Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2018-12-14T18:55:28-02:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
câmbio

Banco Central chama leilão de câmbio para segunda-feira

Operação no mercado à vista oferta até US$ 1 bilhão com vencimento em fevereiro e março de 2019

14 de dezembro de 2018
18:55
dólar
Imagem: Shutterstock

O Banco Central (BC) comunicou mais um leilão de linha com compromisso de recompra dentro da estratégia de prover liquidez ao mercado à vista de câmbio neste período de fim de ano.

A operação será realizada na segunda-feira, dia 17, e compreende a oferta de até US$ 1 bilhão em duas linhas com vencimento em fevereiro ou março de 2019. Os leilões acontecerão entre 12h15 e 12h35.

Essas operações são usuais no fim de ano em função do aumento na demanda por moeda à vista pelas empresas que fecham balanços e remetem os recursos para fora do país.

Os dados sobre o fluxo cambial na primeira semana de dezembro mostram a saída líquida de US$ 1,230 bilhão, depois de uma retirada de mais de US$ 6,6 bilhões ao longo do mês de novembro.

O BC vem fazendo esse tipo de operação desde o fim de novembro e o estoque ofertado ao mercado está em US$ 3,60 bilhões vincendos em 4 de fevereiro de 2019 e US$ 2,65 bilhões vincendos em 6 de março de 2019. Do total de US$ 6,25 bilhões, US$ 5 bilhões são “linhas novas” colocadas no mercado e US$ 1,25 bilhão é referente à rolagem de operação feita em agosto e que venceria no começo de dezembro.

Nesta sexta-feira, o dólar comercial encerrou o dia negociado a R$ 3,9066, alta de 0,58%. Na semana, o dólar acumulou leve alta de 0,29%, sobe 1,25% no mês e tem valorização de 17,9% em 2018.

Além das atuações pontuais no mercado à vista, o BC continua realizando diariamente a rolagem dos contratos de swaps cambiais que vencerão em janeiro de 2019. O swap equivale à venda de dólares no mercado futuro. O lote a vencer soma US$ 10,4 bilhões.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Casamento legal

Cade mantém aprovação de compra de fatia da BRF (BRFS3) pela Marfrig (MRFG3)

A conselheira que havia pedido a reabertura da análise da operação mudou de posição e desistiu da reavaliação

SEGURADORA EM APUROS

Vítima de ataque cibernético, Porto Seguro (PSSA3) diz ter restabelecido canais após quase uma semana de instabilidade

Corretores ouvidos pela reportagem disseram que, nos últimos dias, os sistemas da seguradora apresentaram problemas

CRYPTO NEWS

Cotação do bitcoin (BTC) bate recorde histórico — o que fazer com a criptomoeda a partir de agora?

Depois de alguns meses sendo um investimento “ruim”, porque teve 50% de queda, o bitcoin volta a ganhar os holofotes do mercado e as manchetes da mídia especializada

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Auxílio Brasil, recorde do bitcoin, balanço da Tesla e produção da Vale: confira as principais notícias do dia

Com a temporada de balanços americana trazendo resultados animadores, o empurrãozinho em direção a um dia de ganhos poderia ter sido maior, mas não tem como negar que a grande pedra no sapato do investidor brasileiro é o novo programa social pretendido pelo governo federal. O saldo final do pregão de hoje foi positivo, mas […]

Problemas nas refinarias?

Com ameaça de desabastecimento no radar, produção da Petrobras (PETR4) recua 4,1% no 3º trimestre

Antes da divulgação do relatório, a petroleira já havia informado que não teria capacidade para atender, em sua totalidade, os pedidos por fornecimento de combustível em novembro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies