2019-04-05T09:53:32-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Banco Central

Diretoria do BC de Roberto Campos Neto vai tomando forma

Banco Central (BC) anuncia mudanças nas diretorias de Política Monetária e Organização do Sistema Financeiro

13 de dezembro de 2018
19:31 - atualizado às 9:53
Imagem: Arquivo Pessoal

A diretoria do Banco Central do indicado à presidência da instituição, Roberto Campos Neto, vai tomando forma. Depois de anunciada a permanência de Carlos Viana, atual diretor de Política Econômica, o BC comunica duas novas alterações.

Como Roberto Campos Neto ainda precisa ser formalmente indicado, sabatinado e ter seu nome aprovado pelo Senado, as mudanças são anunciadas pelo atual presidente Ilan Goldfajn, que já avisou que seguirá no comando da instituição até a posse de Campos Neto, colaborando no processo de transição.

Em nota, o BC afirma que Ilan encaminhará ao presidente Michel Temer o pedido de exoneração do diretor Reinaldo Le Grazie, por razões pessoais. Depois de dois anos e meio à frente da diretoria de Política Monetária, Le Grazie deixará suas funções assim que o decreto presidencial for publicado.

Para seu lugar, a equipe de transição do governo Jair Bolsonaro anunciou Bruno Serra Fernandes, indicação que também terá de ser apreciada pelo Senado. Fernandes é economista formado pelo Ibmec, com mestrado em Economia pela USP. Fez carreira no sistema financeiro e atualmente é responsável no Itaú Unibanco pela mesa de renda fixa proprietária.

Entre as atribuições da diretoria de Política Monetária está o acompanhando dos mercados e a realização dos leilões de câmbio e operações compromissadas. A diretoria também está envolvida na modernização do sistema de pagamentos, como cartões e contas digitais.

Como Le Grazie deixa o cargo assim que o decreto for publicado será necessário um rearranjo temporário das diretorias. Assim, Carlos Viana deixa a área de Política Econômica e assume a diretoria de Política Monetária.

O atual diretor de Assuntos Internacionais, Tiago Berriel, acumulará, também, a diretoria de Política Econômica. Assim que Bruno Serra Fernandes for aprovado, Berriel e Viana retornam a seus respectivos postos.

Também a pedido, o diretor Sidnei Corrêa Marques deixará suas funções, depois de oito anos à frente da diretoria de Organização do Sistema Financeiro e de Resolução. A diretoria teve papel central na definição de limitações à compra de participação na XP Investimentos pelo Itaú e também é a responsável pelas liquidações de instituições problemáticas, como o banco Neon.

Marques seguirá na diretoria até que o Senado também aprecie a indicação de João Manoel Pinho de Mello, feita pela equipe de transição. Pinho de Mello é o atual secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda e professor titular do Insper. Ele é formado em administração pública, tem mestrado em economia pela PUC-Rio e PhD em economia pela Universidade de Stanford.

Pinho de Mello atuou intensamente ao lado do BC quando estava na secretaria de Promoção da Produtividade e Advocacia da Concorrência (Seprac) do Ministério das Fazenda, para aprovação da Taxa de Longo Prazo (TLP) que substituiu a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) nos financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Pinho de Mello também defendeu a aprovação do cadastro positivo de crédito nas audiências públicas ao lado do BC entre outras medidas.

“Em nome do Banco Central, o presidente Ilan Goldfajn felicita os novos indicados Bruno Serra Fernandes e João Manoel de Pinho Mello e agradece aos diretores Reinaldo Le Grazie e Sidnei Corrêa Marques pelos relevantes serviços prestados ao Banco Central e, especialmente, à Diretoria Colegiada”, diz a nota do BC.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Tartaruga x lebre

Warren Buffett está prestes a bater o retorno do fundo de empresas de tecnologia que brilhou na crise

As ações da Berkshire Hathaway, holding do bilionário, conseguiram lentamente se aproximar do retorno do ARK Innovation ETF, da badalada gestora Cathie Wood

Concurso 2446

Mega Sena acumula; confira os números sorteados e a previsão de prêmio para o próximo concurso

As dezenas sorteadas do concurso 2446 da Mega Sena foram 1-13-27-41-51-58. Próximo sorteio acontece no dia 25 de janeiro

Em busca de liquidez

WDC Livetech da Bahia (LVTC3) fará oferta para destravar negociações com ações para o pequeno investidor

Os papéis da WDC estrearam na B3 em julho do ano passado em oferta de ações restrita a investidores profissionais

Criptocrash

O que acontece com o bitcoin? 4 razões para o novo crash do mercado de criptomoedas

O bitcoin não é o mesmo desde que atingiu a máxima histórica de quase US$ 70 mil no início de novembro. Saiba as razões para o mau momento do mercado cripto

Sonho mais distante

Carro zero mais barato agora custa pelo menos 40 salários mínimos

Com alta de 27%, salário mínimo não conseguiu acompanhar o salto três vezes maior no período (83%) do preço do carro zero mais barato; confira