Independência do Banco Central vai acabar? Entenda melhor aqui

Cotações por TradingView
2021-09-09T07:14:53-03:00
Estadão Conteúdo
Turbulência no radar

Juiz aceita processo movido por acionistas que acusam Boeing de negligência no caso 737 MAX

Juiz considera que administração da empresa colocou produção rápida e maximização de lucros à frente da segurança

9 de setembro de 2021
6:43 - atualizado às 7:14
miniatura de Boeing 737 MAX
Miniatura de Boeing 737 MAX em exposição em Moscou em julho de 2017 - Imagem: Shutterstock

Um juiz norte-americano aceitou as alegações de acionistas da Boeing de que os diretores da fabricante de aviões não monitoraram adequadamente questões de segurança antes da queda de dois jatos 737 MAX.

Diante da decisão, o juiz determinou que o conselho de administração da Boeing deve enfrentar uma ação judicial de acionistas, segundo informações da agência Dow Jones distribuídas pelo Estadão Conteúdo.

"Em vez de priorizar a segurança, os réus emprestaram sua autoridade de supervisão à agenda da Boeing de produção rápida e maximização de lucros", avaliou o vice-chanceler do Tribunal de Chancelaria de Delaware, Morgan Zurn, ao aceitar as reivindicações dos acionistas.

O juiz também afirmou, em sua decisão, que o conselho de administração da Boeing "mentiu publicamente sobre se e como monitorava a segurança do 737 MAX".

A Boeing, que buscava encerrar o caso, pode recorrer da decisão. Um porta-voz disse que a empresa analisará a decisão antes de decidir seus próximos passos.

O processo é uma repercussão de dois acidentes ocorridos com aeronaves 737 MAX produzidas pela Boeing em 2018 (Indonésia) e 2019 (Etiópia). Juntos, os dois desastres aéreos resultaram na morte de 346 pessoas e obrigaram a suspensão dos voos com o modelo. Investigadores concluíram que ambos os acidentes foram provocados por uma falha em um sistema de controle de voo automatizado conhecido como MCAS.

No início deste ano, a Boeing pagou US$ 2,5 bilhões para arquivar acusações criminais de que teria ocultado informações sobre mudanças no MCAS de funcionários da própria empresa. Apesar disso, a Boeing ainda enfrenta processos de famílias das vítimas e de acionistas.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

ENTREVISTA COM CEO

Log (LOGG3) quebra recordes em 2022 e aposta na venda de galpões para seguir no ‘guinness book’ da logística neste ano

8 de fevereiro de 2023 - 19:24

Meta de entregas batidas, vendas recordes de ativos e o resultado financeiro em um patamar nunca antes registrado marcaram o ano da empresa de galpões logísticos

Petróleo à vontade

Petrobras (PETR4) bate recorde de produção em 2022 e cumpre as metas operacionais para o ano; veja os destaques

8 de fevereiro de 2023 - 19:06

A Petrobras (PETR4) atingiu um novo patamar de produção operada no ano; no refino e vendas, a gasolina e o querosene de aviação foram destaque

FICA TUDO COMO TAVA

Tarcísio barrou: redução de imposto sobre doações e heranças, o ITCMD, é vetado em SP

8 de fevereiro de 2023 - 18:00

Se o projeto de lei tivesse sido sancionado, a tributação cairia de 4% para 1% sobre heranças e para 0,5% nas doações

EMPREGO E REMUNERAÇÃO

Trabalho presencial ou home office: qual modelo paga mais?

8 de fevereiro de 2023 - 17:45

Um levantamento apontou que a diferença salarial é de, em média, 10% entre os dois modelos; vagas remotas têm perdido espaço no mercado de trabalho

SEM PRESSÃO

Padilha entra em cena e coloca panos quentes na relação de Lula com o BC — saiba o que o ministro falou

8 de fevereiro de 2023 - 17:08

Para o chefe da pasta das Relações Institucionais, Lula, por enquanto, traz ao debate os juros altos, pauta compartilhada com os empresários

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies