Menu
2019-07-04T06:37:29-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
a bula do mercado

Comissão especial vota hoje parecer da reforma da Previdência

Calendário para aprovação em plenário é cada vez mais apertado

4 de julho de 2019
6:32 - atualizado às 6:37
selo bula do mercado
Imagem: Seu Dinheiro

Depois de mais de seis horas de discussões e manobras regimentais da oposição na tentativa de adiar ao máximo o avanço da reforma da Previdência, os deputados favoráveis à medida conseguiram limpar a pauta para que o parecer do relator do projeto de lei na comissão especial da Câmara dos Deputados, Samuel Moreira (PSDB/SP), seja votado na manhã de hoje em Brasília.

O relator fez ontem a leitura de uma terceira versão de seu parecer, favorável à maior parte das mudanças nas regras de aposentadoria, assim como os dois anteriores. A sessão avançou pela noite e entrou pela madrugada desta quinta-feira. Passava da 1h quando a sessão da comissão foi encerrada.

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro empenhava-se pessoalmente em uma tentativa frustrada de obter concessões a policiais federais na reforma, os deputados de oposição recorreram à falta de tempo para ler os detalhes do novo parecer para justificar as manobras protelatórias, mas também não obtiveram sucesso.

Início da votação está previsto para as 9h

Com isso, a votação do parecer foi marcada para hoje, em sessão prevista para se iniciar às 9h. Anteontem, o presidente da comissão especial, Marcelo Ramos (PL/AM), afirmou que haveria um empenho dos deputados favoráveis à reforma para que o parecer fosse votado ainda ontem. Hoje, os deputados votarão primeiro o texto-base da proposta. A seguir, entrarão na pauta os destaques para votação em separado.

No momento, considera-se improvável que a oposição consiga obstruir a tramitação da reforma ao ponto de o projeto de lei não chegar ao plenário da Câmara antes do recesso. A data-limite é 18 de julho. A dúvida, no momento, é se haverá tempo hábil para que a reforma da Previdência seja aprovada em dois turnos antes do intervalo nas atividades parlamentares.

Dúvidas à parte, a expectativa é de que a reforma da Previdência seja o tema predominante nas decisões dos investidores nesta quinta-feira, umas vez que os mercados financeiros norte-americanos seguirão fechados devido ao feriado de Dia da Independência dos Estados Unidos.

Ibovespa tende a buscar novos recordes de máxima

Sem Wall Street no radar depois de um dia de novos recordes de alta, os mercados de ações asiáticos encerraram a sessão de hoje sem direção única. Na Europa, as principais bolsas de valores iniciaram os negócios buscando o território positivo.

Por aqui, caso o cenário de avanço da reforma se confirme, a expectativa é de que o Ibovespa renove suas máximas históricas e busque novos recordes, mesmo diante de uma liquidez menor por causa do feriado nos EUA.

Da mesma maneira, o dólar deve seguir testando o nível dos R$ 3,80, enquanto as taxas dos contratos futuros de juros tendem a manter a queda. Lembrando que o ciclo de cortes na taxa Selic desejado pelos agentes do mercado financeiro tem sido atrelado pelo Banco Central ao andamento das reformas, em especial a da Previdência.

Não é demais lembrar que o calendário para o avanço da reforma da Previdência é bastante apertado. Em um dia no qual não há indicadores econômicos relevantes previstos e a liquidez tende a ser baixa, qualquer desvio deste cenário tem o potencial de levar os investidores da euforia à cautela.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

BANCÕES EM ALTA

Lucro do Banco do Brasil sobe 44,7% no 1º trimestre e atinge R$ 4,9 bilhões

O Banco do Brasil (BB) registrou lucro líquido ajustado de R$ 4,9 bilhões no primeiro trimestre deste ano, 44,7% maior que os R$ 3,4 bilhões reportados em igual período de 2020 e 32,9% superior ao resultado obtido nos últimos três meses do ano passado. “O lucro recorde para um trimestre é resultado de uma estratégia […]

Vol é vida?

Lucro líquido da B3 cresce 22,5% e atinge R$ 1,25 bi no 1º trimestre

O lucro líquido recorrente atingiu R$ 1,4 bilhão, alta de 15,5% frente ao mesmo período do ano passado e de 15,2% na comparação com o trimestre anterior

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O Carnaval fora de época da Ambev e mais…

O varejo tem várias datas importantes: dia das mães, dia dos pais, dia das crianças, dia dos namorados, Black Friday, Natal… Há uma data comemorativa em quase todos os meses, e todas são aguardadas com ansiedade pelo setor — afinal, qualquer impulso nas vendas é bem vindo. Pois para a Ambev, a coisa funciona um […]

FECHAMENTO DO DIA

Balanços e commodities metálicas ditam o ritmo e Ibovespa fecha em alta; dólar volta à casa dos R$ 5,20

Com a agenda de indicadores fracas e um Copom sem grandes surpresas, os investidores se debruçaram nos números do trimestre e no novo recorde do minério de ferro.

Queda no apetite

Fed sinaliza risco de tombo nos preços de ativos em relatório de estabilidade

O banco central dos EUA demonstrou preocupação com um possível declínio no apetito ao risco dos investidores norte-americanos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies