Menu
2019-08-17T09:19:00-03:00
Estadão Conteúdo
Batalha contra a desaceleração

China divulga reforma de juros para reduzir custo de financiamento de empresas

Movimento anunciado deve reduzir ainda mais as taxas de juros reais para as companhias do país

17 de agosto de 2019
9:19
Notas de Yuan, moeda da China
Imagem: Shutterstock

O Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) divulgou neste sábado um plano de reforma das taxas de juros com objetivo de reduzir custos de financiamento para empresas que têm enfrentado dificuldades em meio à desaceleração econômica.

A instituição informou que vai melhorar o mecanismo usado para estabelecer a taxa básica de juros a partir deste mês, em um movimento para reduzir ainda mais as taxas de juros reais para as empresas. Os bancos enviarão seus preços de empréstimo ao banco central a cada mês e o PBoC usará o preço médio para obter a taxa básica, segundo comunicado.

A medida visa reduzir os custos de empréstimos para as pequenas empresas da China, que foram as mais atingidas pela desaceleração econômica, mas têm acesso limitado ao financiamento barato, ao contrário das estatais.

O PBoC afirmou que incluirá taxas de mais oito credores, elevando o total para 18, já que isso resultaria em um melhor reflexo das taxas de juros do mercado, que são mais baixas do que as taxas atuais de referência.

O banco central disse que vai introduzir um taxa de juros de cinco anos, que servirá como referência para os empréstimos de longo prazo dos bancos, como hipotecas. Atualmente, a taxa existe apenas para um ano.

A instituição disse ainda que os empréstimos bancários existentes não serão afetados pelas reformas, uma vez que permanecerão vinculados a antigas taxas de juros de referência, conforme estabelecido nos contratos.

*Com Dow Jones Newswires.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Não agora

Havan protocola desistência de IPO junto à CVM

Notícia de que a varejista poderia adiar IPO já corria o mercado; Havan entrou com pedido de abertura de capital no fim de agosto

Atritos

Maia critica obstrução de base do governo e cobra interesse para votar reformas

Para o presidente da Câmara, o acordo firmado em fevereiro que garantiria a presidência da CMO ao deputado Elmar Nascimento (DEM-BA) é o válido.

Tesouro Nacional

Dívida Pública Federal sobe 2,59% e fecha setembro em R$ 4,526 tri

Em agosto, o estoque estava em R$ 4,412 trilhões.

Vai comprar?

BB Investimentos eleva preço-alvo da Unidas após resultados positivos no trimestre

A companhia teve um volume recorde na venda de carros e uma alta de 65,4% na receita líquida de seminovos, comparando com 2019.

alta forte

Mercado de juros futuros tem dia tenso e aumenta pressão sobre BC na véspera da decisão do Copom

Selic atualmente está em 2% ao ano; mercado presta atenção em postura que será adotada pelo Copom em meio à alta da inflação e ao risco fiscal

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies