A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2022-07-11T16:46:23-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Cautela externa pesa e Ibovespa perde os 99 mil pontos; dólar avança mais de quase 2% e vai a R$ 5,37

11 de julho de 2022
9:05 - atualizado às 16:46

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais amanheceram em queda, revertendo os ganhos da semana passada. Os olhos dos investidores estão na divulgação dos dados de inflação dos EUA nesta semana. A expectativa é de que o Federal Reserve aperte os juros por mais tempo e de maneira mais intensa do que o projetado. Por aqui, os investidores acompanham os desdobramentos da PEC dos Combustíveis.

Acompanhe por aqui o que mexe com a bolsa, o dólar e os demais mercados globais hoje, além das principais notícias do dia.

Nos últimos momentos do pregão, o Ibovespa acompanha a deterioração do humor vista nos Estados Unidos e amplia o movimento de queda. Poucas ações operam em alta.

O dólar à vista vem renovando máximas nesta tarde, em linha com o comportamento da moeda visto no exterior. Há pouco, a cotação frente ao real era de R$ 5,37

MUDANÇAS NA NUCONTA

O rendimento automático das contas do Nubank vai sofrer uma mudança drástica: o saldo de novos depósitos na NuConta passará a render apenas a partir do 30º dia, assim como acontece com a poupança.

De acordo com o Nubank, com a nova regra, no 31º dia o cliente receberá o rendimento total de 100% do CDI dos 30 dias, como se estivesse rendendo desde o primeiro dia. A partir daí, a NuConta passará a ter rendimento todos os dias úteis.

CONFIRA TODOS OS DETALHES

VALE A PENA?

Passado todo o barulho em torno da privatização da Eletrobras (ELET3), o que esperar das ações da agora ex-estatal na bolsa? Os bancos BTG Pactual e JP Morgan decidiram refazer as projeções para os papéis da Eletrobras, e seguem bastante otimistas quanto às perspectivas para a companhia.

CONFIRA TODOS OS DETALHES

FECHAMENTO NA EUROPA
  • Frankfurt: -1,40%
  • Londres: +0,02%
  • Paris: -0,61%
  • Stoxx: -0,54%

Enquanto aguarda a divulgação do indicador de inflação na próxima quarta-feira, o mercado internacional fica de olho em declarações do dirigente do Federal Reserve James Bullard.

Para Bullard, o payroll divulgado na última sexta-feira, e que surpreendeu o mercado, é uma prova de que a economia americana tem o que é necessário para sustentar a alta de juros.

Na última hora, as bolsas americanas renovaram as mínimas do dia.

O sentimento de cautela persiste no mercado financeiro. O Ibovespa segue abaixo dos 99 mil pontos, repercutindo a piora do sentimento com relação à covid-19 na China.

MERCADO DE JUROS

Com o temor de uma inflação mais persistente antes da divulgação de novos dados nos Estados Unidos e da preocupação com o coronavírus na China, a curva de juros volta a inclinar nesta segunda-feira (11).

CÓDIGO NOME  ULT  FEC
DI1F23 DI jan/23 13,85% 13,79%
DI1F25 DI Jan/25 13,10% 12,97%
DI1F26 DI Jan/26 12,97% 12,85%
DI1F27 DI Jan/27 12,97% 12,88%
O PIOR JÁ PASSOU?

A Gol (GOLL4) publicou hoje suas projeções para o balanço referente ao segundo trimestre deste ano — e, entre os dados não-auditados, chama a atenção a previsão de uma demanda mais forte, com a recuperação do setor de viagens.

Mas a boa notícia é eclipsada por um prejuízo ainda elevado, dada a explosão na linha de custos. Segundo o documento, o prejuízo por ação da Gol deve ser de R$ 1,80 entre abril e junho deste ano; em relação aos recibos de ações (ADRs) negociados em Nova York, as perdas devem ser da ordem de US$ 0,75 por papel.

CONFIRA TODOS OS DETALHES

SOBE E DESCE

Confira as maiores altas do dia:

CÓDIGO NOME ULT VAR
VIVT3 Telefônica Brasil ON R$ 47,78 0,61%
JBSS3 JBS ON R$ 31,23 0,55%
CMIG4 Cemig PN R$ 10,33 0,49%
ENEV3 Eneva ON R$ 15,50 0,39%
BRFS3 BRF ON R$ 15,72 0,26%

Confira também as maiores quedas:

CÓDIGO NOME ULT VAR
GOLL4 Gol PN R$ 7,94 -6,37%
AZUL4 Azul PN R$ 11,72 -5,86%
CASH3 Meliuz ON R$ 1,18 -5,60%
B3SA3 B3 ON R$ 10,94 -4,37%
EMBR3 Embraer ON R$ 11,00 -4,10%

A semana começa mais uma vez pautada em muita cautela nas bolsas globais.

Além do olhar voltado para a série de indicadores importantes que serão conhecidos nos próximos dias, os investidores recebem de forma negativa a informação de que a China voltou a endurecer as medidas para controle do coronavírus.

Como resultado, vemos um recuo das commodities e dos demais índices globais.

O Ibovespa encerrou os leilões de abertura em queda de 1,59%, aos 98.796 pontos.

No mesmo horário, o dólar à vista avançava 1,74%, cotado a R$ 5,3470.

ESPECIAIS SD

BDRs e ações estrangeiras vão exigir análise mais profunda diante da baixa dos mercados globais.

Confira as apostas do setor no nosso conteúdo especial sobre Onde Investir no 2º Semestre. 

O Ibovespa futuro abriu em queda de 0,88%, aos 100.510 pontos, seguindo a cautela internacional.

No mesmo horário, o dólar à vista abriu em alta de 1,00%, cotado a R$ 5,3080.

BOLSAS PELO MUNDO

A aversão ao risco global volta a pesar nos mercados internacionais nesta segunda-feira (11). A cautela se deve principalmente ao compasso de espera antes da divulgação dos dados de inflação dos Estados Unidos.

O Federal Reserve deve aumentar os juros de maneira mais intensa e por mais tempo após os dados do payroll — a folha de pagamento — registrarem uma solidez do mercado de trabalho norte-americano.

Na leitura do mercado, um forte mercado de trabalho dá espaço para que o Fed tenha uma postura mais agressiva contra a inflação.

Confira aqui:

  • Dow Jones futuro: -0,42%
  • S&P 500 futuro: -0,54%
  • Nasdaq futuro: -0,71%
  • Euro Stoxx 50: -0,61%
  • Xangai (China): -1,27% (fechado)
  • Nikkei (Japão): +1,11% (fechado)
  • Petróleo Brent: US$ 104,75 (-2,08%)
  • Minério de ferro (Dalian, China): US$ 110,50 (-3,26%)
O PASSARINHO CAIU

Elon Musk desiste do Twitter e ações despencam no pré-mercado.

Na sexta-feira, quando a desistência tornou-se pública, TWTR já havia caído 5,1% em Nova York.

Hoje, as ações de empresa chegaram a cair 9% no pré-mercado antes de reduzirem parcialmente as perdas. Por volta das 7h, TWTR caía cerca de 7%.

Leia a matéria completa sobre o caso aqui. 

OPORTUNIDADE DE SWING TRADE NA BOLSA

O nosso colunista Nilson Marcelo identificou uma oportunidade de swing trade na B3 hoje: lucros de mais de 4% em swing trade com o Magazine Luiza (MGLU3).

Confira a recomendação na íntegra.

ESQUENTA DOS MERCADOS

Bom dia! Um enorme dragão desponta no horizonte e quem olha de baixo procura por abrigo.

Poderia ser uma cena de Game of Thrones, mas são apenas os investidores se preparando para os números da inflação nos Estados Unidos em junho.

Temores relacionados ao avanço do índice de preços ao consumidor norte-americano (CPI) pressionam as bolsas nesta segunda-feira (11).

A inflação nos Estados Unidos encontra-se nos níveis mais elevados em 40 anos. Em maio, o CPI avançou 8,6% no acumulado em 12 meses.

A expectativa dos analistas é de que a leitura referente a junho venha ainda mais elevada.

O pessimismo com uma ação mais agressiva do Federal Reserve, o Banco Central americano, também é sustentado pelos dados do payroll da semana passada.

O relatório de emprego dos EUA mostrou um crescimento do número de vagas maior do que o esperado.

Isso dá sinal verde para o Fed de que a situação do emprego norte-americana é confortável, o que dá margem para um aumento de juros mais intenso e por mais tempo.

A reação das bolsas não poderia ser diferente: os índices da Europa e futuro dos EUA operam em queda nas primeiras horas desta segunda-feira.

As praças asiáticas também encerraram o pregão em queda, mas por outros motivos.

A alta de casos de covid na China pressionou as bolsas por lá.

Estima-se que a nova onda de casos seja em virtude de uma subvariante altamente contagiosa da ômicron em Xangai, o que retira o apetite de risco por lá.

Já por aqui, apesar dos pesares, o Ibovespa conseguiu engatar alta de 1,35% na semana, mesmo com o cenário externo desfavorável e debates locais sobre o furo no teto de gastos.

Confira o que irá movimentar a semana das bolsas, do dólar e do Ibovespa.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) sente pressão do Fed e recua na semana, enquanto ethereum (ETH) sustenta alta impulsionada pela “The Merge”; entenda

18 de agosto de 2022 - 20:25

O ethereum (ETH) vence a letargia do mercado hoje ainda impulsionado pela The Merge, atualização que, segundo analista, foi enfim “descoberta” pelo mercado

ELEIÇÕES 2022

Bolsonaro aparece no retrovisor de Lula, mas petista ainda pode levar no primeiro turno, segundo Datafolha

18 de agosto de 2022 - 20:00

Essa é a primeira pesquisa de intenção de voto divulgada após o início oficial da campanha presidencial, que começou há dois dias

REBATEU FAKE NEWS

“Estou meio acostumada a tomar paulada”: Luiza Trajano fala sobre política, empreendedorismo e os desafios do Magalu (MGLU3)

18 de agosto de 2022 - 19:13

A empresária rebateu alguns dos principais boatos que envolvem o seu nome e comentou as perspectivas do varejo no TAG Summit 2022

MAIS UM PASSO

Unindo os jalecos: acionistas do Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3) aprovam a fusão entre as companhias

18 de agosto de 2022 - 19:12

Os acionistas de Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3) deram aval para a junção dos negócios das companhias; veja os detalhes

o melhor do seu dinheiro

Ibovespa faz o dever de casa, o futuro das petroleiras e quem vai ficar com Congonhas; confira os destaques do dia

18 de agosto de 2022 - 18:40

Passado o grande evento da semana — a divulgação de ontem (17) da ata da última reunião do Federal Reserve — os investidores tiveram pouco com o que trabalhar nesta quinta-feira (18), levando as bolsas globais a mais um dia de muita volatilidade.  A cautela inicial em Nova York e a subida dos juros futuros […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies