Menu
2019-06-26T10:02:16+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Ninguém se mete nos juros

Presidente do Fed alfineta Trump e fala em danos “quando a política monetária se inclina a interesses”

Jerome Powell enfatizou a independência da autoridade monetária dos Estados Unidos nesta quarta-feira

25 de junho de 2019
15:28 - atualizado às 10:02
Jerome Powell, presidente do Fed
O presidente do Fed, Jerome Powell, está pronto para atuar visando manter a expansão da economia americana. - Imagem: Fed

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Jerome Powell, enfatizou a independência da autoridade monetária dos Estados Unidos nesta quarta-feira e disse que o Congresso americano "isolou" o Fed das pressões políticas de curto prazo "porque viu o dano que frequentemente surge quando a nossa política se inclina a interesses políticos de curto prazo".

Os comentários de Powell vêm em meio a pressões crescentes por parte da Casa Branca para que o banco central dos EUA efetue cortes nas taxas de juros.

Em discurso feito no Conselho de Relações Exteriores, Powell apontou que a política monetária não deve reagir a nenhum dado pontual ou a oscilações de curto prazo no sentimento.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Ele, contudo, relatou que o Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês) julga no momento que o argumento para políticas mais acomodatícias se fortaleceu nos EUA.

De acordo com Powell, o Fed irá monitorar dados e agir apropriadamente para sustentar a expansão econômica nos EUA, um apontamento semelhante ao feito por ele na semana passada, após a reunião do FOMC.

Powell também disse que a perspectiva para a economia americana mudou desde o início de maio, quando o Fed não viu um cenário forte para mudanças nas taxas de juros.

Ele apontou que as taxas estão mais baixas do que no passado globalmente "e provavelmente permanecerão assim", além de ter ressaltado que tanto o comércio quanto as preocupações com o crescimento da economia mundial ressurgiram e adicionaram incerteza à economia.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

A FONTE DO PROBLEMA

“Desigualdade tem de ser combatida no imposto de renda”, diz Orair

No primeiro trimestre deste ano, a desigualdade de renda dos trabalhadores brasileiros atingiu seu maior nível em pelo menos sete anos

5º MAIS RICO DO MUNDO

Carlos Slim, o bilionário que lucrou com um monopólio e virou o ‘dono do México’

Com conglomerado de mais de 200 empresas, empresário acumulou fortuna de US$ 60 bilhões, que equivale a 6% do PIB do país, e se tornou o quinto homem mais rico do mundo.

MAIS UMA

Bolsonaro afirma que governadores do Nordeste tentam manipular eleitor

O uso de um termo pejorativo para se referir aos nordestinos provocou a reação de governadores da região, que manifestaram “espanto e profunda indignação”

BNDES

Com BNDES menor, pode faltar crédito para investimento

O patamar de desembolsos em torno de R$ 70 bilhões por ano, sinalizado pelo novo presidente, equivale a 1% do Produto Interno Bruto, menor nível em 20 anos.

Boa notícia

Risco volta ao nível de quando país tinha selo de bom pagador

Além do avanço na reforma previdenciária, contribuiu para a redução do risco país o cenário de um mercado internacional mais calmo

Bandeira eleitoral

Tema “corrupção” perde espaço no Twitter de Bolsonaro

Depois de assumir o poder, o assunto perdeu espaço em sua timeline e, segundo levantamento no perfil do presidente, apareceu em apenas 1,4% das postagens.

Uma dose de realismo

Bilionários garantem: este é o melhor momento para se estar vivo

Bill Gates, Warren Buffett, Elon Musk e Barack Obama são categóricos: se você pudesse escolher qualquer momento na história para nascer, seria este.

Promessa é dívida

MAIS LIDAS: Oi e FGTS foram as grandes promessas da semana

São elas: a liberação do saque do FGTS pelo governo Bolsonaro e o plano da diretoria da Oi de tirar a empresa do buraco. Confira

Dá para se arrepender?

Opção do saque do FGTS será reversível

A ideia é que a nova opção de saque permita ao trabalhador resgatar uma parcela em troca de abrir mão da retirada de todo o fundo caso seja demitido sem justa causa

o novo sempre vem

Novo Mercado, nível 1 ou 2: Diga-me a governança da ação e eu te digo quais são os direitos do investidor

Segmento da B3 estabeleceu maior nível de governança entre as empresas e amenizou conflitos entre minoritários e controladores; são hoje 142 empresas no Novo Mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements