Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-04T13:46:47-03:00
Estadão Conteúdo
Guerra tarifária

Estou confiante de que fecharemos acordo (comercial) com a China, diz Trump

Mais cedo, o embaixador americano para a China, Terry Branstad, havia comentado que um acordo comercial entre os países não era algo iminente

8 de março de 2019
12:55 - atualizado às 13:46
O presidente americano, Donald Trump
O presidente americano, Donald Trump - Imagem: Shutterstock

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira estar "confiante" de que será fechado um acordo comercial com a China. Ele comentou, porém, que a economia americana seguirá bem, "com ou sem acordo".

As declarações de Trump foram dadas antes de uma viagem dele ao Alabama, onde visitará localidades atingidas por tornados. Mais cedo, o embaixador americano para a China, Terry Branstad, comentou que um acordo comercial entre EUA e China não era algo iminente. Branstad disse que não foi marcada uma data para uma eventual reunião de cúpula entre os presidentes Trump e Xi Jinping para resolver a atual disputa no comércio, já que nenhum dos lados acredita que um acordo seja iminente.

Questionado por repórteres, Trump disse que seu relacionamento com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, é bom. Ele defendeu a melhora no vínculo bilateral e comentou que, ao assumir, os dois países caminhavam para uma guerra, o que agora não está no radar. Trump não conseguiu, porém, fechar um acordo pelo fim das armas nucleares norte-coreanas e há relatos da imprensa local de que Pyongyang estaria reconstruindo uma base de testes de armas. O presidente americano já havia dito anteriormente que o caso precisa ser monitorado, mas não tomou posição contundente sobre esses relatos.

Trump ainda repetiu nesta sexta-feira que não houve nem há qualquer conluio com a Rússia, ao contrário do aventado em investigações sobre sua campanha presidencial.

Sobre a economia, ele afirmou que, mesmo com a geração modesta de empregos de fevereiro, uma boa notícia é que os salários estão avançando no país. O Departamento do Trabalho informou mais cedo que a economia americana gerou 20 mil vagas no mês passado, bem abaixo da mediana da previsão de analistas consultados pelo Projeções Broadcast, de 185 mil vagas. Já o salário médio por hora subiu 0,40% no mês passado ante janeiro, acima da previsão de alta de 0,3%.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

O FISCAL ENLOUQUECEU

Com furo no teto, XP e BTG já esperam que a Selic suba 1,5 ponto percentual na próxima semana

A corretora também reviu suas projeções para o câmbio, inflação e PIB deste e do próximo ano

E-commerce de pneus

Cantu Store não se assusta com a farra fiscal e registra pedido de IPO na CVM

A companhia paranaense conta com 26 filiais em 17 unidades federativas e quatro centros de distribuição, além de duas marcas próprias

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Guedes diz que fica, o puxadinho do teto de gastos e outros destaques do dia

Pelo menos um dos temores do mercado teve um desfecho nesta sexta-feira (22) — Paulo Guedes segue sendo o ministro da Economia, e o país não vai passar o fim de semana na incerteza. Após as baixas recentes na equipe econômica, mas o capitão do navio continua firme. Diante de tantas incertezas e a confirmação […]

SUPEROU AS EXPECTATIVAS

Hypera (HYPE3) inicia temporada de balanços com alta de 50% na receita líquida — veja os destaques da farmacêutica no terceiro trimestre

Apoiadas pelo portfólio cada vez maior de medicamentos e pelas vendas aquecidas, outras linhas do balanço também deixaram para trás as projeções

FECHAMENTO DA SEMANA

‘Fico’ de Guedes não apaga mau humor do mercado com furo no teto de gastos e Ibovespa despenca na semana; dólar volta a R$ 5,70

O principal índice da bolsa brasileira fechou o dia em queda de 1,34%, aos 106.296 pontos — longe das mínimas, mas no menor nível desde novembro de 2020. Na semana, a queda foi feia, e o Ibovespa recuou mais de 7%.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies