🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Carolina Gama
Formada em jornalismo pela Cásper Líbero, já trabalhou em redações de economia de jornais como DCI e em agências de tempo real como a CMA. Já passou por rádios populares e ganhou prêmio em Portugal.
ELEIÇÕES NOS EUA

Um substituto para Biden: democratas já teriam um novo nome para concorrer contra Trump

O atual presidente ainda não desistiu da eleição de 5 de novembro, mas membros de seu partido se preparam para um possível troca de candidatos

Carolina Gama
3 de julho de 2024
20:00 - atualizado às 15:24
O presidente dos EUA, Joe Biden, sentado e apoiado em uma mesa, com uma caneta na mão, pensativo
O presidente dos EUA, Joe Biden - Imagem: Flickr Casa Branca

Os próximos dias são decisivos para manter a campanha democrata viva na disputa pela Casa Branca, marcada para 5 de novembro. E quem diz isso é o próprio presidente dos EUA, Joe Biden, que tenta a reeleição, mas esbarra no desempenho desastroso do primeiro debate contra Donald Trump.

De um lado, Biden segue empenhado em lutar para seguir no cargo, mas entende que precisa se sair bem nas próximas aparições públicas. De outro, o Partido Democrata mexe os pauzinhos nos bastidores para encontrar um substituto — e parece que já encontrou.

De acordo com fontes da campanha de Biden, da Casa Branca e do Comitê Nacional Democrata, a vice-presidente Kamala Harris é a principal alternativa para substituir Biden caso ele decida desistir. 

Alguns democratas influentes apresentaram alternativas além de Harris, incluindo membros populares do gabinete e governadores democratas como Gavin Newsom, da Califórnia; Gretchen Whitmer, do Michigan; e Josh Shapiro, da Pensilvânia. 

  • VOCÊ JÁ DOLARIZOU SEU PATRIMÔNIO? A Empiricus Research está liberando uma carteira gratuita com 10 ações americanas pra comprar agora. Clique aqui e acesse.

Kamala Harris candidata?

Se for nomeada a candidata do partido, Harris assumirá o controle do dinheiro arrecadado e herda a infraestrutura de campanha de Biden. 

Ela também tem o maior reconhecimento de nome entre todas as alternativas e a maior votação entre os democratas que poderiam ser seriamente considerados candidatos, de acordo com as fontes.

Em uma pesquisa Reuters/Ipsos publicada na terça-feira (2), Harris estava um ponto percentual atrás de Trump, com 42% a 43%, uma diferença dentro da margem de erro de 3,5 pontos percentuais da pesquisa, um resultado estatisticamente tão forte quanto o de Biden.

Além disso, o deputado Jim Clyburn — que foi fundamental para a vitória de Biden em 2020 — disse à MSNBC que apoiaria Harris para ser a candidata democrata se Biden se afastasse.

Harris ainda tem outro ponto forte: vários estrategistas democratas acreditam, por exemplo, que trocar a primeira vice-presidente preta por outro candidato levaria a uma reação negativa dos eleitores pretos e das mulheres, que são fundamentais para qualquer vitória democrata. 

"Ela apela aos segmentos onde a coligação de Biden está com maior dificuldade", disse o analista político John King na transmissão da CNN, a televisão norte-americana que moderou o encontro. "É um ativo que devia ter sido alavancado desde o primeiro dia", acrescentou.

'PENSEI QUE SERIA AQUELE FAMOSO 7X1': TRUMP OU BIDEN, QUEM SAIU GANHANDO NO DEBATE? VEJA DESTAQUES

Os ventos contrários e um alvo nas costas

Harris, no entanto, ainda enfrenta ventos contrários. Alguns democratas influentes têm pouca fé de que ela possa derrotar Trump. 

Ainda no ano passado, muitos dentro da Casa Branca e da campanha de Biden temiam, em particular, que ela fosse um risco para a campanha.

Os índices de aprovação de Harris oscilam abaixo dos 40%, de acordo com pesquisas recentes, embora ela e Biden tenham probabilidades semelhantes de derrotar Trump.

A vice-presidente também tem sido alvo consistente dos meios de comunicação republicanos e conservadores em ataques que muitos aliados consideram sexistas e racistas.

Kamala Harris não se ajuda

Assim como Biden, Harris também não escapou de inúmeras gafes que deixam dúvida sobre uma possível nomeação democrata. 

Além de seus discursos questionáveis, Harris provoca desaprovação por seus maneirismos — rindo enquanto compartilhava pensamentos durante coletivas de imprensa e outras aparições públicas.

Um exemplo desses aconteceu quando ela foi considerada insensível depois de rir ao ser questionada sobre se os EUA aceitariam refugiados da Ucrânia devastada pela guerra.

Os discursos dela também são criticados pelo excesso de repetição, como quando ela falou mais de quatro vezes sobre fornecer internet de alta velocidade à Louisiana.

Os usuários do X não perdoaram. “Você poderia pensar que agora ela teria um assessor para dizer: 'Talvez não devêssemos repetir a mesma palavra cinco vezes na mesma frase'”, disse deles, zombando do discurso.

Harris também já trocou o número de vítimas fatais da covid-19 nos EUA e é conhecida por confusões em respostas durante coletivas.

*Com informações da Reuters

Compartilhe

ELEIÇÕES NOS EUA

Não deu para Biden: presidente dos EUA cede à pressão e desiste da reeleição — saiba o que acontece daqui para frente 

21 de julho de 2024 - 15:44

No que depender de Biden, sua vice Kamala Harris deve ser o nome do partido para enfrentar Donald Trump nas urnas em 5 de novembro; Trump se manifesta sobre a desistência

ATUALIZANDO O PORTFÓLIO

Por que Warren Buffett decidiu vender US$ 1,48 bilhão em ações de um bancão norte-americano

20 de julho de 2024 - 17:48

A Berkshire Hathaway vendeu cerca de 33,9 milhões de ações desta instituição financeira em diversas transações nesta semana

MELHORES MOMENTOS GIRO DO MERCADO

Trump mais vivo do que nunca: os impactos no dólar, cripto e juros — e os principais riscos da provável vitória do republicano 

19 de julho de 2024 - 18:14

Donald Trump saiu do atentado do último sábado mais vivo do que nunca. Agora, se já não era antes, o republicano é o nome mais forte na corrida e provavelmente voltará a ocupar a Casa Branca — e os mercados já estão tentando prever os impactos disso.  A percepção de que o ex-presidente saiu ganhando […]

ELEIÇÕES NOS EUA

Pseudoconciliação e promessa de deportação em massa: o que você precisa saber sobre o último discurso de Trump

19 de julho de 2024 - 11:10

Donald Trump discursou no fim da noite de quinta-feira ao aceitar a indicação do Partido Republicano para concorrer à presidência dos EUA em novembro

UNINDO FORÇAS

O “quarteto mortal”: os países que vão tirar o sono dos EUA e da Europa e podem levar a uma nova guerra global

18 de julho de 2024 - 19:58

Especialistas destacam o poder econômico do Ocidente, mas reconhecem que a missão de conter o avanço do grupo de quatro países não é fácil

MAIS POLÊMICA

CEO de empresa ligada à rede social de Trump é alvo de investigação por fraude nos Estados Unidos

18 de julho de 2024 - 14:00

Patrick Orlando é acusado pela SEC americana de mentir sobre os planos de sua “companhia do cheque em branco” de se fundir com a startup por trás da Truth Social

Restrição monetária

Lagarde mantém juros restritivos na Europa e diz o que é preciso para as taxas baixarem

18 de julho de 2024 - 13:07

Banco Central Europeu procura trazer a inflação da zona do euro para a meta de 2%

ELEIÇÕES NOS EUA

Biden revela o que o faria desistir de disputar presidência contra Trump em entrevista divulgada horas após diagnóstico de covid

18 de julho de 2024 - 10:59

Biden recebeu diagnóstico de infecção por covid-19 na quarta-feira e precisou interromper sua campanha à reeleição

MILES GUO

Ex-magnata chinês aliado de Steve Bannon é condenado por fraude bilionária nos EUA

17 de julho de 2024 - 15:00

Miles Guo vivia exilado nos Estados Unidos e é crítico do Partido Comunista chinês

CABO DE GUERRA

A disputa pelo fundo do mar: a próxima fronteira da briga tecnológica entre EUA e China

16 de julho de 2024 - 20:00

Projetados para transportar conexões de dados e telecomunicações entre continentes, os cabos submarinos se tornaram uma nova fonte para conflitos geopolíticos

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar