Menu
2021-02-19T18:05:35-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Balanço

IRB amarga prejuízo de R$ 1,5 bilhão em 2020 e nega relação com movimento de investidores com ações

No ano marcado pela descoberta uma fraude contábil em seus balanços, empresa de resseguros segue registrando perdas; ações reagem em queda

19 de fevereiro de 2021
8:58 - atualizado às 18:05
Ibovespa mercados queda
Imagem: Shutterstock

No ano marcado pela descoberta uma fraude contábil em seus balanços, a resseguradora IRB Brasil (IRBR3) registrou um prejuízo de R$ 1,521 bilhão em 2020. No balanço do ano anterior, reapresentado após a revelação das irregularidades, a empresa teve lucro de R$ 1,2 bilhão.

A companhia reapresentou em junho os números de 2019 e 2018, que mostraram um lucro líquido R$ 670 milhões menor do que o apresentado originalmente na soma dos dois períodos.

Quando todos pensavam que a companhia já havia chegado ao fundo do poço, o IRB voltou a surpreender negativamente com um prejuízo de R$ 620 milhões no quarto trimestre do ano passado.

Entre os fatores que prejudicaram o resultado anual, o IRB aponta a perda em linhas de negócio nas quais a companhia deixou de operar (run-off), no valor de R$ 589 milhões, e uma baixa de R$ 336 milhões feita em dezembro relativa a um crédito tributário de prejuízos fiscais gerados na sucursal de Londres.

Sem esses efeitos, o IRB informa que o prejuízo em 2020 seria de "apenas" R$ 476 milhões em 2020. Quem quiser olhar o copo meio cheio também pode se pegar ao lucro líquido de R$ 190 milhões que a empresa teria obtido no quarto trimestre sem os impactos que afetaram os números no ano passado.

Embora considerem positivas as iniciativas da nova gestão do IRB de dar foco nas operações lucrativas, os analistas do Credit Suisse estão entre os que viram o copo meio vazio.

“Acreditamos que as operações de run-off ainda podem pesar nos resultados a curto prazo e, portanto, preferimos manter uma postura cautelosa”, escreveram os analistas, que têm recomendação "underperform" (equivalente a venda) para os papéis.

No mercado, a reação aos números também é negativa. Por volta das 12h10, as ações do IRB (IRBR3) eram negociadas em queda de 4,21%, a R$ 6,37. Leia também nossa cobertura completa de mercados.

As ações e os fóruns de internet

Com a confirmação das fraudes contábeis — descobertas após a divulgação de um relatório da gestora carioca Squadra —, as ações do IRB (IRBR3) desabaram 80% na B3 no ano passado. A queda dos papéis atraiu vários investidores, principalmente pessoas físicas atraídas por fóruns de internet.

No mês passado, um grupo deles decidiu criar um canal no Telegram para tentar especular com as ações da resseguradora, na esteira do caso GameStop nos Estados Unidos.

No relatório que acompanha o balanço, o IRB informou que não possui nenhum envolvimento ou ingerência nesse movimento e que todas as informações que possui a respeito são as disponíveis publicamente nas redes sociais e na imprensa.

Leia também:

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Energia elétrica

IPCA pode ir a 6,5% na bandeira vermelha

A bandeira vermelha 2, que tem custo adicional de R$ 6,243, iria a R$ 7,571 caso adotada a proposta da consulta pública

Esquenta dos Mercados

Relatório da inflação, leitura do PIB dos EUA e queda de ministro devem guiar a bolsa hoje

Assim como uma noite no deserto, o investidor deve ficar atento aos sinais para atravessar um momento de dificuldade

Volta ao original

Câmara rejeita emendas do Senado e retoma texto original de MP que eleva imposto para bancos

Deputados retomaram a alíquota de 25% na CSLL também para as agências de fomento e bancos de desenvolvimento estaduais

Para dar e vender

Defensivas e com potencial de crescimento: como as ações do setor de saúde ainda podem dar muitas alegrias na bolsa

A combinação de baixo endividamento, bons níveis de caixa e espaço para consolidação tornam as ações do segmento muito atrativas, segundo analistas

Fernando Cirne

A importância das fusões e aquisições para a Locaweb

Já avaliamos mais de 1.900 empresas e, desde o IPO, concluímos 10 importantes aquisições, que se somaram às outras seis concretizadas antes da abertura de capital

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies