Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-04T14:42:14-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Produção mundial da commodity

Opep anuncia corte de 1,2 milhão de barris de petróleo por dia – e a Petrobras agradece

Grupo de países produtores de petróleo fará uma nova ação conjunta para conter a queda de preços

7 de dezembro de 2018
17:07 - atualizado às 14:42
opep
Corte será de 1,2 milhão de barris por dia - Imagem: Andrei Moraes/Seu Dinheiro

A semana não podia terminar melhor para as ações da Petrobras. A Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep) e seus aliados anunciaram um novo corte na produção conjunta da commodity. Ao todo, serão 1,2 milhão de barris por dia (bpd) a menos em relação aos níveis de outubro de 2018.

Segundo informações da organização, desse volume, caberá aos membros do cartel uma redução da ordem de 800 mil bpd, enquanto os produtores parceiros liderados pela Rússia serão responsáveis por diminuir seu suprimento ao mercado em 400 mil bpd.

Aqui no Brasil, depois do anúncio tanto as ações ordinárias como as preferenciais da Petrobras subiram na bolsa, com alta de 1,64% e 0,73%, respectivamente. Vale lembrar que a decisão da Opep era um dos fatores que fizeram das ações da petroleira a nossa aposta do mês para a bolsa.

Minha parte na história

O ministro de Energia e Indústria dos Emirados Árabes Unidos e presidente da 175ª Reunião da Conferência da Opep, Suhail Mohamed Al Mazrouei, reconheceu que alguns integrantes do cartel, como o Irã, serão isentos de promover cortes nacionalmente. No caso do país persa, pesaram para a concessão os efeitos das sanções dos Estados Unidos à sua indústria petrolífera.

Já o ministro de Energia da Rússia, Alexander Novak, anunciou que Moscou planeja cortar 2% de sua produção de petróleo, também na comparação com o nível de outubro. "Gostaria de agradecer à Arábia Saudita por assumir um corte maior do que a fatia de produção que lhe cabe", declarou.

Por sua vez, o ministro saudita, Khalid Al-Falih, informou que Riad produziu 10,7 milhões de bpd em outubro, 11,1 milhões de bpd em novembro e prevê produção de 10,7 milhões de bpd em dezembro. "Hoje, estamos alocando os números de janeiro e eles estarão na vizinhança de 10,2 milhões [de barris por dia], em parte motivado com nosso compromisso de começar 2019 com o pé direito", afirmou. A partir dessa declaração, apreende-se que o corte promovido pelos sauditas sob o acordo será de 500 mil de barris por dia.

Ainda assim, Al-Falih destacou que Arábia Saudita mostrou nos últimos seis meses que não sabe apenas "cortar" oferta, mas, também, "liberar" oferta no mercado quando considera necessário.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

XP anuncia investimento na edtech Resilia

A Resilia é uma edtech que combina tecnologias que potencializam o aprendizado individualizado e em comunidade com um método de ensino que capacita potenciais talentos de uma forma mais rápida para o mercado digital

Análise

Investir em ações de banco ainda é uma boa? Veja 3 motivos que deixam a XP Investimentos cautelosa

Se no ano passado a postura era otimista, agora os analistas do setor financeiro da XP estão mais cautelosos, já que o cenário é de preços elevados dos ativos e uma concorrência e intervenções regulatórias preocupantes.

REFORMA TRIBUTÁRIA

PIB pode crescer 1,6% com redução de IR para empresas, indica estudo

O cálculo de 20% teve como base comportamento das empresas depois de um dos maiores aumentos na alíquota do imposto sobre dividendos no mundo – na França, em 2013, de 15,5% para 46%

ESG

‘Equidade racial se tornou prioridade dentro da Vivo’, diz presidente

Dentro da extensa agenda ESG, que concentra ações ambientais, sociais e de governança, a Vivo aposta na equidade racial

Clube do livro

Das tulipas ao bitcoin: conheça a história das crises financeiras de uma forma irreverente

O maior trunfo de “Crash”, de Alexandre Versignassi, é nos guiar pela história da economia mundial e brasileira traçando paralelos entre o passado e o presente

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies