2022-04-26T13:08:58-03:00
Carolina Gama
PÓDIO DO VAREJO

Arezzo (ARZZ3), Centauro (SBFG3) ou Renner (LREN3)? Qual varejista vai ganhar a corrida dos resultados do 1T22?

O Credit Suisse espera que os números das três empresas sejam bem recebidos pelo mercado, mas uma delas vai ocupar o lugar mais alto do pódio; saiba qual

26 de abril de 2022
13:08
Arezzo&Co (ARZZ3)
Arezzo&Co (ARZZ3) - Imagem: Divulgação

Arezzo (ARZZ3), Grupo SBF (SBFG3) — dono da Centauro —, e Lojas Renner (LREN3) divulgam na próxima semana os resultados referentes ao primeiro trimestre de 2022. A expectativa do Credit Suisse é que os números, de maneira geral, sejam bem recebidos pelo mercado, mas quem vencerá essa corrida de resultados?

Segundo o banco suíço, as três varejistas cruzarão a linha de chegada empatadas na modalidade tendência de vendas e qualidade; ou seja, a margem bruta deve ser boa para todas elas. 

O Credit Suisse lembra, no entanto, que a comparação com o primeiro trimestre de 2021 é favorável, já que os primeiros três meses do ano passado ainda traziam o efeito da pandemia de covid-19. 

Mas quem ocupará o lugar mais alto desse pódio é a Arezzo, de acordo com o banco. O segundo lugar ficará com o Grupo SBF e o terceiro lugar, com a Lojas Renner. Confira o calendário de balanços do primeiro trimestre.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

Arezzo (ARZZ3): a vencedora da corrida de resultados

A Arezzo (ARZZ3) deve cruzar a linha de chegada em primeiro lugar, segundo o Credit Suisse, graças a um crescimento previsto de 68% no faturamento na comparação anual e uma margem Ebitda 130 pontos-base maior com relação ao primeiro trimestre de 2019. 

O banco segue otimista com a empresa no segundo trimestre de 2022, que deve trazer resultados tão robustos quanto os de trimestres anteriores — com expectativa de fortes vendas no Dia das Mães. 

Além disso, o Credit Suisse afirma que as vendas da Arezzo referentes às operações nos EUA no primeiro trimestre devem indicar uma aceleração que levará à revisão desse indicador no ano de 2022 de forma geral. O banco projeta R$ 500 milhões para as vendas no ano. 

As ações ARZZ3 operam em baixa de 3,37% hoje, cotadas a R$ 88,93. No ano, os papéis acumulam alta de 15,8% e, em 12 meses, de 17,6%. 

Dono da Centuro (SBFG3) é o segundo lugar no pódio

Atrás da Arezzo, o Grupo SBF (SBFG3), dono da Centauro, aparece em segundo lugar no pódio do Credit Suisse. O banco espera um crescimento de 54% no faturamento entre janeiro e março deste ano na comparação anual. 

Já a margem Ebitda deve ficar praticamente estável em relação aos primeiros três meses de 2019, segundo as projeções. 

No futuro do SBF, o banco suíço destaca o trabalho nas operações da Fisia — a distribuidora oficial da Nike no Brasil —, cuja estimativa é de crescimento de 80% da receita em termos anuais. 

Além disso, o dono da Centauro deverá contar com margens brutas saudáveis e bons indícios de aceleração das vendas para o segundo trimestre — com espaço para revisão para cima. 

Por volta de 12h37, as ações SBFG3 operavam em queda de 3,22%, a R$ 24,37. No ano, os papéis acumulam ganho de 6,9% e, em 12 meses, queda de 9,14%. 

Lojas Renner (LREN3) chega por último

Entre as três varejistas na corrida do Credit Suisse, a Lojas Renner (LREN3) será a última a cruzar a linha de chegada. 

O banco projeta um crescimento da receita de 62% em base anual e uma margem Ebitda ajustada 820 pontos-base menor com relação ao primeiro trimestre de 2019. Confira o resultado da Renner no quarto trimestre.

Segundo o Credit Suisse, a pressão de rentabilidade não é nova para a Renner, mas sua magnitude pode chamar a atenção novamente. 

Por outro lado, o banco espera que os indicadores operacionais subjacentes venham em boa forma, com desempenho de vendas acelerado mês a mês e margem bruta acima do número anteriormente esperado — apesar das pressões relacionadas ao câmbio e à inflação sobre os custos de entrada e frete.

Por volta de 12h40, as ações LREN3 caíam 1,48%, cotadas a R$ 24,63. No ano, os papéis acumulam ganho de 1,65%, mas em 12 meses a perda é de 31,61%. 

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

NOVO MODELO DE NEGÓCIOS

Varejo adota ‘loja-contêiner’ para fugir dos custos de shoppings e aluguéis; conheça o que são os estabelecimentos modulares

A estreante no formato é a Chilli Beans, de óculos de sol. “Acho que não teria uma Eco Chilli se não houvesse pandemia”, afirma o CEO, Caito Maia

NÃO MEXE NO MEU QUEIJO

Membros do mercado financeiro defendem Lei das Estatais em documento enviado ao ao Congresso; revogação seria ‘retrocesso’

O texto também cita o relatório de 2020 em que a OCDE afirma que a Lei das Estatais deixou os conselhos de empresas públicas mais independentes de interferências

NESTA SEGUNDA-FEIRA

Governador de São Paulo fará coletiva nesta segunda-feira após Bolsonaro aprovar isenção do ICMS sem garantia de compensação aos estados

O presidente da República vetou o fundo de ajuda aos estados após sancionar o teto do imposto estadual

SEU DOMINGO EM CRIPTO

‘Compre na baixa’ anima e bitcoin (BTC) busca os US$ 22 mil; criptomoedas aguardam semana de olho no Fed

Entre os destaques da próxima semana estão o avanço dos juros nos Estados Unidos e um possível default da Rússia

DE OLHO NO FUTURO

Goldman Sachs quer entrar no mundo da ‘renda fixa’ em criptomoedas e lidera grupo para comprar a Celsius por US$ 2 bilhões

O staking vem crescendo nos últimos meses e é motivo de certa preocupação após o caso da Celsius — e o banco de Wall Street quer um pedaço dele