Menu
2019-04-04T12:34:52-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Novo governo

Governo Bolsonaro deve fazer ‘pente-fino’ em regalias como voos da FAB, diz Onyx Lorenzoni

Para futuro ministro da Casa Civil integrantes do primeiro escalão devem se conscientizar em evitar “regalias”, utilizar voos comerciais e restringir uso de cartões corporativos

28 de dezembro de 2018
9:03 - atualizado às 12:34
Onyx Lorenzoni, ministro-chefe da Casa Civil no governo Bolsonaro
Onyx Lorenzoni - Imagem: Roberto Jayme/Estadão Conteúdo

A equipe do presidente eleito, Jair Bolsonaro, discute um pacote de medidas de corte de benefícios a ministros para ser apresentado nas primeiras semanas de 2019. Entre as propostas que o grupo considera de forte apelo popular estão a redução do uso do cartão corporativo e de aeronaves da Força Aérea Brasileira. Em conversas no governo de transição, aliados de Bolsonaro citam escândalos nos governos anteriores envolvendo cartões e viagens a lazer em aviões da FAB.

Em entrevista nesta quinta-feira, 27, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse que, por enquanto, há apenas uma recomendação para que os integrantes do primeiro escalão evitem "regalias".

A sugestão é que os futuros ministros não usem os aviões da FAB especialmente em deslocamentos nos fins de semana a cidades onde possuem residência.

"É um pacto que estamos fazendo para reduzir drasticamente o uso das aeronaves da FAB", disse.

"Todos nós vamos seguir o exemplo do presidente Jair Bolsonaro e andar em avião de carreira, a não ser que seja imprescindível", afirmou.

Lorenzoni se referiu ao período de campanha, quando Bolsonaro viajou apenas em voos comerciais. Depois das eleições, o presidente eleito, por recomendação da segurança, só viaja em aviões da FAB.

A equipe de transição ainda avalia se pretende acabar com cartões corporativos ou restringir seu uso. O futuro ministro da Casa Civil disse que as mudanças serão feitas com "critérios", com base em consultas à Advocacia-Geral da União e à Controladoria-Geral.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

seu dinheiro na sua noite

Vitória do Ibovespa (no segundo tempo)

“O time no segundo tempo ganhou de 2 a 1.” Foi assim que Fernando Diniz, o técnico do São Paulo, reagiu depois da derrota por 4 a 2 para a LDU no meio da semana e que praticamente eliminou a equipe da Libertadores. Diniz preferiu ignorar os 3 a 0 que o time levou na […]

Que modorra!

Bolsa passa por correção, mas zera perdas na reta final do pregão; dólar retoma alta

Principal índice de ações da B3 passou por correção e ignorou durante a maior parte do dia o impulso do setor de tecnologia à bolsa de Nova York

setor público

Reforma administrativa economiza R$ 400 bi até 2034, aponta estudo

Mesmo restringido a reforma apenas a novos servidores, o setor público poderia economizar pelo menos R$ 24,1 bilhões em 2024 com a aprovação das mudanças no seu RH, liberando o governo para investir mais em saúde, educação e segurança pública, segundo centro de estudos

retomada em pauta

Recuperação está longe de concluída, diz presidente do Fed do Kansas

Esther George fez a declaração durante discurso sobre os bancos comunitários, no qual enfatizou o papel destes para dar estabilidade na crise e apoiar a recuperação

EXILE ON WALL STREET

Bife ancho on sale!

Um país com a trajetória fiscal em xeque mais todas as idiossincrasias tupiniquins deveria ser motivo mais do que suficiente para que todo investidor buscasse diversificação no exterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements