Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-03-14T19:44:57-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Balanço

EcoRodovias tem lucro abaixo do esperado e anuncia resultado “inconclusivo” de investigação

Concessionária de infraestrutura teve lucro 1,8% menor no ano passado e informou que não há como avaliar potenciais perdas com supostas irregularidades

14 de março de 2019
19:39 - atualizado às 19:44
Rodovia dos Imigrantes, sob concessão da EcoRodovias
Rodovia dos Imigrantes, uma das concessões da EcoRodovias - Imagem: Divulgação

A EcoRodovias, empresa de concessões de infraestrutura, registrou lucro líquido de R$ 393 milhões em 2018, uma pequena redução de 1,8% em relação ao ano anterior.

O resultado ficou abaixo do esperado pelos analistas, que projetavam um lucro de R$ 429 milhões, de acordo com dados da Bloomberg.

Junto com o balanço, a EcoRodovias anunciou que os trabalhos do comitê especial independente criado pela companhia para apurar supostas irregularidades apontadas pelo Ministério Público foram inconclusivos e não indicaram o cabimento de medidas judiciais ou disciplinares.

A EcoRodovias criou no ano passado para um comitê para investigar de forma independente as concessionárias Ecovia Caminho do Mar e Rodovia das Cataratas (Ecocataratas). As empresas foram citadas preliminarmente em inquérito do MP por contratos com a GTech.

"Diante desse cenário, neste momento a companhia não dispõe de elementos que a possibilitem identificar a existência ou não de potencial perda relacionada a esses eventos", escreveu a empresa, no relatório que acompanha o resultado.

Greve pesa na receita

De volta aos números, nos últimos três meses do ano, o lucro da EcoRodovias caiu 27,2% na comparação com o quarto trimestre de 2017 e somou R$ 70,7 milhões.

No ano, a receita líquida "pró-forma" da empresa atingiu R$ 2,5 bilhões em 2018, uma alta de 1,3%. O faturamento sofreu o impacto da greve dos caminhoneiros e a isenção da cobrança de pedágio para eixos suspensos, que será objeto de reequilíbrio contratual, segundo a EcoRodovias.

O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ficou praticamente estável e somou R$ 1,761 bilhão.

Já a dívida líquida da EcoRodovias encerrou o ano em R$ 4,781 bilhões, um crescimento de 10,6%.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

O futuro está no céu

A acirrada corrida pelo ‘carro voador’

Além de chamar a atenção no mercado de capitais, as startups de “carros voadores” estão atraindo talentos e parceiros de setores mais tradicionais da economia

XP anuncia investimento na edtech Resilia

A Resilia é uma edtech que combina tecnologias que potencializam o aprendizado individualizado e em comunidade com um método de ensino que capacita potenciais talentos de uma forma mais rápida para o mercado digital

Análise

Investir em ações de banco ainda é uma boa? Veja 3 motivos que deixam a XP Investimentos cautelosa

Se no ano passado a postura era otimista, agora os analistas do setor financeiro da XP estão mais cautelosos, já que o cenário é de preços elevados dos ativos e uma concorrência e intervenções regulatórias preocupantes.

REFORMA TRIBUTÁRIA

PIB pode crescer 1,6% com redução de IR para empresas, indica estudo

O cálculo de 20% teve como base comportamento das empresas depois de um dos maiores aumentos na alíquota do imposto sobre dividendos no mundo – na França, em 2013, de 15,5% para 46%

ESG

‘Equidade racial se tornou prioridade dentro da Vivo’, diz presidente

Dentro da extensa agenda ESG, que concentra ações ambientais, sociais e de governança, a Vivo aposta na equidade racial

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies