções

A saída de Bolsonaro do hospital ontem e a promessa de aprovar a reforma da Previdência rapidamente devem animar o mercado. Aliás, o presidente disse que bateria o martelo hoje sobre a proposta final que será encaminhada ao Congresso. Mas essa euforia pode ser ofuscada pela crise instaurada no governo envolvendo o secretário-geral da Presidência, Gustavo Bebianno.

Lá fora, o foco segue na questão comercial com a possibilidade maior de um acordo entre China e EUA após o presidente norte-americano, Donald Trump, sinalizar que pode estender em 60 dias o prazo final da trégua tarifária. Inicialmente, a suspensão temporária está prevista para encerrar no início do mês que vem, mas pode ser adiada se os dois países estiverem próximos a um acordo.

Ontem, o Ibovespa recuou 0,34%, para 95.842 pontos. O dólar avançou 1,05%, aos R$ 3,75. Consulte A Bula do Mercado para saber como devem se comportar a bolsa e o dólar hoje!

Um grande abraço e ótima quinta-feira!

Agenda

Índices 
- IBGE divulga dados sobre serviços em dezembro
- Ministério da Economia divulga o Prisma Fiscal
- China divulga inflação de janeiro
- Estados Unidos divulgam dados de emprego e do varejo
- Alemanha, Portugal e zona do euro divulgam preliminares de seus PIBs no 4º trimestre de 2018

Balanços 4º trimestre de 2018
- No Brasil: Banco do Brasil e Cosan
- Lá fora: Coca-Cola, Bombardier, Commerzbank e Renault
- Coletivas: Banco do Brasil

Política
- Bolsonaro se reúne com Paulo Guedes em Brasília
- Câmara faz audiência pública com o presidente da Vale, Fabio Schvartsman
- Autoridades da China e Estados Unidos fazem reuniões em Pequim para tratar do acordo comercial entre os países

 

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Mercadores da noite

Bolsa, dólar e juros subindo: qual dos três está mentindo?

Quando a Bolsa, o dólar e as taxas de juros estão subindo ao mesmo tempo, um dos três está mentindo – qual deles será e o que fazer?

Infraestrutura

Novo marco legal para ferrovias vai a votação no Senado na próxima semana

Legislação promete organizar regras do setor e permitir novos formatos para a atração de investimentos privados

Telecomunicações

Operadoras cobram transparência do governo na definição da tecnologia 5G

Teles se dizem preocupadas com as “incertezas” relativas ao processo, depois de governo sinalizar banimento da chinesa Huawei

Recorde

Estrangeiros põem R$ 30 bilhões na bolsa brasileira em novembro

Trata-se de recorde de entrada de recursos estrangeiros em um mês, impulsionado pela migração de recursos para bolsas emergentes; movimento por aqui, porém, pode ser passageiro

Uber dos ônibus

Justiça proíbe apreensão de ônibus solicitados por aplicativo

Fiscais da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) vinham interrompendo viagens de ônibus organizadas por meio de apps como o Buser

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies