O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-02-03T00:10:58-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
BITCOIN NA TERRA GELADA DO LESTE

Depois da briga entre Putin e o banco central russo sobre o bitcoin (BTC), país prepara pacote de medidas para regularizar criptomoedas

A medida provisória vem na esteira de uma série de debates envolvendo as criptomoedas no país; veja o que diz a medida

31 de janeiro de 2022
12:56 - atualizado às 0:10
Bitcoin ao lado do mapa da Rússia com um pino vermelho em cima
Confira o que diz a lei sobre regularizar as criptomoedas no país. Imagem: Pixabay

Se 2021 ficou conhecido como “o ano da adoção” das criptomoedas, cada vez mais 2022 pode ser chamado de “ano da regulação”. Enquanto os Estados Unidos preparam um pacote para regularizar atividades envolvendo bitcoin (BTC), stablecoins, moedas digitais de Banco Central (CDBC, em inglês) e outros ativos digitais, a Rússia já deu um passo ainda maior.

O primeiro-ministro russo, Dmitry Chernyshenko, assinou uma medida provisória, válida até o final do ano, para regularizar o bitcoin. O documento prevê a regulamentação, identificação de clientes, diretrizes de responsabilidades por infrações, entre outros fatores.

Putin vs. Banco Central da Rússia

A medida acontece duas semanas após o Banco Central da Rússia propor uma lei para banir o bitcoin e outras criptomoedas do país, alegando que os ativos digitais são prejudiciais à estabilidade financeira. 

Entretanto, na última quarta-feira (26), o presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que “pode haver alguma vantagem” em adotar criptomoedas. Vale lembrar que o país é responsável por cerca de 13% de todo hashrate de mineração do bitcoin, de acordo com a Universidade de Cambridge.

O hashrate ou taxa de mineração é responsável pela saúde e segurança da rede (blockchain) do bitcoin. Se você tem dúvidas sobre mineração de criptomoedas, confira a nossa matéria especial sobre o tema.

Banir criptomoedas é 'pouco construtivo'

Para o chefe do Comitê de Segurança e Anticorrupção da Duma (o Congresso russo), Andrey Lugovoy, o parlamento apoiará a medida do governo.

Lugovoy afirma que considera a proibição total das criptomoedas pouco construtiva" para a economia nacional. Ele destaca que os ativos digitais são negociados por conta própria, o que faria diversos investidores e entusiastas migrarem para o mercado paralelo.

Além do Congresso russo, outras entidades e agências estatais auxiliaram na construção da proposta. Entre elas, os ministérios da Economia e Desenvolvimento Econômico, Administração Interna e Desenvolvimento Digital, o Ministério Público, o Serviço Federal de Segurança e Fiscal e até mesmo o Banco Central da Rússia.

Contudo, partes do texto não foram ratificadas pela autoridade monetária do país.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

DISTRIBUINDO MAIS DO QUE COMBUSTÍVEIS

Dividendos e JPC: Vibra Energia (VBBR3) anuncia o pagamento de R$ 131 milhões em proventos; confira prazos

Ao todo, a distribuidora de combustíveis já pagou R$ 663 milhões em dividendos e juros sobre capital próprio no exercício de 2021

CSN (CSNA3) e CSN Mineração (CSNA3) vão recomprar até 164 milhões de ações; veja o que muda para os acionistas

As duas companhias aproveitam o momento descontado na B3 para encerrar os programas atuais e iniciar novas operações com duração de um ano

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Inflação derruba bolsas, Hapvida vai às compras e a varejista que ameaça o Magalu; confira os destaques do dia

Depois de um dia de animação, preocupações com o movimento dos preços e a atividade econômica pelo mundo estragaram o humor dos investidores

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana come margem de grandes empresas e derruba bolsas globais; Ibovespa cai mais de 2% e dólar cola em R$ 5

Com inflação pressionando e China voltando a fechar cidades, o Ibovespa caiu menos que as bolsas em Wall Street, mas ainda assim amargou fortes perdas

BR Properties (BRPR3) vende 80% do portfólio para fundo canadense, em transação de quase R$ 6 bilhões

Além de representar um movimento importante no atual cenário macroeconômico brasileiro, a transação marca a saída de boa parte do capital do fundo soberano de Abu Dhabi (ADIA) da empresa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies