A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2019-10-15T10:49:02-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
será que vai se manter?

De volta ao topo: Apple supera Microsoft e volta a ser a empresa mais valiosa do mundo

Neste ano, as ações da companhia fundada por Steve Jobs já subiram 50%, graças a grandes ganhos no primeiro semestre

15 de outubro de 2019
8:10 - atualizado às 10:49
Apple
Apple - Imagem: Shutterstock

A Apple voltou a ser a empresa mais valiosa do mundo, ultrapassando a Microsoft, mesmo com suas ações tendo terminado o dia em queda nesta segunda-feira (14).

Os papeis da gigante de tecnologia fundada por Steve Jobs registraram queda de 0,14%, fazendo com que seu valor de mercado chegasse a US$ 1,0659 trilhão, segundo informações disponíveis no site da Nasdaq.

Já os ativos da Microsoft encerraram o dia em queda de 0,09% - e o valor de mercado da companhia ficou em US$ 1,0655 trilhão.

A diferença, apesar de pequena, representa uma volta da companhia ao topo. No quarto trimestre de 2018, o preço das ações caiu cerca de 30% em meio a preocupações com a queda nas vendas do iPhone.

Mas, neste ano, as ações da companhia já subiram mais de 50%. No último dia do ano passado, os papeis valiam US$ 148,26. Ontem as ações da Apple fecharam o dia a US$ 235,87.

A subida é atribuída principalmente a grandes ganhos no primeiro semestre. No segundo trimestre, a queda nas vendas de iPhones foi compensada por um aumento nas receitas geradas com iPads, iMacs e serviços, e as perdas na China não foram tão grandes quanto o imaginado.

A receita líquida da Apple chegou a US$ 53,8 bilhões no trimestre encerrado em junho, cifra 1% maior que a contabilizada no mesmo período de 2018, de US$ 53,3 bilhões. O resultado ficou ligeiramente acima da média das estimativas de analistas consultados pela Bloomberg, que apontava para receita de US$ 53,35 bilhões.

Por outro lado, o lucro líquido da empresa da maçã caiu 12,8% na mesma base de comparação, para US$ 10,04 bilhões. O lucro por ação, métrica que é acompanhada mais de perto pelos analistas lá de fora, ficou em US$ 2,18 — abaixo dos US$ 2,34 vistos há um ano.

E a agora segunda...

Já a Microsoft também passa por um bom momento. As ações da companhia valorizaram quase 40% este ano. No último balanço trimestral divulgado, a companhia registrou lucro líquido de US$ 13,1 bilhões, um crescimento de 48,6% em relação ao resultado obtido no mesmo intervalo do ano anterior, de US$ 8,8 bilhões.

Na ocasião, o que chamou a atenção do mercado foi o desempenho do setor de computação em nuvem, ou seja, o gerenciamento e armazenamento remoto de dados. Dos US$ 33,7 bilhões de receita, o segmento foi responsável por gerar US$ 11,4 bilhões, um aumento de 18,6% em um ano.

A divisão de produtividade e processos corporativos respondeu por US$ 11 bilhões (+14,3%) e a área de computação pessoal obteve US$ 11,3 bilhões (+4,3%).

Com o fortalecimento da geração de receita em todas as suas divisões, em especial a de computação em nuvem, a Microsoft encerrou o trimestre com lucro operacional de US$ 12,4 bilhões, um crescimento de 19,5% na base anual.

No pré-mercado desta terça-feira, as ações de Microsoft, assim como os papeis da Apple, oscilavam pouco menos de 1%. Veja como deve ser o dia dos mercados na Bula do Mercado. 

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Investidores gostaram

Nubank (NU; NUBR33) sobe mais de 10% após balanço, mas visão dos analistas é mista e inadimplência preocupa

16 de agosto de 2022 - 12:03

Investidores gostaram de resultados operacionais, mas analistas seguem atentos ao crescimento da inadimplência; Itaú BBA acha que banco digital pode ter subestimado o risco do crédito pessoal

RESQUÍCIOS DO IMPÉRIO

Limpando o nome: Entenda o leilão bilionário que pode acabar com as dívidas de Eike Batista

16 de agosto de 2022 - 11:35

Nesta terça-feira (16), devem ser conhecidas as propostas por um lote de debêntures da Anglo American; o lance mínimo é de R$ 1,25 bilhão

DE OLHO NAS REDES

Enquanto Nubank (NUBR33) deu prejuízo de quase US$30 mi, este ‘bancão’ teve lucro bem acima do esperado, é uma das ações mais baratas da bolsa e está prestes a depositar dinheiro na conta dos acionistas

16 de agosto de 2022 - 11:26

Nubank reportou mais um prejuízo no segundo trimestre deste ano e analista revela qual é a ação do bancão que superou as expectativas do mercado e está prestes a depositar uma bolada na conta dos acionistas; descubra

SÉRIE A DA B3

Ibovespa: 2ª prévia confirma três novas ações na carteira a partir de setembro; confira

16 de agosto de 2022 - 9:47

Os papéis da Arezzo CO (ARZZ3), Raízen (RAIZ4) e São Martinho (SMTO3) são confirmados na segunda prévia; JHSF (JHSF3) deve deixar o Ibovespa

MARKET MAKERS

O dilema da empresa XYZ: Entenda como o Magazine Luiza e a Via competem com novos concorrentes no e-commerce

16 de agosto de 2022 - 9:12

Barreiras de entrada são a força competitiva mais importante em um negócio. Na busca pela criação de barreiras, empresas como Magazine Luiza, Via Varejo, Americanas e Mercado Livre têm acirrado a disputa no setor

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies