Menu
2019-10-14T14:09:41-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
O lucrão voltou

Quebrando jejum que durava mais de um ano, BB Seguridade volta a ter lucro líquido acima de R$ 1 bilhão

Resultado veio acima das expectativas e fez a diretoria ampliar a dose de otimismo em relação aos números em 2019

6 de maio de 2019
19:34 - atualizado às 14:09
Fachada do edifício sede do Banco do Brasil em Brasília.
Resultados da BB Seguridade vieram fortes no 1º trimestre - Imagem: Fernando Bizerra/Agência Senado

Ô, o bilhão voltou! A BB Seguridade, holding que concentra os negócios de seguros do Banco do Brasil, superou uma sequência de jejum ao registrar no 1º trimestre de 2019 um lucro líquido ajustado de R$ 1,01 bilhão. O resultado, acima das estimativas dos analistas consultados pela Bloomberg, marcou um crescimento de 11,7% em relação ao mesmo período do ano passado, quando a companhia registrou R$ 907,389 milhões de lucro.

E a holding do BB tem motivos de sobra para justificar a alta no lucro. O balanço divulgado nesta segunda-feira, 6, mostra que o desempenho foi apoiado na evolução de 60,8% do resultado financeiro das empresas do grupo, combinando fatores como deflação do IGP-M e alta do IPCA, que juntos jogaram os resultados com planos de previdência para o alto.

A companhia encerrou março com patrimônio líquido de R$ 7,792 bilhões, cifra 20,5% menor em um ano. Antes os três meses anteriores, foi 14,1% maior. O retorno ajustado (RSPL) foi a 58,9% no primeiro trimestre, crescimento de 18,5 pontos porcentuais em um ano, de 40,4%. Nos três meses anteriores, estava em 41,4%.

A BB Seguridade somava R$ 7,803 bilhões em ativos totais no primeiro trimestre, queda de 20,4% em um ano. Em relação aos três meses imediatamente anteriores, o montante se reduziu em 28,4%.

Otimismo é a palavra de ordem

Os resultados trimestrais animaram a diretoria da BB Seguridade. Diante do lucro acima do esperado, a empresa manteve suas projeções anuais, esperando um crescimento entre 5% e 10% no lucro em 2019.

Sobre as reservas de previdência, a companhia diz esperar um salto de 7% a 10% no ano, sendo que no primeiro trimestre o aumento ficou em 9,0%.

Já sobre os prêmios relativos às áreas de seguro de vida, habitacional e rural, a empresa espera alta de 7% a 12% neste ano. De janeiro a março, cresceu 17,5%, também acima da expectativa.

Nem tudo são flores

O lucro pode ter subido, mas a BB Seguridade acabou amargando alguns reveses no trimestre. O primeiro deles é com relação ao patrimônio líquido, que encolheu 20,5% na comparação anual e fechou o trimestre em R$ 7,792 bilhões.

O segundo revés veio através dos prêmios e arrecadações, que encolheram 12% na comparação anual e fecharam março em R$ 11,189 bilhões. Destrinchando esses dados, a empresa apresentou alta de 15% em seus prêmios de seguros emitidos no canal bancário. Já os seguros de vida, habitacional e residencial cresceram 9,0%, 10,1% e 9,6%, respectivamente.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

em brasília

Mourão diz que parte dos assessores de Bolsonaro distorce fatos

Vice-presidente afirmou nesta sexta-feira que existe “certa incompreensão” no seu relacionamento com o chefe do Executivo

seu dinheiro na sua noite

Free Solo: Ibovespa escala para perto da marca histórica

Com imagens de tirar o fôlego, o extraordinário documentário Free Solo conta a preparação do alpinista Alex Honnold para chegar ao topo do El Capitan, uma parede rochosa com quase 1000 metros de altura. Detalhe: a escalada é feita sem equipamentos de segurança. O filme vencedor do Oscar está disponível no Disney Plus. Mas quem não é […]

Respiro

E-commerce fatura R$ 7,72 bilhões com Black Friday e Cyber Monday em 2020

O valor representa aumento de 27,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

fechamento dos mercados

Ibovespa engata 5ª semana seguida de alta com Petrobras, Vale e aéreas

Índice local de ações não tinha sequência tão longa de ganhos semanais desde dezembro de 2019; dólar mantém trajetória de queda e juros longos se descomprimem de novo

duas semanas depois

Carrefour anuncia que vai deixar de usar seguranças terceirizados

Anúncio é uma resposta ao assassinato de João Alberto de Freitas – homem negro que foi espancado por seguranças de uma unidade do Carrefour em Porto Alegre

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies