Menu
2019-04-05T10:20:11-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Após chegar a valer US$ 1 trilhão

Apple perde US$ 72,4 bilhões em valor de mercado na maior queda de 5 anos

Na quarta-feira, empresa anunciou uma previsão de queda nas receitas do quatro trimestre de 2018, de US$ 93 bilhões para US$ 84 bilhões

4 de janeiro de 2019
7:06 - atualizado às 10:20
Apple
Apple - Imagem: shutterstock

A Apple não começou muito bem o ano. Após a empresa chegar a bater US$ 1 trilhão em valor de mercado no ano passado, coroando uma estratégia de vender iPhones a preços mais caros, os lucros não vieram como o esperado no fim do ano.

Na quarta-feira, o presidente executivo da companhia, Tim Cook, anunciou uma previsão de queda nas receitas do quatro trimestre de 2018, de US$ 93 bilhões para US$ 84 bilhões. O principal motivo é a queda nas vendas do iPhone em mercados emergentes - especialmente na China, de onde vem cerca de 20% do faturamento da empresa.

A notícia fez as ações da fabricante caírem 9,96% ontem na bolsa de valores Nasdaq, levando a empresa a ser avaliada em US$ 674 bilhões. É a maior queda da empresa desde 2013. O movimento também puxou para baixo o mercado financeiro americano: o índice S&P 500 encerrou o dia em queda de 2,48%; já a Nasdaq caiu 3,04%. Ao longo dos últimos três meses, a Apple perdeu US$ 423 bilhões em valor de mercado. De quebra, deixou ontem o pódio das empresas mais valiosas do mundo - hoje, está em quarto, atrás de Microsoft, Amazon e Google.

Causas

Há muitos motivos para explicar o mau desempenho da Apple nos últimos meses nos países emergentes. Fatores globais, como a redução do otimismo dos consumidores na China ou a guerra comercial entre os EUA e o país asiático, onde a americana fabrica a maior parte de seus aparelhos, claramente entram na conta.

Durante o dia, o governo americano chegou a se pronunciar sobre o tema: “empresas americanas que têm vendas na China verão seus ganhos diminuírem até que tenhamos um acordo comercial com eles”, disse Kevin Hassett, presidente do Conselho de Assessores Econômicos da Casa Branca.

Mas boa parte da culpa pela situação da empresa vem dela própria - algo que o próprio Tim Cook reconheceu ontem. “Não culparemos fatores externos”, disse ele a funcionários da empresa. Um dos fatores que mais pesa sobre a Apple é a dependência do iPhone - nos últimos anos, cerca de 60% das receitas da americana vieram das vendas do celular.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Mercadores da noite

Bolsa, dólar e juros subindo: qual dos três está mentindo?

Quando a Bolsa, o dólar e as taxas de juros estão subindo ao mesmo tempo, um dos três está mentindo – qual deles será e o que fazer?

Infraestrutura

Novo marco legal para ferrovias vai a votação no Senado na próxima semana

Legislação promete organizar regras do setor e permitir novos formatos para a atração de investimentos privados

Telecomunicações

Operadoras cobram transparência do governo na definição da tecnologia 5G

Teles se dizem preocupadas com as “incertezas” relativas ao processo, depois de governo sinalizar banimento da chinesa Huawei

Recorde

Estrangeiros põem R$ 30 bilhões na bolsa brasileira em novembro

Trata-se de recorde de entrada de recursos estrangeiros em um mês, impulsionado pela migração de recursos para bolsas emergentes; movimento por aqui, porém, pode ser passageiro

Uber dos ônibus

Justiça proíbe apreensão de ônibus solicitados por aplicativo

Fiscais da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) vinham interrompendo viagens de ônibus organizadas por meio de apps como o Buser

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies