Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-08-11T18:55:20-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Boom das commodities

Suzano (SUZB3) lucra R$ 10 bi no 2º trimestre, ajudada pela alta nos preços da celulose

Com o preço da celulose aumentando mais de 30% no exterior, a Suzano (SUZB3) gerou caixa e viu sua receita avançar no 2º trimestre

11 de agosto de 2021
18:55
Linha de produção da Suzano SUZB3
Linha de produção da Suzano - Imagem: Clayton de Souza/Estadão Conteúdo

A Suzano (SUZB3) vendeu um volume menor de papel e celulose no segundo trimestre deste ano, mas, mesmo assim, ainda obteve resultados amplamente positivos entre abril e junho. Tudo isso por causa da elevação dos preços da commodity, que mais que compensaram a queda na demanda pelos produtos.

A gigante do setor reportou receita líquida de R$ 9,8 bilhões, cifra 23% maior na comparação com o mesmo período do ano passado. O mercado externo continua sendo protagonista, respondendo por R$ 8,29 bilhões das vendas da Suzano — um crescimento de 10% na mesma base.

Em termos operacionais, a companhia vendeu 2,53 mil toneladas de celulose no trimestre, volume 9% menor que o visto entre abril e junho do ano passado. O preço da commodity, no entanto, disparou: o valor médio no mercado externo ficou em US$ 636 a tonelada, aumentando 35% no mesmo intervalo.

O impulso dado pelo preço da celulose na receita líquida da Suzano acabou se propagando por todo o balanço. Com custos praticamente estáveis, o lucro bruto da empresa ficou em R$ 5,1 bilhões, aumentando 25% em um ano; o resultado das operações foi de R$ 5,2 bilhões, mais que o dobro do visto há um ano.

O Ebitda — lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização — avançou 63% entre os períodos, totalizando R$ 6,9 bilhões; em bases ajustadas, que desconsideram itens não recorrentes, o Ebitda foi de R$ 5,9 bilhões (+32%).

Veja abaixo como ficaram as margens da Suzano no trimestre:

  • Margem bruta: 51,5% (era 40,1% no 2T20);
  • Margem Ebitda: 70,1% (era 52,8% no 2T20);
  • Margem Ebitda ajustada: 60,4% (era 52,3% no 2T20).

Suzano (SUZB3): Lucro acima da receita?

Quem bate o olho nos resultados da Suzano pode estranhar um detalhe: o lucro líquido, de R$ 10 bilhões, foi superior à receita líquida. Como isso é possível?

Essa aparente distorção se deve ao resultado financeiro líquido, que ficou positivo em R$ 9,7 bilhões — há um ano, a linha estava negativa em R$ 5,7 bilhões. Tudo graças aos ganhos de R$ 6,9 bilhões com a variação cambial e monetária.

Ocorre que mais de 80% do endividamento da Suzano é denominado em dólares. Mas como a moeda americana se desvalorizou frente ao real no período em questão, o montante da dívida da companhia acabou diminuindo quando convertido para reais. Ou seja: esses ganhos com a variação cambial afetam o lucro, mas não causam qualquer efeito nas operações ou no caixa da Suzano.

No segundo trimestre de 2020, a Suzano teve prejuízo líquido de R$ 2,1 bilhões.

Fonte: Suzano

Caixa e dívida

Voltando ao lado das operações, o ambiente de preços favorável para a venda de celulose no exterior fez a Suzano reportar uma geração de caixa operacional de R$ 4,94 bilhões, montante 47% maior na comparação anual.

A dívida líquida recuou 16% frente o segundo trimestre de 2020, para R$ 57,2 bilhões; a alavancagem, medida pela relação entre endividamento líquido e Ebitda nos últimos 12 meses, caiu para 3,1 vezes — há um ano, o índice estava em 5,6 vezes.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Leão social

Reforma do Imposto de Renda vai bancar Auxílio Brasil? Se depender da Câmara dos Deputados, sim; entenda

Os deputados aprovaram um projeto de lei que autoriza o uso e recursos da reforma no programa desenhado para substituir o Bolsa Família

Mais uma na lista

Corretora de criptomoedas Huobi Global, uma das maiores do mundo, restringe negociações na China

A plataforma também informou que retirará gradualmente as contas existentes no gigante asiático até o fim de 2021

Uma nova gigante tech

Infracommerce (IFCM3) dispara 10% com “aquisição transformacional”; outras techs sentem o baque e caem

A Infracommerce (IFCM3) acertou a compra da Synapcom, ganhando escala no B2B — e pagando um preço relativamente baixo pela rival

NOVO SUSTO

Em crise de liquidez, concorrente da Evergrande esboça pedido de apoio a governo de cidade chinesa

Notícia provocou queda acentuada nas ações da Sunac, que fecharam hoje no nível mais baixo em 4 anos

Crédito disponível

Com juros salgados, Caixa libera empréstimo de até R$ 1.000 no aplicativo Caixa Tem; veja condições

O crédito ficará disponível para assalariados, autônomos, beneficiários de programas sociais e de políticas públicas de distribuição de renda

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies