🔴 03/06 – ‘GATILHO’ PARA BUSCAR ATÉ R$ 2 MILHÕES COM CRIPTOMOEDAS PODE SER DISPARADO – SAVE THE DATE

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
DIMINUIU!

Ficou mais barato: Petrobras (PETR4) baixa o preço da gasolina e do diesel para as distribuidoras; veja quando redução começa a valer

A mudança acontece um dia depois de o governo Lula anunciar que vai voltar a cobrar impostos federais sobre os combustíveis

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
28 de fevereiro de 2023
13:23 - atualizado às 13:50
combustíveis icms
Imagem: Reprodução

Um dia após o governo anunciar que voltará a cobrar impostos federais sobre os combustíveis, a Petrobras (PETR4) decidiu baixar o preço da gasolina e do diesel nas distribuidoras para amenizar o impacto da taxação federal.

Com a mudança, o preço vai passar de R$ 3,31 para R$ 3,18 por litro a partir de amanhã (1). Isso significa uma redução de R$ 0,13 por litro, ou um corte de 3,93% no valor até então praticado pela estatal.

Considerando a mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor será, em média, R$ 2,32 a cada litro vendido na bomba.

Para o diesel A, o preço médio de venda da Petrobras para as distribuidoras passará de R$ 4,10 para R$ 4,02 por litro, um corte de R$ 0,08 por litro, ou 1,95% de redução. 

Se levarmos em conta a mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel para a composição do diesel comercializado nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor será, em média, R$ 3,62 a cada litro vendido na bomba.

Com a palavra, a Petrobras

No comunicado com a redução, a Petrobras reafirma que tem como principal balizador a busca pelo equilíbrio dos preços praticados nos mercados nacional e internacional, por meio de uma convergência gradual.

"A companhia, na formação de preços de derivados de petróleo e gás natural no mercado interno, busca evitar o repasse da volatilidade conjuntural das cotações e da taxa de câmbio, ao passo que preserva um ambiente competitivo salutar nos termos da legislação vigente", diz a nota.

  • Por que estamos no momento ideal para poder ganhar dinheiro com dividendos? O Seu Dinheiro preparou 3 aulas exclusivas para te ensinar como buscar renda extra com as melhores ações pagadoras da Bolsa. [ACESSE AQUI GRATUITAMENTE]

Os impostos vão voltar

A Petrobras anunciou a redução dos preços da gasolina e do diesel no último dia da desoneração do PIS, da Cofins e da Cide sobre os combustíveis.

A decisão de voltar com a taxação — adotada por Jair Bolsonaro de olho na reeleição e mantida pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva no início do ano — foi anunciada ontem (27) pelo governo depois de muito impasse e pressão da ala política para que a cobrança não fosse retomada.

Lula teve que escolher entre o custo político de aumentar o preço dos combustíveis e a pressão fiscal, e acabou optando por garantir uma arrecadação de R$ 28,9 bilhões para os cofres públicos.

Com o fim da desoneração, a cobrança de 75% de tributos sobre a gasolina e de 21% sobre etanol será retomada amanhã.

Compartilhe

FABRICANTE DE CHIPS

É hoje! Veja o que analistas esperam do balanço da Nvidia: crescimento da gigante da Inteligência Artificial perdeu vapor?

22 de maio de 2024 - 11:02

Dados consensuais da Bloomberg apontam para uma expectativa de crescimento de 400% do lucros em comparação ao trimestre imediatamente anterior

O boi Subiu no telhado?

Sinal vermelho para a Minerva (BEEF3): autoridade uruguaia barra compra de plantas de abate da Marfrig (MRFG3) no país

21 de maio de 2024 - 18:38

O negócio faz parte de uma transação de R$ 7,5 bilhões anunciada em agosto do ano passado; Minerva deve recorrer da decisão

LUCHA LIBRE DAS FINTECHS

Como o Mercado Livre (MELI34) pretende enfrentar o Nubank em disputa pelo mercado do México

21 de maio de 2024 - 17:26

O Mercado Pago está em busca de uma licença bancária para se estabelecer como “o maior banco digital do México”, em uma briga direta com o Nu

FICOU BARATA?

Ação da Suzano não para de cair na B3 — e esse bancão vê dois futuros possíveis para SUZB3. É hora de abocanhar os papéis?

21 de maio de 2024 - 12:28

O BTG Pactual acredita que a intensa desvalorização recente abriu uma oportunidade de se tornar sócio da companhia a preços muito baixos — mas há riscos no radar

NADANDO COM TUBARÕES

Adeus, Shark Tank? Justiça acata recuperação judicial da Polishop, de João Appolinário

21 de maio de 2024 - 12:16

Em meio a cobranças e ações de despejo, recuperação judicial protege a Polishop de seus credores por 180 dias

TENTATIVA DE RECUPERAÇÃO

Unigel obtém acordo com credores para reestruturar dívida de mais de R$ 4 bilhões

21 de maio de 2024 - 9:40

A empresa de químicos começou a romper compromissos com alguns credores em setembro de 2023, antes de entrar com a proposta de recuperação

REPORTAGEM ESPECIAL

Pão de Açúcar (PCAR3) volta às origens e tenta se reinventar após “desmanche” no fim da era Casino

21 de maio de 2024 - 6:19

Situação do Pão de Açúcar pode mudar à medida que a atual administração consiga trazer a operação de volta à rentabilidade; saiba o que esperar das ações da rede de supermercados

AVAL DOS MUNICÍPIOS

Sinal verde para privatização: Municípios de SP aprovam “último passo” para desestatizar a Sabesp (SBSP3)

20 de maio de 2024 - 18:47

No passo final do processo de desestatização, centenas de prefeitos de São Paulo assinaram um contrato unificado com a companhia de saneamento

DE OLHO NAS REDES

Interferência na Petrobras ainda vai longe? Os planos de Lula para a empresa não agradam nem um pouco o mercado — e agora? 

20 de maio de 2024 - 18:11

Os ruídos dentro na Petrobras (PETR4) não são de agora e a principal preocupação do investidor de PETR4 é a influência do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na estatal.  Enquanto o governo quer que a estatal faça cada vez mais investimentos, o mercado enxerga que isso pode ser um perigo, dado o risco de […]

ENTENDA O IMBRÓGLIO

Vibra (VBBR3) compra seu edifício-sede no Rio, mas transação causa impasse para investidores de CRI e fundos imobiliários

20 de maio de 2024 - 17:02

Não se trata de um calote como os vistos no mercado de CRI no ano passado, mas sim de uma situação muito mais complexa do ponto de vista jurídico

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar