O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-26T13:08:58-03:00
Carolina Gama
PÓDIO DO VAREJO

Arezzo (ARZZ3), Centauro (SBFG3) ou Renner (LREN3)? Qual varejista vai ganhar a corrida dos resultados do 1T22?

O Credit Suisse espera que os números das três empresas sejam bem recebidos pelo mercado, mas uma delas vai ocupar o lugar mais alto do pódio; saiba qual

26 de abril de 2022
13:08
Arezzo&Co (ARZZ3)
Arezzo&Co (ARZZ3) - Imagem: Divulgação

Arezzo (ARZZ3), Grupo SBF (SBFG3) — dono da Centauro —, e Lojas Renner (LREN3) divulgam na próxima semana os resultados referentes ao primeiro trimestre de 2022. A expectativa do Credit Suisse é que os números, de maneira geral, sejam bem recebidos pelo mercado, mas quem vencerá essa corrida de resultados?

Segundo o banco suíço, as três varejistas cruzarão a linha de chegada empatadas na modalidade tendência de vendas e qualidade; ou seja, a margem bruta deve ser boa para todas elas. 

O Credit Suisse lembra, no entanto, que a comparação com o primeiro trimestre de 2021 é favorável, já que os primeiros três meses do ano passado ainda traziam o efeito da pandemia de covid-19. 

Mas quem ocupará o lugar mais alto desse pódio é a Arezzo, de acordo com o banco. O segundo lugar ficará com o Grupo SBF e o terceiro lugar, com a Lojas Renner. Confira o calendário de balanços do primeiro trimestre.

Arezzo (ARZZ3): a vencedora da corrida de resultados

A Arezzo (ARZZ3) deve cruzar a linha de chegada em primeiro lugar, segundo o Credit Suisse, graças a um crescimento previsto de 68% no faturamento na comparação anual e uma margem Ebitda 130 pontos-base maior com relação ao primeiro trimestre de 2019. 

O banco segue otimista com a empresa no segundo trimestre de 2022, que deve trazer resultados tão robustos quanto os de trimestres anteriores — com expectativa de fortes vendas no Dia das Mães. 

Além disso, o Credit Suisse afirma que as vendas da Arezzo referentes às operações nos EUA no primeiro trimestre devem indicar uma aceleração que levará à revisão desse indicador no ano de 2022 de forma geral. O banco projeta R$ 500 milhões para as vendas no ano. 

As ações ARZZ3 operam em baixa de 3,37% hoje, cotadas a R$ 88,93. No ano, os papéis acumulam alta de 15,8% e, em 12 meses, de 17,6%. 

Dono da Centuro (SBFG3) é o segundo lugar no pódio

Atrás da Arezzo, o Grupo SBF (SBFG3), dono da Centauro, aparece em segundo lugar no pódio do Credit Suisse. O banco espera um crescimento de 54% no faturamento entre janeiro e março deste ano na comparação anual. 

Já a margem Ebitda deve ficar praticamente estável em relação aos primeiros três meses de 2019, segundo as projeções. 

No futuro do SBF, o banco suíço destaca o trabalho nas operações da Fisia — a distribuidora oficial da Nike no Brasil —, cuja estimativa é de crescimento de 80% da receita em termos anuais. 

Além disso, o dono da Centauro deverá contar com margens brutas saudáveis e bons indícios de aceleração das vendas para o segundo trimestre — com espaço para revisão para cima. 

Por volta de 12h37, as ações SBFG3 operavam em queda de 3,22%, a R$ 24,37. No ano, os papéis acumulam ganho de 6,9% e, em 12 meses, queda de 9,14%. 

Lojas Renner (LREN3) chega por último

Entre as três varejistas na corrida do Credit Suisse, a Lojas Renner (LREN3) será a última a cruzar a linha de chegada. 

O banco projeta um crescimento da receita de 62% em base anual e uma margem Ebitda ajustada 820 pontos-base menor com relação ao primeiro trimestre de 2019. Confira o resultado da Renner no quarto trimestre.

Segundo o Credit Suisse, a pressão de rentabilidade não é nova para a Renner, mas sua magnitude pode chamar a atenção novamente. 

Por outro lado, o banco espera que os indicadores operacionais subjacentes venham em boa forma, com desempenho de vendas acelerado mês a mês e margem bruta acima do número anteriormente esperado — apesar das pressões relacionadas ao câmbio e à inflação sobre os custos de entrada e frete.

Por volta de 12h40, as ações LREN3 caíam 1,48%, cotadas a R$ 24,63. No ano, os papéis acumulam ganho de 1,65%, mas em 12 meses a perda é de 31,61%. 

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

CVM recua e libera distribuição de dividendos do fundo imobiliário Maxi Renda FII (MXRF11) com base no ‘lucro caixa’ — relembre o caso

A xerife do mercado de capitais reconheceu “a existência de obscuridade e contradição” na decisão original

Superou o trauma? Bitcoin (BTC) segue no patamar de US$ 30 mil; saiba se a maior criptomoeda do mundo sustentará esse nível

BTC terá também que superar os críticos às moedas digitais, que não pouparam esforços para injetar ainda mais medo nesse mercado já extremamente desorientado

CEO do JP Morgan leva cartão vermelho de acionistas e pode ficar sem bônus milionário, entenda a decisão rara

A desaprovação foi a primeira desde que o conselho do banco norte-americano enfrentou um voto negativo sobre compensações desde que as regras foram introduzidas, há mais de uma década

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Hapvida, Magazine Luiza e Nubank tombam, mas Ibovespa fecha o dia no azul; confira os destaques desta terça-feira

O maior apetite ao risco e a expectativa de manutenção no ritmo de alta no juro nos Estados Unidos ajudou o Ibovespa, que teve um dia de ganho

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa sustenta alta após susto inicial com Powell; dólar cai abaixo dos R$ 5

O Ibovespa fechou o dia longe das mínimas, mas o dólar caiu 2% com o apetite por risco no exterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies