Insights de investimento, análises de mercado e muito mais! Siga o Seu Dinheiro no Instagram

2022-01-25T13:07:28-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
BARRADAS NO BAILE

Madero e ISH Tech cancelam planos de IPO, elevando para 12 número de desistências na B3 neste ano; veja o que atrapalha as ofertas

E esse número pode crescer ainda mais, pois a Corsan também deve adiar sua oferta em breve. Por enquanto, restam 20 candidatas à estreia na B3

25 de janeiro de 2022
13:07
Montagem com um semáforo na luz amarela e a palavra "IPO" escrita nas três cores; ideia de dificuldade para as estreantes na bolsa e que fizeram seus IPOs desde 2020 | Madero
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock/ako photography

No ano passado, a fila crescente de empresas esperando para abrir capital era tema constante no noticiário. Neste início de 2022, porém, as companhias que desistiram de fazer IPO é que têm dominado as conversas.

Com Madero e ISH Tech se juntando na última segunda-feira (24) ao grupo que cancelou seus planos de oferta pública inicial de ações, já chega a 12 o total de desistentes neste mês.

Além das duas empresas, Monte Rodovias, Ammo Varejo, Dori Alimentos, Environmental ESG, Vero Internet, Coty, Claranet, Fulwood, Cencosud e Cantu Store completam a lista.

E esse número pode crescer ainda mais: segundo fontes ouvidas pela imprensa, a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) também deve adiar sua oferta em breve. Por enquanto, restam 20 candidatas à estreia na B3.

Vale relembrar que a bolsa de valores brasileira encerrou o ano passado com 45 ofertas primárias e 26 ofertas secundárias, que movimentaram um total de R$ 126,9 bilhões.

Saída pela tangente

O Madero protocolou o pedido de IPO em agosto de 2021 e, com quase R$ 1 bilhão em dívidas, buscava atrair investidores para colocar dinheiro no caixa e tirar a corda do pescoço.   

Porém, ainda no ano passado, a abertura de capital foi adiada. A rede de restaurantes justificou, na época, esperar por uma melhoria nas condições de mercado.

Após receber um aporte de R$ 300 milhões do fundo americano Carlyle - um de seus maiores sócios - em novembro, a empresa recuperou o fôlego financeiro e pode seguir aguardando um  ambiente de mercado mais favorável aos IPOs.

O caso é parecido para a ISH Tech, que atua no setor de tecnologia com foco em cibersegurança. A empresa capixaba também havia enviado o pedido para a abertura de capital em agosto e desistiu ontem do IPO.

O que afugenta as empresas?

De acordo com especialistas, a resposta para essa pergunta está em um combo formado por três grandes fatores: a inflação em alta, o aperto na Selic, a taxa básica de juros brasileira, e a proximidade das eleições.

Os dois primeiros elementos desse caldo indigesto, que afeta principalmente as novatas do mercado, estão intimamente ligados. Com a inflação estourando a meta no ano passado, o Banco Central promove um novo ciclo de alta da Selic para tentar evitar que o cenário se repita em 2022.

Já o terceiro gera incertezas entre os investidores e tende a aumentar a volatilidade dos ativos de risco. Sem uma terceira via definida para as eleições e em meio à polarização reforçada pelos dois candidatos mais populares ao páreo, a situação não deve melhorar tão cedo.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

A PARTIR DE JUNHO

Quer um pedacinho da Eletrobras (ELET3)? O trabalhador poderá usar recursos do FGTS para comprar ações

O trabalhador deverá fazer reserva de aquisições entre 3 e 9 de junho. O governo liberou o uso de até 50% do FGTS para compra de ações da Eletrobras

DESINVESTIMENTO

Em meio à turbulências, Petrobras (PETR4) assina mais um contrato de venda de refinaria

A operação ainda deve passar pelo crivo do Cade. A venda da refinaria Lubnor por US$ 34 milhões faz parte do plano de desinvestimento

DIPLOMACIA RUSSA

Bandeira branca? Putin diz que vai viabilizar comércio de grãos ucranianos e fertilizantes

Em conversa com o presidente da França e o chanceler da Alemanha, Putin afirmou que vai aumentar a oferta de grãos e fertilizantes

NÃO VINGOU

Terra 2.0 derrete mais de 60% no dia do lançamento; saiba por quê

A Terra 2.0 já acumula perdas; o renascimento da criptomoeda sofre com a perda de credibilidade, após falhas no protocolo da antiga moeda

NOVA CRIPTO NA ÁREA

Lançamento da Terra 2.0: vale a pena investir em um projeto criado pelos mesmos desenvolvedores da extinta Terra (LUNA)? Especialistas falam sobre nova criptomoeda

A resposta foi quase unânime: os analistas deixaram de acompanhar a Terra (LUNA) e não acreditam mais no projeto

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies