🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-05-26T17:47:23-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa sobe mais de 1% mesmo após decepção com PIB americano; dólar cai abaixo de R$ 4,80

26 de maio de 2022
9:09 - atualizado às 17:47

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais começam o dia estendendo os ganhos da sessão anterior. A ata do Fed confirmou as projeções de aumento de 50 pontos-base nos juros dos EUA, o que sustenta o otimismo de hoje, ainda que o PIB tenha decepcionado. Por aqui, o ICMS e os debates envolvendo a privatização da Eletrobras movimentam o Ibovespa.

Acompanhe por aqui o que mexe com a bolsa, o dólar e os demais mercados hoje, além das principais notícias do dia.

O Ibovespa encerrou o dia em alta de 1,18%, aos 111.889 pontos

  • Nasdaq: +2,68%
    S&P 500: +1,99%
    Dow Jones: +1,61%

O dólar à vista encerrou a sessão em queda de 1,23%, aos R$ 4,7614

REAJUSTE NOS PLANOS DE SAÚDE

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) autorizou um reajuste de até 15,5% no valor dos planos individuais e familiares, medida que deve afetar cerca de oito milhões de vidas. 

Com isso, a Hapvida (HAPV3), operadora de saúde verticalizada que também gere a Intermédica, sobe forte. A Rede D’Or possui fatias relevantes de participação em operadoras de planos de saúde como a Qualicorp (QUAL3) e a SulAmérica (SULA3). 

CONFIRA TODOS OS DESTAQUES DO DIA

EXPECTATIVA DERRUBA ELÉTRICAS

A aprovação do processo de capitalização da Eletrobras (ELET6) e a busca por ações mais defensivas impulsionaram o setor elétrico nas últimas semanas, mas o hoje o movimento se inverte.

O mercado aguarda atento o lançamento da oferta de ações da estatal que, segundo fontes, deve acontecer nesta quinta-feira (26).

Em um dia de grande apetite por risco, o setor domina as maiores quedas do dia:

CÓDIGO NOME ULT VAR
ELET3 Eletrobras ON R$ 43,47 -3,23%
ELET6 Eletrobras PNB R$ 42,28 -3,07%
TAEE11 Taesa units R$ 40,59 -2,33%
CMIG4 Cemig PN R$ 11,74 -2,49%
ENGI11 Engie units R$ 45,17 -2,29%
CASA VERDE E AMARELA

Com a inflação dos insumos castigando as finanças — e as ações — de construtoras e incorporadoras, muitas empresas do setor têm elevado o valor dos empreendimentos para aliviar a pressão nas margens.

Mas, para aquelas que vendem dentro do Casa Verde e Amarela, a estratégia é limitada pelas regras rígidas do programa governamental. Por isso, as mudanças anunciadas pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) na última quarta-feira (26) trazem alívio para o segmento.

Veja como operam as principais incorporadoras da B3 nesta quinta-feira. 

FECHAMENTO NA EUROPA
  • Frankfurt: +1,59%
  • Londres: +0,56%
  • Paris: +1,78%
  • Stoxx-600: +0,87%

O Ibovespa segue renovando máximas, ainda de olho na leitura de que o Fed pode se ver obrigado a não subir os juros de forma brusca.

Os investidores locais também aguardam o anúncio da Eletrobras sobre a sua oferta de ações.

As ações da Cielo (CIEL3) são o principal destaque da manhã. Os investidores reagem à mudança de recomendação para os papéis feita pelo JP Morgan.

Confira as razões que motivaram o movimento. 

Na última hora, o Ibovespa vem renovando máximas enquanto o dólar renova mínimas.

Os ativos locais acompanham o apetite por risco visto em Nova York, com os investidores antecipando que o Fed não deva subir tanto os juros após um PIB fraco.

SOBE E DESCE DO IBOVESPA

Confira os principais destaques dos primeiros instantes do pregão:

CÓDIGO NOME ULT VAR
CIEL3 Cielo ON R$ 3,84 5,79%
HAPV3 Hapvida ON R$ 6,87 2,38%
EMBR3 Embraer ON R$ 12,40 2,23%
CASH3 Meliuz ON R$ 1,90 2,15%
MRVE3 MRV ON R$ 9,95 1,95%

Confira também as maiores quedas:

CÓDIGO NOME ULT VAR
MRFG3 Marfrig ON R$ 14,75 -1,47%
BPAC11 BTG Pactual units R$ 24,32 -1,46%
BRFS3 BRF ON R$ 14,04 -1,27%
VALE3 Vale ON R$ 83,26 -1,23%
CMIG4 Cemig PN R$ 11,91 -1,08%

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos voltou a decepcionar na segunda leitura do primeiro trimestre, mas os investidores americanos ainda estão olhando para as últimas palavras do Federal Reserve.

A ata da última reunião do Fed, divulgada ontem, mostrou que os dirigentes não irão largar mão de um aperto monetário mais forte para perseguir a inflação. Apesar disso, não houveram sinalizações de que altas de 0,75 ponto percentuais podem ser necessárias, o que animou o mercado.

No Brasil, o Ibovespa tem encontrado dificuldade para seguir uma direção única e oscila desde a abertura. Por aqui, os investidores aguardam o lançamento da oferta de ações bilionária da Eletrobras (ELET6) e a repercussão da aprovação de um teto para o ICMS dos combustíveis.

O Ibovespa encerrou os leilões de abertura em leve alta de 0,16%, aos 110.753 pontos.

No mesmo horário, o dólar à vista era negociado em queda de 0,21%, cotado a R$ 4,8123.

PIB DOS EUA CAI NO 1º TRIMESTRE

A leitura final do PIB dos Estados Unidos indicou uma queda de 1,5% das atividades no primeiro trimestre do ano. A leitura preliminar havia indicado contração de 1,4%.

O resultado foi pior do que as projeções do The Wall Street Journal, que esperava uma queda de 1,3% entre janeiro e março deste ano.

No trimestre, o PCE (a inflação dos EUA) subiu 7%. O indice mensal e anualizado será divulgado nesta sexta-feira (27).

OPORTUNIDADE DE SWING TRADE NA BOLSA

Antes da abertura dos negócios por aqui, confira a coluna de Nilson Marcelo, analista técnico da Vitreo.

Entenda porque ele enxerga uma oportunidade de trade com as ações da Copasa (CSMG3).

O Ibovespa futuro abriu em alta de 0,85% hoje, aos 111.895 pontos.

O dólar à vista, por sua vez, avança 0,19%, negociado a R$ 4,8299.

BOLSAS NO EXTERIOR

As bolsas no exterior tentam emplacar mais um dia de alta após o Federal Reserve confirmar as projeções do mercado para o aperto monetário dos Estados Unidos.

Os investidores agora esperam pelos números do PIB do primeiro trimestre dos EUA.

  • Dow Jones futuro: +0,37%
  • S&P 500 futuro: +0,32%
  • Nasdaq futuro: +0,06%
  • Euro Stoxx 50: +0,53%
  • Xangai (China): +0,50% (fechado)
  • Nikkei (Japão): -0,27% (fechado)
  • Petróleo Brent: US$ 111,69 (+0,57%)
  • Minério de ferro (Dalian, China): US$ 131,95 (+4,19%)
ESQUENTA DOS MERCADOS

Bom dia! O amargo remédio contra o avanço da inflação nos Estados Unidos deve vir na dose certa esperada pelos investidores.
Na tarde de ontem (15), o Federal Reserve impulsionou as bolsas pelo mundo ao divulgar a ata da sua mais recente reunião de política monetária. 

A publicação aliviou o medo de que o aperto monetário dos EUA fosse mais intenso — uma alta de 75 a 100 pontos base nos juros já estava no radar dos analistas do mercado.
Mas o Fed deixou as asas do falcão de lado por enquanto e anunciou novos aumentos nos juros de 0,50 pontos percentuais. 

O alívio veio em boa hora: as bolsas dos Estados Unidos fecharam em alta de mais de 1% na sessão da última quarta-feira.
Sobrou até um pouco de otimismo para o Ibovespa, que fechou praticamente estável aos 110.579 pontos, evitando encerrar mais um pregão no vermelho. 

O dólar à vista, por sua vez, reduziu os ganhos a 0,18%, a R$ 4,8209. 

Com a agenda mais esvaziada por hoje, o foco do dia vai para a leitura final do PIB do primeiro trimestre dos Estados Unidos.
A publicação preliminar dos dados mostrou uma queda inesperada do produto interno bruto do país e a revisão dos dados pode dar um novo fôlego aos índices nesta quinta-feira (26). 

Além disso, permanece no radar o último dia da reunião do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, e a participação da vice-presidente do Fed, Lael Brainard, em audiência da Câmara dos Representantes dos EUA. 

Leia o nosso esquenta dos mercados completo aqui. 

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

NOITE CRIPTO

Na luta: bitcoin (BTC) opera em alta, mas performance não dá inveja; confira cotações

Apesar do avanço, o último mês foi o pior da história do bitcoin. A queda de 37,9% se consolidou como a mais terrível da história, desbancando maio de 2021, quando o recuo foi de 35,4%

PROBLEMAS FINANCEIROS

Tenda (TEND3) negocia com credores e consegue sinal verde para flexibilizar endividamento

Os detentores de debêntures da empresa aceitaram mudar os termos das dívidas em troca de garantias – e remuneração – extras

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

‘Pane’ nas exchanges, os limites para a Rússia e a queda do Ibovespa; confira os destaques do dia

Os corredores do mercado financeiro estavam mais silenciosos do que o habitual nesta segunda-feira (04).  Nos Estados Unidos, as bolsas em Wall Street ficaram fechadas devido ao feriado do Dia da Independência americana, mas parece que boa parte dos investidores brasileiros também deu uma esticadinha no fim de semana.  Sem Nova York e com o […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa cai abaixo dos 99 mil pontos em dia de baixa liquidez; dólar e juros sobem com petróleo

Sem Wall Street, o Ibovespa teve um dia de movimentação limitada. Apesar da alta do petróleo, o índice não conseguiu se consolidar em alta

ELEIÇÕES 2022

Quem é Maria Luiza Ribeiro Viotti, a primeira mulher a comandar o Itamaraty se Lula vencer as eleições?

A indicação de uma mulher para o Itamaraty contemplaria o movimento feminino na diplomacia, que ganhou força política no Congresso e foi incentivado por Amorim no passado; o Brasil nunca teve uma chanceler

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies