Menu
2019-10-31T09:19:53-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Balanço

Bradesco acelera no crédito e lucro sobe para R$ 6,456 bilhões no terceiro trimestre

O resultado representa uma alta de 19,6% em relação ao mesmo período do ano passado e ficou pouco acima da projeção média do mercado. Mas banco sente maior competição na parte de serviços e tem aumento forte nas despesas

31 de outubro de 2019
6:56 - atualizado às 9:19
Banco Bradesco
Imagem: Estadão Conteúdo / André Dusek

Em meio à maior competição pelo mercado de serviços financeiros, o Bradesco decidiu apostar no crédito para manter os lucros bilionários em alta. E a estratégia deu certo. O banco registrou lucro líquido de R$ 6,542 bilhões no terceiro trimestre.

O resultado representa uma alta de 19,6% em relação ao mesmo período do ano passado e ficou pouco acima da projeção média de R$ 6,456 bilhões dos analistas, de acordo com a Bloomberg.

Apesar do lucro maior, o Bradesco segue atrás do Santander em rentabilidade. O retorno do banco alcançou 20,2% no terceiro trimestre, contra 21,1% do rival.

Mais crédito

O saldo da carteira de crédito do Bradesco encerrou setembro em R$ 578,3 bilhões. Trata-se de um avanço de 3,2% no trimestre e de 10,5% em 12 meses. O desempenho mantém o banco dentro da projeção de crescimento para o ano como um todo, que varia de 9% a 13%.

Esse avanço foi puxado pelas linhas de financiamento a pessoas físicas, que aumentaram impressionantes 19% em relação ao terceiro trimestre do ano passado. Mas o crédito para empresas também já começa a dar sinais de retomada, com uma alta de 5,8%.

O crescimento do crédito ajudou a margem financeira a aumentar mesmo em um cenário de queda da taxa básica de juros (Selic) e pressão sobre os spreads.

A linha do resultado que contabiliza as receitas com a concessão de financiamentos menos os custos de captação, aumentou 5,9% em relação ao terceiro trimestre do ano passado e atingiu R$ 14,773 bilhões.

Mais calotes

O índice de inadimplência acima de 90 dias na carteira do Bradesco subiu de 3,2% para 3,6% entre junho e setembro. Em 12 meses o indicador permaneceu estável.

O aumento nos calotes no trimestre não está relacionado com o avanço recente no crédito, como pode parecer, e sim por casos de atrasos em financiamentos concedidos a pessoas jurídicas.

A maior inadimplência também não se traduziu em maiores despesas de provisão para calotes. Na verdade, houve até uma redução de 4,3% no trimestre e de 5,8% na comparação com o mesmo período do ano passado da chamada PDD, que somou R$ 3,336 bilhões.

Mais concorrência

As receitas com prestação de serviços e cobrança de tarifas do Bradesco cresceram 3,7% no terceiro trimestre, para R$ 8,423 bilhões. É justamente aqui onde a concorrência com as novas empresas de tecnologia financeira (fintechs) se faz mais presente.

Em linhas como cartões e administração de fundos, as receitas do banco inclusive registraram queda na comparação com o terceiro trimestre do ano passado. O resultado acabou compensado em outros produtos, como conta corrente e corretagem.

As receitas com serviços registram expansão de apenas 2,5% no acumulado de janeiro a setembro, abaixo do piso da projeção do banco para este ano, que varia de 3% a 7%.

Mais despesas

Em um momento de inflação baixa, também chama a atenção o forte crescimento de 10,1% das despesas administrativas e de pessoal do Bradesco, que atingiram R$ 11,120 bilhões no terceiro trimestre.

Os gastos com funcionários avançaram 12,9% na comparação com o mesmo período do ano passado. O banco atribuiu o avanço aos maiores gastos com proventos e encargos sociais e ao aumento do quadro de funcionários em áreas como as novas agências digitais e o banco digital Next. O que podemos concluir como mais um efeito colateral da maior concorrência com as fintechs.

De janeiro a setembro, as despesas registram um crescimento 7,5% em relação aos nove meses de 2018, bem acima da projeção feita pelo banco, que era de um avanço entre 0% e 4%. Ou seja, se quiser se manter na meta o Bradesco terá de apertar os cintos nos últimos três meses do ano.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Banco Central monta centro para acelerar a criação de fintechs

Laboratório de Inovações Financeiras e Tecnológicas (LIFT) apoia startups financeiras a desenvolverem projetos ao lado de técnicos que elaboram as normas regulatórias do mercado brasileiro.

Funcionários da Petrobras

FNP diz que todas as plataformas do litoral paulista aderiram à greve dos petroleiros

Petrobras diz que não está havendo redução da produção por conta do movimento, mas coordenador da Federação Nacional dos Petroleiros diz que estatal “mente”.

Sucessão

Herdeiros do agronegócio aliam tradição a avanço tecnológico

Nova geração de empresários do campo estão assumindo os negócios da família e ganhando influência no meio do agronegócio; conheça algumas histórias

Entrevista

Para Deutsche Bank, política ambiental de Bolsonaro prejudica investimento estrangeiro no país

Para Deepak Puri, diretor da área de Wealth Management nas Américas do Deutsche Bank, mesmo assim Brasil deve registrar uma recuperação mais forte neste ano.

Ganhando terreno

Carrefour anuncia aquisição de 30 lojas do Makro por R$ 1,95 bilhão

O plano da varejista é converter as bandeiras das unidades para Atacadão dentro de até um ano após fechar a transação

AS LIÇÕES 'FIRE' DO BILIONÁRIO

O que você perguntaria a Warren Buffett?

Aos 89, o mago de Omaha tem muito a ensinar a quem procura dar um gás nos seus investimentos em busca da sua aposentadoria precoce

Risco de lascas de vidro

Heineken anuncia recall voluntário de lotes de long neck com problemas na garrafa

A empresa identificou alteração na embalagem que pode levar lasca de vidro a ser aberta

Após imbróglio com os russos

Fertilizantes Heringer homologa plano de recuperação judicial

Segundo Fato Relevante divulgado ontem pela companhia, o plano foi homologado pelo juízo da 2ª Vara Cível da Comarca de Paulínia

Impostos

Decreto para zerar tributo em querosene de aviação sai neste ano, diz Secretário

O governo vai editar um decreto para zerar, a partir de 2021, a incidência de PIS/Cofins sobre o combustível utilizado em aeronaves.

Entrevista

‘A grande vacina é a continuidade das reformas’, diz Ana Paula Vescovi, economista do Santander

Banco revisou para baixo previsão de crescimento para 2020, após indicadores fracos.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements