Menu
2021-02-22T15:51:03-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
outro problema?

Boeing recomenda interrupção de voos com 777 após explosão de motor

Incidente ocorre menos de quatro meses após autoridades americanas liberarem retomada das operações do 737 Max

22 de fevereiro de 2021
15:50 - atualizado às 15:51
Boeing 737-800
Boeing 737-800 - Imagem: Shutterstock

Quando parece que a Boeing resolveu seus problemas, um novo aparece logo na esquina (ou nos céus). Dessa vez envolve as aeronaves 777, modelo que acomoda de 301 a 368 passageiros numa configuração de três classes, com alcance de até 17,4 mil quilômetros.

No sábado (20), a turbina de uma aeronave do tipo 777 – que partiu do Aeroporto Internacional de Denver, no estado americano do Colorado, em direção a Honolulu, no Havaí, com 241 pessoas a bordo – explodiu logo em seguida a decolagem.

Apesar do incidente, com o avião soltando destroços no ar, ninguém ficou ferido no avião ou no solo.

Por conta da situação, a Boeing soltou comunicado no domingo (21) recomendando que as operações com aeronaves 777 que utilizam motores do modelo Pratt & Whtiney 4000-112 sejam suspensas até que as investigações das autoridades aéreas americanas sejam concluídas.

No comunicado, a empresa informa que existem 69 unidades em operação em todo o mundo. De acordo com dados levantados pela rede de televisão americana CNN, as únicas empresas aéreas que possuem esses aviões em suas frotas estão nos Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul.

Assim como a Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês), as autoridades japonesas também ordenaram a suspensão dos voos com a aeronave.

De novo, não

O acidente com o Boeing 777 ocorre menos de quatro meses após a FAA liberar a retomada dos voos com aeronaves 737 Max.

As autoridades de todo mundo ordenaram a paralisação de voos com o modelo depois que a queda de duas unidades, entre 2018 e 2019, primeiro na Indonésia e depois na Etiópia, matarem 346 pessoas.

Os acidentes forçaram a Boeing a realizar uma revisão completa do projeto da aeronave. Uma investigação do Congresso americano concluiu que as quedas do 737 Max foram resultado de falhas da Boeing e falta de supervisão da FAA.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

seu dinheiro na sua noite

No mundo corporativo, quem não diversifica, se trumbica

De uns tempos para cá, uma antiga fala de Warren Buffett tem pipocado nas minhas redes. Nela, o megainvestidor diz que “diversificação não faz sentido para quem sabe o que está fazendo” — e ele, naturalmente, se coloca como um sábio. Longe de mim querer contrariar o oráculo do mercado financeiro, mas é preciso tomar […]

nos ares

Boeing realiza 1º voo do maior avião da família 737 MAX e inicia fase de testes

Empresa vem trabalhando para superar acidentes aéreos envolvendo a família de aviões 737 MAX. No Brasil, a Gol tem um pedido firme do 737-10

pix questionado

Procon-SP notifica bancos por brechas exploradas por ladrões de celulares

São requisitados esclarecimentos sobre dispositivos de segurança, bloqueio, exclusão de dados de forma remota e rastreamento de operações financeiras disponibilizados aos clientes vítimas de furto ou roubo

FECHAMENTO DA SEMANA

Juros futuros são grandes protagonistas da semana e ainda prometem mais emoção; dólar recua 1% e bolsa fica no vermelho

Com Copom duro e a sinalização de uma possível elevação nas taxas de juros nos EUA, os principais contratos de DI dispararam. Na semana, o dólar recuou com o forte fluxo estrangeiro e a bolsa seguiu o ritmo das commodities (mais uma vez)

Calendário completo

Banco Central: veja as datas das reuniões do Copom em 2022

O Copom é o órgão do BC responsável por definir, a cada 45 dias, a taxa básica de juros da economia brasileira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies