Menu
2019-10-30T11:05:48-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Briga de pesos pesados

HBO produzirá série que é prelúdio de Game of Thrones e promete esquentar briga de serviços de streaming

A companhia também anunciou outro serviço de streaming chamado de HBO Max e que será disponibilizado a partir de maio de 2020, nos Estados Unidos

30 de outubro de 2019
10:59 - atualizado às 11:05
game-of-thrones-daenerys_targaryen_temporada_6
Imagem: Divulgação

A briga pelas plataformas de streaming promete esquentar nos próximos dias. Isso porque a HBO anunciou ontem (29) a produção da série House of the Dragon, que seria o prelúdio de Game of Thrones, uma das produções de maior sucesso de todos os tempos.

A série terá como inspiração o livro Fire & Blood, do autor George R.R. Martin e que se passa cerca de 300 anos antes da luta pelo Trono de Ferro.

O anúncio foi feito durante um evento da WarnerMedia. Na mesma ocasião, a companhia anunciou também outro serviço de streaming chamado de HBO Max e que será disponibilizado a partir de maio de 2020, nos Estados Unidos. Ainda não há previsão de chegada no Brasil.

A assinatura vai custar US$ 14,99 (cerca de R$ 60,21) aos assinantes e reunirá conteúdo das emissoras HBO, TNT, TBS, Turner Classic Movies (TCM) e CW, assim como dos canais de animação como Cartoon Network, Rooster Teeth, Adult Swim, Crunchyroll, New Line, Looney Tunes, CNN e DC.

Pesos pesados

As novidades apresentadas pela WarnerMedia prometem animar a disputa das plataformas de streaming e a competição por preços deve ficar cada vez mais intensa. Nesta sexta-feira (1), a Apple lança a Apple TV Plus nos Estados Unidos, com uma programação exclusiva e original, e que custará US$ 5 a mensalidade.

Já daqui duas semanas é a vez da Disney lançar o Disney Plus, também em terras do Tio Sam, um serviço que contará com as produções de renome como Pixar, Marvel, National Geographic e Fox. Ambos os serviços já tem planos de lançamento para outros países (incluindo o Brasil) nos próximos meses.

A Netflix, por sua vez, também prepara alguns lançamentos como The Irishman, novo filme do diretor Martin Scorsese e que conta com nomes como Robert de Niro e Al Pacino no elenco.

Os lançamentos podem ajudar a melhorar os números da companhia.  De acordo com os números apresentados em seu último balanço, a receita líquida da Netflix cresceu 31% na base anual e chegou a US$ 5,245 bilhões. Ainda assim, a cifra ficou abaixo das expectativas dos analistas consultados pela Bloomberg.

Apesar de o resultado não ter vindo totalmente como o esperado, a base de assinantes da Netflix mostrou que a companhia evoluiu, ao adicionar 6,8 milhões de usuários aos serviços, especialmente diante de um trimestre anterior mais fraco.

O lucro líquido, por sua vez, também teve um final mais feliz e finalizou o trimestre em US$ 665,2 milhões, um aumento de 65,1% em relação ao mesmo período de 2018.

Ainda assim a tarefa da companhia não será fácil, diante do acirramento da disputa com os concorrentes.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

LIÇÕES DO PAI RICO, PAI POBRE

Você está cometendo esses erros nos seus investimentos?

Milhões de pessoas perderam trilhões de dólares porque violaram as leis da natureza. Uma das principais leis ou princípios que elas violaram é a Lei de Newton: para cada ação, há uma reação igual em direção oposta

Alguém anotou a placa?

Coronavírus derrubou quase tudo em fevereiro; só o dólar e uma parte da renda fixa se salvaram

Entre mortos e feridos, salvaram-se poucos; dólar disparou, bolsa desabou, e até alguns títulos de renda fixa tiveram desempenho negativo no mês.

Dinheiro no bolso

Banco do Brasil aprova pagamento de R$ 517,4 milhões em juros sobre capital próprio

Total a ser pago, relativo ao primeiro trimestre de 2020, equivale a R$ 0,1814 por ação

Seu Dinheiro na sua noite

O que nós fizemos depois da queda da bolsa

Eu sei que assistir de braços cruzados à forte queda das ações em meio à completa falta de clareza sobre os impactos do coronavírus nos investimentos é difícil. Mas foi exatamente o que nós aqui do Seu Dinheiro fizemos. Bem, não ficamos exatamente de braços cruzados. Acompanhamos de perto todos os desdobramentos deste momento delicado […]

Perdas generalizadas

Coronavírus derruba o mercado e faz o Ibovespa cair 8,43% em fevereiro, o pior mês desde maio de 2018

O coronavírus se espalhou pelo mundo e trouxe uma enorme onda de aversão ao risco às bolsas. Como resultado, o Ibovespa desabou em fevereiro e o dólar à vista renovou as máximas, flertando com o nível de R$ 4,50

Pensando nas taxas

Goldman Sachs prevê 3 cortes de juros pelo Fed até junho com coronavírus

Primeira redução seria de 0,25 ponto já na reunião do próximo do comitê, marcada para os dias 17 e 18 de março

Polêmica em Brasília

Presidente do Senado convoca sessão para votar vetos do Orçamento impositivo

Projeto obriga o governo a pagar todas as emendas parlamentares neste ano

BC dos EUA

FED: fundamentos da economia continuam sólidos, mas coronavírus representa risco

Declaração foi dada pelo presidente do FED, Jerome Powell, em comunicado divulgado nesta sexta-feira

REAL DESVALORIZADO

Real está no topo da lista das moedas de emergentes com maior queda desde janeiro

Segundo o levantamento, o real está atrás até mesmo de moedas como o Rand Sul-africano (ZAR) e o peso colombiano (COP). Mas o movimento de depreciação de moedas emergentes em relação ao dólar não é único no Brasil

Ouça o que bombou na semana

Podcast Touros e Ursos: Como navegar as águas turbulentas do mercado?

O surto de coronavírus pegou os mercados em cheio, provocando enormes perdas ao Ibovespa e fazendo o dólar disparar rumo a novas máximas. Nesse cenário, nossos repórteres discutem como se comportar em meio ao tsunami de notícias negativas e proteger seus investimentos. Confira os destaques da semana: O coronavírus chegou com tudo aos mercados Dólar […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements