Menu
2019-07-16T11:05:35-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
risk-on

Para 90% dos gestores, Ibovespa termina o ano acima dos 110 mil pontos

Pesquisa do Bank of America Merrill Lynch também mostra que câmbio deve ficar entre R$ 3,6 a R$ 3,8 e Selic entre 5,5% e 6%

16 de julho de 2019
11:05
Bull-Bovespa touro
Imagem: Andrei Morais / Montagem/Shutterstock

Depois do desânimo de maio, a percepção dos gestores com relação ao Brasil passou por firme recuperação, acompanhando o avanço da reforma da Previdência. Pesquisa do Bank of America Merrill Lynch mostra que quase 90% deles acreditam em Ibovespa acima dos 110 mil pontos até o fim do ano (48% em junho), dólar entre R$ 3,6 e 3,8 e Selic na faixa de 5,5% a 6% ao ano.

Desde as mínimas registradas em maio, o índice MSCI Brasil acumula alta de 25% contra uma valorização de 6% do MSCI para países emergentes. Segundo o banco, o momento é de tomada de risco (risk-on), com menores níveis de caixa, maiores exposições ao mercado e menores posições defensivas.

A pesquisa também mostra que os investidores estão se posicionando para uma retomada do consumo, com mais gestores ampliando posições em ações do setor. Também há aumento de exposição ao setor financeiro.

Previdência

Com a aprovação em primeiro turno da reforma da Previdência, os investidores subiram a barra com relação à economia que seria vista como satisfatória. Até então, algo na linha dos R$ 700 bilhões era visto como positivo.

Agora, a linha subiu para R$ 900 bilhões, indicando que os gestores não acreditam em desidratação da reforma nas etapas que faltam (segundo turno na Câmara e Senado). A aprovação final do texto acontecerá no terceiro trimestre para 77% dos entrevistados, contra 55% em junho.

Para ter uma avaliação ainda mais positiva com relação ao país, 40% dos gestores esperam progresso em outras reformas (30% em junho) e outros 37% falam em crescimento econômico mais forte (44% em junho).

Os investidores continuam acreditando que o país vai retomar o grau de investimento, mas há grande divisão com relação ao timing. Quase metade trabalha com 2021, 20% acredita em 2022 e o restante acredita que isso só acontece em 2023 ou depois.

Riscos

Perguntados sobre quais os maiores riscos para o cenário na América Latina, 23% citaram a guerra comercial, outros 20% apontaram uma desaceleração na economia chinesa, com reflexo no preço das commodities, e outros 20% citaram possíveis erros de política do Federal Reserve (Fed), banco central americano.

Pesquisa Global

A melhora de percepção não é exclusividade do Brasil. Na sondagem com gestores globais, caiu de 50% para 30% a fatia de gestores que acredita em menor crescimento global nos próximos 12 meses.

Os gestores também ampliaram a alocação no mercado de ações, saindo de “abaixo da média”, para 10% “acima da média”.

“O aceno do Fed e a trégua na guerra comercial levaram os investidores a reduzir posição em caixa e tomar risco. Mas as expectativas de menores lucros e redução de endividamento continuam dominando o sentimento”, disse o estrategista-chefe do banco, Michael Hartnett, em nota.

O que gestores não enxergam é inflação, já que apenas 1% acredita em aumento nos índices de preços ao longo dos próximos 12 meses.

Os gestores mostram preocupação com o endividamento das empresas (48%), e para 73% deles o atual ciclo de negócios representa um risco para a estabilidade financeira, maior leitura em oito anos.

A pesquisa foi feita entre os dias 5 e 11 de julho com 207 gestores responsáveis por US$ 598 bilhões. Participaram da pesquisa global 162 gestores, com US$ 489 bilhões. As pesquisas regionais tiveram 102 participantes, com US$ 242 bilhões.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

A terceira onda. Um novo milagre econômico vem por aí?

Tudo indica que um novo bull market das commodities esteja começando. E, como das outras vezes, isso será extremamente benéfico para o Brasil

Oxford Economics eleva previsão de crescimento do PIB do Brasil em 2020 para 2%

Casa avalia que as recentes tarifas sobre o aço e alumínio brasileiro não devem atrapalhar a recuperação da atividade, que vem ganhando fôlego

Marfrig confirma oferta subsequente de ações que pode somar R$ 3,3 bi

A oferta será primária e inclui um lote secundário, para a venda de ações detidas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES)

BLACK WEEK

MAIS LIDAS: Quem bombou na Black Friday?

Meus vizinhos se empolgaram na Black Friday. E não foram só eles: os números do varejo mostram um crescimento considerável na edição deste ano

Ex-presidente da Bayer no Brasil cria startup de cannabis

Em voo solo, há quase um ano e meio, empresário prepara-se para voltar ao setor, desta vez em um segmento em franco crescimento

Calças curtas

Por que o bilionário Elon Musk tem “pouco” dinheiro

A maior parte do patrimônio do bilionário sul-africano está colocada nos mesmos cavalos. Entenda

E o ano nem acabou!

Fundos imobiliários e ações já têm captação recorde em 2019

Volumes captados por fundos imobiliários e ofertas de ações até novembro deste ano já são os maiores das suas séries históricas, segundo dados da Anbima

DE OLHO NA CARNE

Ministério da Agricultura diz que preço da carne caiu 9% desde início do mês

A ministra Tereza Cristina ressaltou que o preço da proteína está se ajustando e que deve se estabilizar

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

A segunda vida da bolsa

Entre as muitas histórias geniais de Machado de Assis, uma das minhas favoritas é um conto chamado “A Segunda Vida”, sobre um homem que diz ter morrido e voltado para uma nova existência aqui na Terra. O escritor se vale de uma premissa que parece sobrenatural para tratar de um tema bem próximo de todos […]

MARCO DO SANEAMENTO

Para BNDES, não faltam recursos para o Brasil investir no setor de saneamento

Montezano afirmou que o novo marco regulatório do saneamento, que está tramitando no Congresso, vai abrir uma nova fase no banco

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements