Menu
2019-10-14T14:22:29-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Luz no fim do túnel?

EUA sinalizam que podem negociar com a China antes que novas tarifas entrem em vigor

Diretor do Conselho Econômico Nacional da Casa Branca, Larry Kudlow, afirmou que “um monte de coisas boas” pode acontecer no período de um mês

2 de agosto de 2019
14:40 - atualizado às 14:22
China, Estados Unidos, Guerra Comercial
Imagem: Shutterstock

O diretor do Conselho Econômico Nacional da Casa Branca, Larry Kudlow, afirmou nesta sexta-feira que "um monte de coisas boas" pode acontecer no período de um mês até que as tarifas de 10% sobre US$ 300 bilhões em importações chinesas anunciadas pelo presidente Donald Trump entrem em vigor, em 1º de setembro.

"Esperamos nos encontrar com os chineses em setembro e daí podem sair coisas boas", disse Kudlow nos jardins da Casa Branca, em entrevista à Bloomberg TV. "Não posso dizer se isto evitaria as novas tarifas, mas a China comprar mais produtos agrícolas americanos certamente seria um ponto positivo"

Pouco antes, ele já havia apontado que uma das principais insatisfações que levou Trump a se decidir pelo anúncio de novas tarifas era com a falta de progresso nas tratativas com Pequim sobre agricultura - o setor de tecnologia também foi mencionado como um ponto determinante. Kudlow foi claro que "a questão das tarifas" depende "do progresso ou da falta de progresso" nos diálogos comerciais.

O conselheiro insistiu, assim como vêm fazendo diversos membros da equipe econômica de Trump e o próprio presidente, que qualquer impacto das tarifas a importações da China sobre o consumidor americano é "minúsculo", alegando que Pequim está "pagando o preço" por meio, por exemplo, da queda das exportações.

A economia da China, opinou Kudlow, "está bastante fraca". Ele emendou, contudo, não querer que ela esteja mal.

Quando o assunto foi a atividade doméstica, o diretor do Conselho Econômico Nacional da Casa Branca previu um segundo semestre "realmente forte" e uma recuperação do ritmo de expansão da indústria americana nos próximos dados.

Questionado sobre as fortes perdas sofridas nos mercados de ações desde o anúncio de novas tarifas por Trump, Kudlow argumento que "um dia ruim ou outro não forma uma tendência" e que as bolsas estão tendo "um grande ano, prevendo uma economia forte" em 2019.

Por fim, ele reforçou estar "perfeitamente feliz" com a força do dólar sobre outras moedas, dizendo que o "problema" está em outros países que "manipulam sua moeda" visando a alguma vantagem no comércio.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Conselhos do bilionário

Warren Buffett está otimista com o mercado de ações — e continua em busca de uma grande aquisição

Warren Buffett, um dos homens mais ricos do mundo, divulgou sua carta anual aos acionistas da Berkshire Hathaway, seu conglomerado de investimentos

Impactos no Brasil

Coronavírus faz empresas exportadoras perderem R$ 48 bilhões em valor de mercado

Os temores de que o surto de coronavírus possam afetar a economia global trouxeram impactos às ações de exportadoras de commodities no Brasil

China em foco

BC da China considera mais medidas para aliviar o impacto do coronavírus na economia

A China considera medidas adicionais de flexibilização de políticas para ajudar a aliviar o impacto do novo coronavírus em sua economia, incluindo um ajuste das taxas de depósito de referência, disse Liu Guoqiang, vice-presidente do Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês). A China planeja liberar mais liquidez para o sistema financeiro, […]

Recuperação mitológica

Para o Credit Suisse, a Via Varejo é a fênix que renasce das cinzas

O Credit Suisse ainda vê espaço para que as ações ON da Via Varejo (VVAR3) continuem subindo, mesmo após a forte valorização dos últimos meses. Segundo o banco, a reformulação na estratégia e os ganhos de eficiência no e-commerce colocam a companhia à beira de uma virada

O melhor do Seu Dinheiro

MAIS LIDAS: Cuidado com a ‘perda fixa’

A matéria a respeito da queda da rentabilidade das aplicações mais conservadoras com o novo corte da Selic, jogando-as ao campo da ‘perda fixa’, foi o destaque desta semana no Seu Dinheiro

LIÇÕES DO PAI RICO

Existem quatro tipos de inteligência – e uma delas é a mais importante para ser Dono e Investidor

Uma lição de um curso de fim de semana mudou a minha vida e me ajudou a me preparar para ser dono e investidor – em vez de empregado ou autônomo.

O cliente voltou

EUA retomam importação de carne in natura do Brasil

Até o momento, os americanos vinham comprando apenas carne enlatada do Brasil

Mudou de vez

Grupo Pão de Açúcar conclui migração para o Novo Mercado da B3 e ações PN deixarão de ser negociadas

Empresa anunciou ainda o início da negociação de ADRs na Bolsa de Valores de Nova York

Enfim, a decisão

Azul fecha acordo para a compra da TwoFlex por R$ 123 milhões

Proposta já havia sido comunicada ao mercado em 14 de janeiro deste ano, mas só agora foi definida

Seu Dinheiro na sua noite

Mamãe eu quero, mamãe eu quero dólar…

Quem me acompanha há algum tempo aqui na newsletter já deve me conhecer o suficiente para não se chocar com a revelação que vou fazer a seguir: eu não sou um grande fã de Carnaval. Mas se você curte sair nos blocos que vão invadir as ruas da cidade e fazer outras estripulias nos próximos […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements