Menu
2018-12-20T14:03:21-02:00
Estadão Conteúdo
Pacto para salvar os preços

Dentro do acordo com a Opep, Arábia Saudita planeja corte mais fundo na produção de petróleo

Sauditas foram alguns dos poucos países a firmarem compromissos específicos dentro do acordo de redução da produção

20 de dezembro de 2018
14:03
opep
Acordo prevê um corte conjunto de 1,2 milhão de barris por dia (bpd) na produção - Imagem: Shutterstock

A Arábia Saudita planeja reduzir mais sua produção que o comprometido no recente acordo liderado pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e com a presença de aliados, como a Rússia, de acordo com documentos aos quais o Wall Street Journal teve acesso. Os documentos mostram os esforços do cartel para ser mais transparente sobre sua produção.

O acordo prevê um corte conjunto de 1,2 milhão de barris por dia (bpd) na produção, em relação aos níveis de outubro. Os preços, porém, continuaram a cair desde o anúncio, em meio a dúvidas de operadores sobre sua implementação.

"No interesse da abertura e da transparência e para apoiar o sentimento e a confiança do mercado, é vital tornar publicamente disponíveis os ajustes na produção", afirmou em carta o secretário-geral da Opep, Mohammed Barkindo. Segundo ele, isso apoiará a confiança no compromisso do grupo.

Os cortes coletivos seguirão em 1,2 milhão de bdp, mas as reduções de cada país devem ser de 3,0%, não mais de 2,5%. Apenas alguns países mostraram ao público compromissos específicos, como Arábia Saudita e Rússia, e as mudanças de agora nos números refletem as isenções para Irã, Venezuela e Líbia, segundo as fontes.

A Arábia Saudita reduzirá sua produção em cerca de 322 mil bpd ante outubro, não mais em 250 mil como antes anunciado. Isso levaria a produção saudita a 10,311 milhões de barris por ida. Barkindo, porém, diz em um documento que o país estaria comprometido a ajustar sua produção para 10,2 milhões de bpd.

Muitos membros da Opep adotam medidas concretas para reduzir a produção a partir de 1º de janeiro. O Ministério do Petróleo angolano, por exemplo, pediu que as companhias locais dividam os cortes de 47 mil barris por dia.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

seu dinheiro na sua noite

As incertezas da vez

Não sei vocês, mas desde que a pandemia de coronavírus começou, minha vida e rotina mudaram tanto, que tem estado difícil fazer planos para o futuro e ter boas perspectivas, do ponto de vista pessoal e social. Entrei no modo “um dia de cada vez”, já que ainda não temos uma data certa de quando […]

FECHAMENTO

Do céu ao inferno: Incertezas com vacinação pesam, Ibovespa derrapa e vai na contramão de NY

Enquanto o otimismo predominava nas bolsas americanas, por aqui as incertezas sobre a efetividade da campanha de vacinação contra a covid-19 se acumulavam

empresário bolsonarista

Luciano Hang, dono da Havan, está internado com covid-19 em São Paulo

Hang, ao lado de outros empresários bolsonaristas, tem promovido tratamentos sem comprovação científica como forma de prevenção à covid-19

dados da anp

Produção da Petrobras em dezembro fica abaixo dos 2 milhões de barris diários

Somada ao gás natural, a produção da estatal em dezembro ficou em 2,545 milhões de barris de óleo equivalente por dia,

lista do bc

Inter, Itaú e Caixa lideram ranking de reclamações contra 10 maiores bancos

Índice de reclamações é calculado com base no número de reclamações consideradas procedentes, dividido pelo número de clientes da instituição, multiplicado por 1.000.000

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies