Menu
2018-12-20T11:38:28-02:00
Bons dividendos

Acordo de peso da aviação comercial: Embraer pode pagar dividendos de até US$ 1,7 bi após parceria com Boeing

Dividendos extraordinários são uma das informações mais aguardadas por investidores e analistas para verificar se a operação é interessante do ponto de vista econômico e para definir perspectivas futuras, além de votos durante a assembleia para aprovar a transição após aval do governo

20 de dezembro de 2018
10:26 - atualizado às 11:38
Embraer
Imagem: Wikpedia

O mercado amanheceu com uma boa notícia das gigantes aéreas. A Embraer poderá oferecer até US$ 1,7 bilhão de dividendos extraordinários por conta dos recursos obtidos pela Boeing, segundo informações do jornal Valor Econômico. O número está bem acima da média de Us$ 250 milhões de dividendos pagos anualmente.

Os dividendos extraordinários são uma das informações mais aguardadas por investidores e analistas para verificar se a operação é interessante do ponto de vista econômico e para definir perspectivas futuras, além de votos durante a assembleia para aprovar a transição.

Na última segunda-feira, a Embraer anunciou a aprovação junto à Boeing de termos do acordo estratégico que propõe a criação de uma nova empresa no segmento da aviação comercial. Mas a joint venture das duas ainda está sujeita à aprovação do governo brasileiro. Após o anúncio, o Planalto tem até 30 dias para se manifestar sobre o tema, ou seja, tanto o presidente em exercício, Michel Temer, quanto Bolsonaro podem tomar tal decisão.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

coronavírus

Doria anuncia que São Paulo receberá 5 milhões de doses de CoronaVac

Segundo o governador de São Paulo, previsão é de que haja 46 milhões de doses até dezembro

o app dos jovens

TikTok banido dos EUA? Entenda a polêmica em torno do aplicativo

Trump prometeu tirar o aplicativo chinês do país neste domingo, mas medida não deve ser colocada em prática; entenda as razões por trás da ofensiva americana

entrevista

‘Não se pode esperar para cortar privilégio’, diz ex-secretário do Ministério da Economia

Paulo Uebel defende que o Congresso aprove uma regra de transição na proposta da reforma administrativa para incluir o fim dos privilégios que grupo de servidores atuais ainda goza

Aposente-se aos 40 (ou o quanto antes)

100 dias entre o fundo e topo do mercado

Até aqui, 2020 foi o ano de Amyr Klink, em que aqueles que souberam capotar (entre janeiro e o final de março), passaram pela tempestade sem afundar de vez em mar aberto

inflação de alimentos

Após ouvir cobrança, Bolsonaro reforça que preço do arroz não será tabelado

Ministra da Agricultura avisou que atual patamar de preços só deve baixar mesmo a partir de 15 de janeiro, quando entrar a safra brasileira.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements