Menu
2019-07-25T07:44:54-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
vamos falar de números

Pão de Açúcar tem alta de 217% no lucro em segmento alimentar

Esse é o primeiro balanço que o grupo divulga depois de vender a sua fatia da Via Varejo; vendas totais alcançaram R$ 14,2 bilhões, com crescimento de 11,3%

25 de julho de 2019
7:13 - atualizado às 7:44
Grupo Pão de Açúcar
Imagem: Jacques Lepine / Estadão Conteúdo

O Grupo Pão de Açúcar (GPA) divulgou nesta quarta-feira, 24, que teve um lucro líquido dos acionistas controladores no segmento alimentar de R$ 490 milhões, numa alta de 217,4%. O valor, após o IFRS 16, é referente ao segundo trimestre deste ano.

Esse é o primeiro balanço que o grupo divulga depois de vender a sua fatia da Via Varejo. Desde 2016 a companhia procurava por um comprador da sua parte na dona da Casas Bahia. Mas a operação só foi concretizada após o GPA receber uma proposta do empresário Michael Klein - filho do fundador da Casas Bahia.

Com a operação, a empresa agora deve priorizar o desenvolvimento do negócio alimentar. No trimestre, foram abertas 3 lojas do Assaí, totalizando 148 lojas da bandeira, e outras 12 lojas estão em processo de construção. Adicionalmente, foram concluídas 13 conversões de Extra Super para Mercado Extra, totalizando 43 lojas da bandeira.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado no segmento alimentar somou R$ 888 milhões, um avanço de 0,9%. A margem Ebitda ajustada ficou 6,8%, significando uma queda de 0,7 ponto porcentual. Já a margem bruta recuou 1,4 ponto porcentual, para 21,6%.

Desafio do consumo e queda da inflação

As vendas totais alcançaram R$ 14,2 bilhões, com crescimento de 11,3%. A empresa destacou que "manteve a boa tendência dos últimos trimestres, mesmo diante dos desafios do ambiente de consumo e da queda da inflação ao longo do segundo trimestre".

As despesas com vendas, gerais e administrativas avançaram 6,3% no segundo trimestre na comparação anual, representando 15,2% da receita líquida - uma melhora 0,7 ponto porcentual.

O resultado financeiro líquido da companhia ficou negativo em R$ 280 milhões no segundo trimestre, ante desempenho também negativo do mesmo período do ano passado, de R$ 277 milhões.

A relação entre a dívida líquida e o Ebitda da companhia ficou negativa em 0,47 vez. "A dívida líquida ajustada pelo saldo de recebíveis não antecipados totalizou R$ 1,3 bilhão, redução de 45,8% em relação ao mesmo período do ano anterior, principalmente em razão da conclusão da alienação da participação da Via Varejo", destacou a empresa.

Os investimentos no segmento alimentar totalizaram R$ 510 milhões, alta de 54,8%, "em função de uma maior dispersão de abertura de lojas ao longo do ano".

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Radiocash

“Quando comecei a criar o Me Poupe, eu queria transformar finanças em mainstream”, conta Nathalia Arcuri

A plataforma de conteúdo e educação financeira tem uma CEO com uma jornada polêmica e impactante; confira no RadioCash

Economia na defesa

Privatização da Eletrobrás é ‘entrega elevadíssima’, afirma secretário de Guedes

Segundo associações do setor, o texto aprovado vai aumentar o custo da energia para consumidores em R$ 84 bilhões nas próximas décadas

Entre a cruz e a espada

Bitcoin se aproxima da “Cruz da Morte”: O que isso significa para a criptomoeda?

O bitcoin tocou essa linha imaginária no último final de semana, o que deve determinar o futuro da moeda para os próximos meses

Buscando confiança

Números de abril revelam melhora do IRB, mas queda da ação mostra que desconfiança persiste

Estratégia de rever contratos, principalmente no exterior, diminuiu as receitas fora do Brasil, mas ajudou sinistralidade e resultado final

Economia dos eua

Dirigente do Fed admite inflação alta, mas defende contínuo apoio monetário

Presidente da distrital do banco admitiu que as leituras recentes de inflação estão “altas” e devem ser monitoradas de perto

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies