Menu
2019-04-04T14:10:27-03:00
Estadão Conteúdo
Captações no Brasil e lá fora

Ofertas no mercado de capitais somam R$ 217,4 bilhões em nove meses, diz Anbima

Volume ficou 9% acima do mesmo período do ano passado e é maior que a média dos últimos cinco anos

11 de outubro de 2018
14:29 - atualizado às 14:10
inflação-real
Mercado doméstico de renda fixa e híbridos puxou o crescimento da entrada de capitais - Imagem: Shutterstock

O volume de captações feitas no mercado doméstico e externo atingiu R$ 217,4 bilhões no período de janeiro a setembro deste ano, 9% acima do mesmo período do ano passado e maior que a média dos últimos cinco anos de R$ 177,6 bilhões, informou a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (Anbima).

O mercado doméstico de renda fixa e híbridos puxou o crescimento, somando R$ 162,3 bilhões nos nove meses de 2018, um aumento de 52% frente ao mesmo período do ano passado. As captações de renda variável cederam 77% de janeiro a setembro deste ano, para R$ 6,9 bilhões, enquanto as ofertas de renda fixa no mercado externo diminuíram 24%, para R$ 48,2 bilhões.

O diretor da Anbima, José Eduardo Laloni, destacou o crescimento das debêntures incentivadas nas ofertas feitas em renda fixa, que, de acordo com ele, passaram a representar uma parcela relevante, mesmo sendo um mercado maior em relação aos anos anteriores.

Nos primeiros nove meses, as debêntures incentivadas somaram R$ 15,8 bilhões, contra R$ 5,3 bilhões no mesmo intervalo de 2017. O setor de energia elétrica representou 72% das emissões de debêntures incentivadas, contra 60% no mesmo período do ano passado.

Laloni chamou atenção ao fato de que a estabilidade do juro e a baixa inflação se refletiram nos prazos médios das captações de debêntures, que passou de 4,6 anos de janeiro a setembro do ano passado para 6,2 anos no mesmo período deste ano.

Ele frisou ainda o salto nas ofertas de 10 anos, puxadas pelas debêntures incentivadas, que passaram a representar 14,4% de todas as operações dessa categoria de janeiro a setembro deste ano, em relação aos 5,8% do mesmo período do ano passado.

As pessoas físicas, os estrangeiros e os intermediários lideram as compras das debêntures, de acordo com relatório da Anbima. Destaque aos intermediários que tiveram participação maior, de 39,8% nos primeiros nove meses deste ano, contra 30,6% em 2017.

"O mercado de debêntures de infraestrutura cresceu muito e vários players, como os intermediários das ofertas, as plataformas digitais, assim como os estrangeiros apareceram", comentou. "A base de investidores está diversificada e todos os potenciais têm participado das ofertas", acrescentou Laloni.

Outro ponto identificado pelo levantamento foi o fato de que boa parte das operações estruturadas foi parar nas mãos dos investidores finais, ou seja, distribuídos ao mercado.

De janeiro a setembro, 53,7% das ofertas de debêntures foram distribuídas, abaixo dos 71,3% do mesmo período do ano passado. Mas para Laloni, o fato de estar acima de 50% segue mostrando a maturidade do mercado.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Mercados hoje

Ibovespa é pressionado pelo cenário político-fiscal e abre o dia em queda

Com o cenário político-fiscal pesado, o mercado brasileiro acaba sucumbindo às pressões. No exterior, inflação dos Estados Unidos é destaque

Exile on Wall Street

Meu professor polvo

Desenvolvi um hábito peculiar. Quando preciso ter algum papo difícil com alguém ou há entre mim e alguma pessoa querida algum entrevero, mínima rusga que seja, envio um vinho português chamado “Conversa” e convido para o diálogo. É um gesto carinhoso, de afeto. Mas — confesso — é também um pouco egoísta e parte de […]

Subindo forte

Mercado Bitcoin dá mais um passo para IPO; criptomoeda dispara e bate novo recorde

Os números preliminares apontam para uma valorização entre R$ 10 bilhões e R$ 15 bilhões, que levam em conta dados do exterior e ritmo de crescimento

O melhor do Seu Dinheiro

Do zero aos 50 milhões (e contando)

Eu não faço a menor ideia de quais aplicativos você tem instalados no seu celular. Mas me arriscaria a dizer que um deles é o do PicPay. Se por acaso eu acertei o palpite, não foi por nenhuma força sobrenatural, mas por uma mera questão estatística. Afinal, a carteira digital criada em 2012 por três […]

Avanço da pandemia

Brasil registra 13,5 milhões de casos de covid-19 e 354,6 mil óbitos

Número de recuperados é de quase 12 milhões – 88,5% do total

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies