Menu
2021-06-01T16:27:42-03:00
Estadão Conteúdo
Decolando os voos

Gol aumenta oferta de voos em junho e reabre 7 bases aéreas regionais

No total, serão 300 voos diários, um incremento de 36% em relação a maio – número que, em etapas, chegará a 400 decolagens ao dia no final do mês

1 de junho de 2021
16:27
Avião da Gol
Avião da Gol - Imagem: Shutterstock

Após adequações em sua malha aérea de abril e maio devido ao agravamento da pandemia, a Gol Linhas Aéreas anunciou nesta terça-feira o aumento da oferta de voos para o mês de junho, em razão da expectativa de acréscimo da demanda por viagens durante a alta temporada de inverno.

Em nota, a companhia informa que os cinco hubs da Gol reassumem a conectividade para todo o País, enquanto as bases regionais se comunicam com o aeroporto internacional de Guarulhos, facilitando o acesso dos Clientes a outras regiões.

Juntas, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Fortaleza e Salvador retomam, em junho, o papel de pilar de conectividade da companhia, respondendo por 62% da sua capacidade de decolagens previstas para o mês.

Além disso, a Gol reabre em junho 7 bases aéreas regionais que estavam temporariamente suspensas: Caldas Novas (GO), Campina Grande (PB), Caxias do Sul (RS), Londrina (PR), Montes Claros (MG), Sinop (MT) e Uberlândia (MG).

Uberlândia também dispõe de voos para Brasília. Dentre os hubs, o RIOgaleão passa a contar com novos voos da Gol para 7 capitais do Nordeste: Aracaju, Fortaleza, João Pessoa, Maceió, Natal, Recife e Salvador.

O aeroporto carioca também ganha nova oferta de decolagens para o Sul e Sudeste, em destinos como Belo Horizonte, Curitiba, Foz do Iguaçu, Florianópolis, Navegantes e Porto Alegre.

No hub de Fortaleza, por sua vez, a ampliação de voos sem escalas se dá principalmente para o aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista, além de nova oferta para Salvador, Recife, Manaus, São Luís e Rio de Janeiro.

Já na capital baiana, até meados de junho, a companhia volta a oferecer voos diretos para 7 capitais em 4 regiões do Brasil: Goiânia, João Pessoa, Natal, Palmas, Porto Alegre, São Luís e Teresina.

Haverá ainda, em Salvador, mais opções de decolagens para 15 destinos atendidos atualmente: Aracaju, Porto Seguro, Ilhéus, Maceió, Vitória da Conquista, Brasília, São Paulo (Congonhas e Guarulhos), Belo Horizonte, Fortaleza, Rio de Janeiro (Santos Dumont e RIOgaleão), Recife, Campinas e Vitória.

A previsão é ampliar de 14 para 20, em junho, o número de decolagens diárias para essas cidades.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

ESTRADA DO FUTURO

Duas (e mais duas) formas de ganhar dinheiro com ações tech

Existe um elemento em comum entre as big tech que as fizeram crescer tanto nas últimas duas décadas. Será que você acerta qual é?

atenção, acionista

Carrefour paga R$ 175 milhões em juros sobre capital próprio e altera valor de dividendos

Cifra equivale a R$ 0,088148225 por ação em circulação; também anunciou uma modificação do valor por ação dos dividendos aprovados em abril, de R$ 0,382372952 para R$ 0,382361396

maior apetite por risco

Empresas do Brasil captam US$ 4,6 bilhões; montante deve aumentar com ofertas de Stone e Light

Emissores brasileiros haviam paralisado planos de captar no exterior nos últimos meses, em meio à turbulência interna com a pandemia e o aumento do juro norte-americano

em meio ao aumento de consumo de frango

SuperFrango, de Goiás, retomará IPO de R$ 1 bilhão

Após resolver adiar a operação, a empresa fará uma apresentação mais cuidadosa de seu negócio aos analistas; oferta é estimada entre R$ 1 bilhão e R$ 1,5 bilhão

levantamento

Estatais descumprem critérios do marco do saneamento

GO Associados calculou que as companhias públicas do Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Alagoas, Maranhão, Amazonas, Pará, Piauí, Roraima, Rondônia e Amapá não atendem a todos os critérios da “etapa 1” do decreto – que prevê o cumprimento de índices mínimos dos indicadores econômicos-financeiros

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies