Menu
2019-10-14T14:33:30-03:00
mais números

Latam: demanda cresce 6,4% em maio, enquanto oferta avança 3%

Demanda subiu em todos os mercados onde a Latam atua. O maior crescimento aconteceu nos voos domésticos dos países sul-americanos, exceto Brasil, com 8,5%

11 de junho de 2019
6:41 - atualizado às 14:33
Avião da Latam
Imagem: Shutterstock

A Latam divulgou nesta segunda-feira, 10, seus dados operacionais do mês de maio. A companhia registrou aumento de 6,4% na demanda por seus voos (RPK) na comparação com o mesmo mês de 2018, enquanto a oferta de assentos (ASK) subiu 3% na mesma comparação. Assim, a taxa de ocupação subiu 2,7 pontos porcentuais em um ano, para 83,6%. O número de passageiros transportados subiu 8,6%.

A demanda subiu em todos os mercados onde a Latam atua. O maior crescimento aconteceu nos voos domésticos dos países sul-americanos, exceto Brasil, com 8,5%. No mercado brasileiro, o avanço foi de 6,3%, e nos voos internacionais, cresceu 6%.

No que diz respeito à oferta, o maior avanço se deu nos mercados sul-americanos, com 9,3%. Já no Brasil, a ASK cresceu 0,7%, e nos voos internacionais, 2,3%. A maior alta na taxa de ocupação foi no Brasil, com 4,2 pontos, para 79,4%. O melhor índice está no mercado internacional, de 86,9%.

No acumulado do ano até maio, a demanda cresceu 6%, enquanto a oferta subiu 6,2%. Assim, a taxa de ocupação caiu 0,2 ponto, para 83,9% na comparação com o mesmo período de 2018.

No transporte de cargas, a demanda caiu 5,3% em maio, enquanto a oferta recuou 9%. A taxa de ocupação subiu 2,3 ponto, para 56,4%.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Socorro durante a pandemia

Caixa alerta para rombo no FGTS com ajuda a aéreas

Segundo o banco, texto atual da Medida Provisória de socorro ao setor aéreo impactaria o fundo em R$ 1,4 bilhão

Substituto do Bolsa Família

Renda Brasil terá R$ 51,7 bilhões e vai pagar benefício médio de R$ 232, prevê governo

Hoje, o Bolsa Família inclui 13,2 milhões de famílias, o que alcança 41 milhões de pessoas a um custo de cerca de R$ 32 bilhões ao ano

Mais lidas Seu Dinheiro

MAIS LIDAS: Os 10 anos bem vividos da Tesla na bolsa

Nos dez anos que separam a abertura de capital da Tesla na Nasdaq e o último dia 29 de junho, as ações da companhia subiram vertiginosos 4.125%, enquanto o principal índice da bolsa americana de tecnologia teve alta de “apenas” 345%. E a companhia do bilionário Elon Musk pôde comemorar o aniversário de uma década […]

Avião-problema

Fabricante de aviões trilha novo caminho: Boeing aposta no MAX

Mesmo começando a ficar otimista com relação ao futuro do Max, acredito que comprar ações da Boeing continua sendo mau negócio

ranking

Os títulos públicos mais rentáveis do 1º semestre; indicações do Seu Dinheiro estiveram entre eles

Em março, levantamos a bola para uma oportunidade aberta no Tesouro Direto com a alta dos juros no mês, e alguns dos títulos indicados ficaram entre os mais rentáveis do semestre. Confira a lista completa dos melhores e piores títulos públicos do ano até agora

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements