Menu
2019-04-05T09:54:01-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Decisão unânime

Copom mantém juros Selic em 6,5% ao ano

Primeira decisão do colegiado com Roberto Campos Neto no comando veio sem surpresas no mercado

20 de março de 2019
18:25 - atualizado às 9:54
Roberto Campos Neto – presidente do BC
O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto - Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu manter a taxa Selic em 6,5% ao ano nesta quarta-feira, 20. Em comunicado divulgado logo após o encontro, o Banco Central afirmou que a decisão foi unânime.

A manutenção dos juros era amplamente esperada pelo mercado financeiro. As projeções do Broadcast/Estadão apontavam que todas as 43 instituições consultadas pelo serviço de notícias estavam esperando juros a 6,5%.

Em sua análise pré-Copom e Fed, o Eduardo Campos já apontava que "serenidade e paciência" seria o mantra dos dois comitês. Mais cedo, o Fed decidiu manter os juros americanos entre 2,25% e 2,5%, deixando no radar a possibilidade de não subir os juros neste ano.

A reunião marcou a estreia de Roberto Campos Neto como presidente do BC. Ele assumiu o posto em fevereiro, no lugar de Ilan Goldfajn. O próximo encontro está marcado para acontecer em 7 e 8 e maio.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

uma bolada

Bradesco paga R$ 5 bilhões em juros sobre capital próprio

Valor representa R$ 0,416 por ação ordinária e R$ 0,458 por ação preferencial, após o desconto do Imposto de Renda

seu dinheiro na sua noite

Dólar abaixo de R$ 5, Selic de volta aos 7% e o investimento da Petz em página de gatinhos

Apesar dos avanços na vacinação e do relaxamento nas medidas de distanciamento social, o fato de ainda estarmos convivendo com o coronavírus e uma elevada mortalidade pela covid-19 faz com que 2021 tenha um sabor de 2020 – parte 2. Assim tem sido, pelo menos para mim. Imagino que também seja assim para todas as […]

atenção, acionista

Weg e Lojas Renner anunciam juros sobre capital próprio; confira valores

Empresa de fabricação e comercialização de motores elétricos paga R$ 86,1 milhões; provento da varejista chega a R$ 88 milhões

Alívio no câmbio

Dólar fica abaixo dos R$ 5,00 pela primeira vez em mais de um ano — e o empurrão veio dos BCs

O dólar à vista terminou o dia em R$ 4,96, ficando abaixo dos R$ 5,00 pela primeira vez desde 10 de junho de 2020. O Ibovespa caiu

Constitucionalidade em xeque

Autonomia do Banco Central: STF retoma julgamento no dia 25, mas recesso pode estender votação até agosto

A lei em análise restringe os poderes do governo federal sobre a autoridade máxima da política monetária do País

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies