2019-10-19T09:16:46-03:00
Estadão Conteúdo
Smartphone

Com iPhone 11 mais barato, Apple volta a atrair fila de lançamento

Preços do iPhone 11 ainda são salgados e variam entre R$ 5 mil e R$ 9,6 mil, mas estão um pouco abaixo de 2018, quando a Apple lançou o modelo XR por pelo menos R$ 5,2 mil

19 de outubro de 2019
9:16
Apple - iPhone 11
Imagem: Divulgação/Apple

Em 2019, uma tradição foi retomada: a fila de fãs da Apple para comprar um novo iPhone - algo que não acontecia há alguns anos no Brasil. Os três modelos do smartphone (11, 11 Pro e 11 Pro Max) começaram a ser vendidos ontem, por preços que variam entre R$ 5 mil e R$ 9,6 mil - um pouco abaixo de 2018, quando o iPhone XR chegou aqui por pelo menos R$ 5,2 mil.

A estratégia da Apple, mesmo indo contra a alta do dólar no período, surtiu efeito. Na manhã de ontem, pelo menos 50 pessoas esperaram sua vez para comprar o aparelho na loja da Apple em São Paulo, no Morumbi Shopping, zona sul da capital paulista.

Teve até quem ficou esperando do lado de fora do shopping desde cedo. Primeiro da fila, o paulistano Gabriel Siddharta, de 25 anos, chegou antes das 8h da manhã para garantir seu iPhone 11, com 256 GB de armazenamento e vendido a R$ 5,8 mil.

"Fiquei louco quando vi os preços, porque fiz as contas e vi que ia dar para pagar", diz ele, que trabalha com tecnologia da informação (TI). Ao chegar, o rapaz encontrou as portas do shopping, que só abre às 10h, ainda fechadas. "Tive de pedir para entrar mais tarde no trabalho, mas o chefe entende. Afinal, a gente trabalha com tecnologia, né?".

Maçã e biscoito

Não que a espera tenha sido árdua : enquanto os consumidores esperavam na fila, uma funcionária da Apple distribuía comidas e bebidas - havia café da Starbucks, garrafinhas de água, bolachas saudáveis e, claro, maçãs vermelhas.

A alta demanda foi uma surpresa para muitos usuários. "Isso é fila? Caramba!", disse o bancário Roberto Toyoda, de 30 anos. "Trabalho aqui perto e resolvi dar uma passadinha para garantir o meu iPhone", disse ele à reportagem.

Ele queria comprar um iPhone 11, com 128 GB de armazenamento, vendido por aqui a R$ 5,2 mil. "Sabendo como é a conversão do dólar, sempre acho caro. Mas não consigo deixar a Apple, mesmo sabendo do custo-benefício de outras marcas", afirma.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

SOB NOVA DIREÇÃO

Passou, mas não foi unânime: indicado para comandar a Petrobras (PETR4) é aprovado por comitê — confira a próxima etapa

Caio Mário Paes de Andrade é o quinto gestor da estatal no governo de Jair Bolsonaro, mas seu nome ainda não recebeu aprovação final

VAI FICA DENTRO OU FORA DESSA?

Prepara-se: Metaverso vem aí com jogos, ensino e comércio eletrônico — e deve movimentar US$ 5 trilhões

De acordo com a empresa de consultoria McKinsey, os gastos globais no metaverso podem chegar a US$ 5 trilhões até 2030. Desse total, o e-commerce é visto como o meio que oferece a maior oportunidade, com um valor de mercado previsto de US$ 2,6 trilhões.

CARREIRA DOS SONHOS

Google (GOGL34) é eleita a empresa dos sonhos dos brasileiros; Nubank (NUBR33) e Itaú (ITUB4) também estão na lista

A gigante de tecnologia se mantém na liderança como empresa dos sonhos dos brasileiros na última década; a Google é desejada principalmente entre os mais jovens

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Político pesa no Ibovespa, projeções melhores para VIIA3 e outros destaques do dia

A inflação global elevada e as apostas cada vez maiores de que o mundo deve enfrentar um cenário de recessão econômica continuam alimentando os ursos do mercado financeiro nos quatro cantos do mundo, monopolizando a atenção dos investidores.  Mesmo com um cenário marcado por uma forte aversão ao risco, os principais índices de Wall Street […]

AUMENTA O SOM

Ex-ministro Milton Ribeiro diz ter recebido ligação de Bolsonaro sobre busca e apreensão — ouça o áudio

O telefonema ocorreu em 9 de junho, antes do ex-chefe da pasta da Educação ter sido alvo da operação da Polícia Federal (PF), deflagrada na quarta-feira (22)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies